Porto Velho (RO) segunda-feira, 3 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Negacionistas e apocalípticos + Olho no predador + Estragou o negócio + Os refugiados


Negacionistas e apocalípticos + Olho no predador + Estragou o negócio + Os refugiados - Gente de Opinião

Negacionistas e apocalípticos

Como santo de casa não faz milagre e os brilhos das estrelas e listras da bandeira americana são uma inspiração para muitos, as advertências do Inpe são descartadas sob a suposição de ser influenciadas por ongs, mas o aviso da Nasa sobre a destruição na Amazônia causa um barata-voa dentro e fora do “estamento” governamental, no país e no exterior.

O que assusta na advertência da Nasa não é a ameaça de um Apocalipse futuro, passível de ser posto em dúvida pelos negacionistas profissionais. Bons negacionistas provam que a causa do câncer do pulmão não é o cigarro, mas o próprio pulmão. Os do clima defendem que o aquecimento global não preocupa porque a natureza vai regular tudo na hora necessária.

Só que, segundo a Nasa, o desmatamento maior, as queimadas sem controle e a maior concentração de gases de efeito estufa não vão causar efeitos só num futuro remoto. Seus efeitos já estão visíveis agora: deixam agora a floresta tropical mais seca, fazendo crescer a demanda por água e tornando os ecossistemas mais vulneráveis aos incêndios e outros desastres.

Resta aguardar qual será o próximo contorcionismo retórico para explicar porque um fenômeno anunciado para daqui a décadas produz seus efeitos já, agora. Talvez os negacionistas, já sem negar, digam que o erro dos profetas foi prever o desastre no prazo de meio século e não dobrando a próxima esquina.

.....................................................

A convivência

Os rauppistas não se queixam mais do comportamento predador do ex-governador Confucio Moura, atual senador da República. Antes, de acordo com as reclamações, como uma sucuri, El Carecon asfixiou o então senador Valdir Raupp até o talo. Primeiro na convenção, depois na eleição que tirou a cadeira do barbudo queixada do Senado e por fim, tomou o cargo de Raupp de vice-presidente do Diretório Nacional do MDB.

Olho no predador

A grande verdade é que Confúcio está acostumado a dar o bote nos adversários e virar o jogo. Lembram da tentativa de impeachment? E pelo jeito o próximo a levar um laço apertado de sucuri é o governador Marcos Rocha (PSL), já que nos bastidores se propala que Confucio quer voltar ao posto. Verdade seja dita: Confucio foi competente como deputado federal, como prefeiro e governador e tem sido destaque rondoniense no Congresso como Senador.

Estragou o negócio

A venda do marmitex econômico a R$ 5,00 tinha virado uma febre em vários pontos definidos em avenidas comerciais de Porto Velho. No entanto, o drástico aumento do preço da carne bovina – que teve reflexos também nos preços da carne de frango e até do nosso amado tambaqui – estragou o negócio de muita gente, pois a maioria dos empreendedores foi obrigada a reajustar para R$ 7,00 a quentinha – e ainda com “bife de sóião”.

Os refugiados

Nas contas dos órgãos de controle da esfera federal, o Brasil já recebeu legalizados 21 mil refugiados venezuelanos nos últimos anos. E existem mais 120 mil no Brasil a espera de regularização, trabalho e moradia espalhados nos mais diversos estados. O maior acolhimento, pela ordem, acontece em São Paulo, Santa Catarina e Paraná. Na Amazônia, Boa Vista (RR), Manaus (AM) e Porto Velho (RO) servem de passagem para o sul maravilha.

Mais legendas

Os recursos do fundo partidário – sujeitos a aumentar na eleição de 2020 - estão atiçando a cobiça dos políticos brasileiros, como uma verdadeira corrida maluca ao garimpo do ouro. São quase 30 siglas partidárias regularizadas recebendo os fundos e mais 77, incluindo a Aliança Pelo Brasil da família Bolsonaro – em fase de regularização perante o Supremo. Uma farra partidária com os recursos públicos.

Via Direta

*** Uma tradição esta prejudicada em Rondônia, talvez por causa da crise *** Os políticos acostumados a achacar empresários e comunicadores habituados a chantagear os políticos estão se dando mal na temporada *** Os achacadores que fazem uns “vales” de final de ano se queixam que as coisas estão difíceis para conseguir o chivas das crianças no Natal *** Conforme as reclamações, os políticos e empresários estão mais cara-de pau. Tempos atrás com qualquer “rabinho” já liberavam alguma coisa, agora nadica de nada *** E olha que não faltam lideranças com rabo de palha na região já que se pratica toda sorte de golpes contra o erário *** Desde rachadinhas com funcionários fantasmas, ao superfaturamento do pãozinho da merenda escolar temos práticas que remontam há mais de três décadas na aldeia.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Palavra dada + Onda eleitoral + Haja militares! + Faca na garganta

Palavra dada + Onda eleitoral + Haja militares! + Faca na garganta

Palavra dadaDesde a reciclagem da “velha política” e a volta do Centrão como protagonista das ações republicanas, o governo aumentou suas chances de

Golpe de mestre + Novo prazo para inauguração da ponte do Abunã + Centro de Convenções de Porto Velho

Golpe de mestre + Novo prazo para inauguração da ponte do Abunã + Centro de Convenções de Porto Velho

Golpe de mestre O presidente Jair Bolsonaro deu um golpe de mestre ao isolar os radicais. Compôs com o Centrão, sem o qual nada se aprova no pa

A floresta é maior + Caindo fora? + PSB em campo + Almas penadas

A floresta é maior + Caindo fora? + PSB em campo + Almas penadas

A floresta é maiorÉ um erro grave tratar as dúvidas e incertezas existentes sobre a Amazônia como se fossem as medíocres discussões personalistas q

A maconha avança + Os negócios imobiliários + A substituição de Hildon + Fala Vidente!

A maconha avança + Os negócios imobiliários + A substituição de Hildon + Fala Vidente!

A maconha avançaSão duas notícias – qual irá circular mais rápida e amplamente? A primeira informa sobre pesquisas para achar a cura de diversas do