Porto Velho (RO) segunda-feira, 24 de setembro de 2018
×
Gente de Opinião

Ilmar Esteves

Um salto para o futuro



Nessa sexta-feira (14/8) encerrei a semana com uma notícia maravilhosa. A Receita Federal expediu o CNPJ do FUNDER – Fundo de Desenvolvimento do Desporto, citado no inciso VI do art. 6º da Lei Complementar nº 775, e parte integrante do Sistema Estadual de Desporto.

Como fundo público, já instituído mediante autorização legislativa e para colocá-lo em funcionamento, o quarto passo já foi dado. O primeiro foi como o marco legal (a lei que o cria), o segundo é a sua regulamentação feita pelo decreto nº 19204/14.

O terceiro passo foi a nomeação de seu Conselho Gestor (decreto 19.602/25). Esse conselho irá coordenar a execução do plano anual de aplicação dos recursos do fundo e executar e acompanhar o ingresso de receitas e o pagamento das despesas, emitir empenhos, cheques e ordens de pagamento das despesas, fornecer o comprovante de doação/destinação ao contribuinte.

E mais, encaminhar à Secretaria da Receita Federal a Declaração de Benefícios Fiscais (DBF), por intermédio da internet, até o último dia útil do mês de março, em relação ao ano calendário anterior, com a obrigação de comunicar ao CONEDE, apresentação da Declaração de Benefícios Fiscais (DBF). Tudo isso dentro dos princípios e as prioridades instituídas na Lei Complementar n. 775, de 2 de junho de 2014, que cria o Sistema Estadual do Desporto e Lazer.

E agora, como disse inicialmente, veio o quarto passo que foi a expedição do CNPJ por parte da Receita Federal. O FUNDER é uma autarquia estadual que tem por finalidade captar e destinar recursos para atender a projetos e programas esportivos, por intermédio de seleção de projetos através de editais públicos, os quais atendam às necessidades e objetivos do Sistema Estadual do Desporto e Lazer do Estado de Rondônia.

“Terá a função de direcionar recursos para atender projetos, obras e estudos de interesse social na aérea exclusiva do desporto e do lazer em benefício de todos os municípios e do interesse do estado.”

Este fundo nasceu forte, com recursos já destinados e com grandes expectativas para os anos seguintes e a iniciativa de se implantar o sistema estadual, de se (re)criar o conselho, não estaria a contento sem a recriação desse fundo.

Acredito que poucos se lembram das três Conferencias do esporte que foram realizadas, aqui pela SECEL e em Brasília, pelo Ministério do Esporte. A sistematização final dessas conferencia, foram propostas e aprovadas, a implantação desse rico processo de construção, do sistema estadual de desporto, do conselho e a criação e manutenção de Fundos para financiar o desenvolvimento de políticas deesporte e lazer no âmbito doEstado e dosMunicípios.

Atualmente os órgãos gestores do esporte em todos os municípios e o do estado mais se parecerem um agencia bancaria ou de viagem. Projetos que em momento algum primam por parcerias, como uma via de mão dupla, sem contra-partidas, e ainda se sustenta o modelo feudal, sob o domínio político.

A proposta inovadora de “institucionalizar do desporto” dá um chega prá lá nessa nefasta ação, que só de Secel foram 15 aninhos. É o chamamos de um novo tempo em consonância com as diretrizes da política estadual de esportes. Essa disciplina evita-se o conhecido Q.I. muito popular no contexto político.

O próximo passo é o futuro.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Ilmar Esteves

Êpa! calma lá

Êpa! calma lá

Nesta terça (24/2) tomou posse o Professor Rodnei Paes como superintendente da SECEL, cargo que estava sendo ocupado interinamente pela titular da Sed

‘Você ouvinte, é a nossa meta’

‘Você ouvinte, é a nossa meta’

É sempre bom matar a saudade de Waldir Amaral abrindo os trabalhos para a narração de uma partida de futebol. E continuava - “pensando em você é que p

Vida de super atleta

Vida de super atleta

  No início de cada ano as expectativas por dias melhores no esporte vão crescendo dentro de cada atleta, muitos entrando firme em suas pré-temporadas

Como botar o time em campo?

Como botar o time em campo?

O Campeonato Rondoniense de Futebol da 1ª Divisão promovido e realizado pela Federação de Futebol do Estado de Rondônia – FFER, previsto para ser real