Porto Velho (RO) terça-feira, 18 de fevereiro de 2020
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Os boicotes internacionais + Cidade desunida + Pólos regionais + Só apelando...


Os boicotes internacionais + Cidade desunida + Pólos regionais + Só apelando... - Gente de Opinião

Os boicotes internacionais

Os ataques do governo à imprensa, ongs e “interesses estrangeiros” provocaram lamentáveis casos de boicote aos produtos brasileiros no exterior. E impossível impor a “verdade” única de um governo sabendo que “mídia” e ongs são universos formados por milhares de empresas desiguais de várias nacionalidades, com diferenças e intenções múltiplas. No mais, há interesses estrangeiros legítimos (retorno aos investimentos) e ilegítimos (drogas, extração de madeira e garimpo ilegais).

O castigo pela generalização é só ganhar uma cobertura favorável se pagar, como se nota pelo alto custo das propagandas no exterior. O resultado pior da má imagem é consumidores de todos os continentes pressionando seus governos e empresas a não comprar nada proveniente de áreas desmatadas. O governo da Finlândia, na presidência temporária da União Europeia, recomendou suspender a importação de carne bovina e de soja.

A uma lista de nações preocupadas com a Amazônia na qual figuram países árabes e europeus vem se somar o Partido Democrata dos EUA na intenção de rejeitar produtos brasileiros. Acusar a Alemanha de querer ocupar a Amazônia como o Reino Unido fez com as Malvinas também não ajuda a imagem do Brasil lá fora. Se a propaganda conseguir reverter esses estragos, ótimo. No entanto, para o bem dos produtos brasileiros, o melhor a fazer é redescobrir o diálogo e a diplomacia.

.......................................................


Cidade desunida

Com a região do centro cívico se assemelhando a uma Dallas e a periferia, uma India, Porto Velho comemora hoje 105 anos de criação. Uma cidade dividida políticamente, algo que tem custado caro, pois muitas vezes prefeitos e governadores por aqui são claramente sabotados pela oposição. Em consequencia, quem paga o pato é a população com tantas rachas políticas.


Nossa situação

Observando a situação dos vizinhos – Cuiabá, Rio Branco e Manaus – eu fico me perguntando – salvo raras excessões – que espécie de políticos estamos elegendo em Porto Velho. Temos bons exemplos a ser seguidos no próprio estado: Ji-Paraná sabe se unir nas suas causas, as cidades de Vilhena e Cacoal tem padrão de cidades do sul maravilha. E Porto Velho não consegue se livrar nem das alagações.


Meio do caminho

Alguns nomes especulados e até lançados para a disputa da prefeitura de Porto Velho no ano que vem, nos últimos dias já estão ficando pelo meio do caminho e buscando alianças. Casos de Kazan Roriz, Vanderlei Oriani, Herminio Coelho, Jesoíno Dantas, Pimenta de Rondônia, entre tantos candidatos que começam a aparecer na midia, mas que tem mais cara de quem deseja uma candidatura de vice-prefeito.


Pólos regionais

Nos principais pólos regionais de Rondônia, que reunem a maior parte do eleitorado do estado, os atuais prefeitos estão indo para a reeleição no pleito de 2020. Casos de Hildon Chaves (PSDB-Porto Velho), Thiago Flores (PSL-Ariquemes), Marcito Pinto (PDT-Ji-Paraná) e Eduardo Japonês (PV-Vilhena). Dos quatro, acredita-se que pelo menos dois tenham sucesso na empreitada.


Só apelando...

Com o governo brasileiro incapaz – isto vem de longe, não adianta culpar Bolsonaro - de asfixiar o tráfico de armas para o País nas regiões de fronteira, o governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel esta cobrando sanções internacionais aos paises que vendem armas para cá – principalmente para as facções do crime organizado no Rio de Janeiro – que são a Bolivia, Colombia e Paraguai.


Via Direta

*** O mês de setembro marcou recorde de queimadas em Rondônia, Mato Grosso, Amazonas, Pará e Tocantins *** Com outubro rolando e o inicio das chuvas em algumas regiões do Norte o pior do fogaréo já passou *** A imobiliária Cred-Casa inicia seu feirão de imoveis com boas promoções para seus clientes. Confiram *** Alguns vereadores de Porto Velho esteão peocupados com os predadores da temporada insuflando a população contra eles *** O comércio dos ambulantes cria asas na capital, seja no centro histórico ou até mesmo nos bairros *** Marmitex de R$ 5,00 é uma das ofertas vigentes no pedaço, como lojas de roupas com preço abaixo de R$ 10,00.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Magia por consenso + Troca-troca + Farra partidária + Uma revoada

Magia por consenso + Troca-troca + Farra partidária + Uma revoada

Magia por consensoNa Escola de Magia e Bruxaria do Brasil, localizada no interior de São Paulo, há um confuso “quadribol” jogado com cinco bolas, c

Da ficção à realidade + Levas de deportados + A cariocarização das facções + A militarização

Da ficção à realidade + Levas de deportados + A cariocarização das facções + A militarização

Da ficção à realidadeO sonho de extrair minérios abundantes e caros das terras indígenas tromba com o pesadelo mundial de que a degradação da Amazô

Expedito e Ivo pulam cirandinha + A cobiçada Amazônia + Vai que cola! + É candidatíssimo!

Expedito e Ivo pulam cirandinha + A cobiçada Amazônia + Vai que cola! + É candidatíssimo!

A cobiçada AmazôniaSerá ridículo um bafafá internacional entre militares brasileiros e franceses por conta do vazamento da “minuta sigilosa” na qual a

Faltam cobradores + Reação tucana + Os rios voadores + Urrando, gente!

Faltam cobradores + Reação tucana + Os rios voadores + Urrando, gente!

Faltam cobradoresNo início da Operação Lava Jato, a população esperava que, além de presos, os corruptos devolveriam o que roubaram. Pouco foi recu