Porto Velho (RO) domingo, 5 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Gore, o pirralhão + Uma debandada mo PSL + Mais deportados + MDB ativo


Gore, o pirralhão + Uma debandada mo PSL + Mais deportados + MDB ativo - Gente de Opinião

Gore, o pirralhão

Não se pode considerar o ex-vice-presidente dos EUA, Al Gore, um “pirralho”, embora defenda argumentos como os da jovem ativista sueca Greta Thunberg. Além disso, Greta não tem poder, apesar da influência sobre a juventude, ao contrário de Gore. Ele pertence a um dos partidos mais poderosos do mundo – o Democrata, contrário à política ambiental brasileira.

Em campanha pelo impeachment do presidente Donald Trump ou sua derrota nas eleições de novembro, os democratas têm maioria na Câmara dos Deputados. Mesmo com Trump reeleito, há sinais de que terão maioria também no Senado, passando a controlar as duas casas. Não se pode peitar esse poderoso partido como se fez com o frágil presidente francês, Emmanuel Macron, acossado pelo próprio povo nas ruas.

Com Al Gore, mais que insultos e ironias, há necessidade de argumentos científicos e informações precisas. A influência que ele tem não é desprezível. Poucos no mundo o conheciam quando foi vice-presidente, mas seu documentário “A Verdade Inconveniente” é conhecido nos quatro cantos do mundo.

Por sua influência e força, Al Gore, membro da “raça em extinção” dos jornalistas, precisa ser respondido com verdades convenientes. Espera-se que o recém-criado Conselho da Amazônia seja capaz de respondê-lo à altura. Ou seja, com respeito, exatidão e qualidade.

...................................................................

Uma debandada

A primeira impressão causada pelo encontro para a criação do Aliança pelo Brasil no final de semana  em Rondônia é que está rolando uma verdadeira debandada no PSL do governador Marcos Rocha. Sob a liderança de Bagatoli, Crisóstomo e Belmont, o partido está trazendo consigo quase  todos aqueles que estiveram na campanha da eleição do atual governador e que agora estão mudando de lado com um novo projeto que começa pela eleição de outubro, mas  tendo como o pano de fundo a batalha pelo governo do estado em 2022.

MDB ativo

O MDB é o partido mais ativo nesta pré-temporada no estado de Rondônia. O partido se mobiliza tanto em Porto Velho, na definição de  candidato a prefeito, como no interior. Na semana passada as lideranças trabalharam  na mobilização das suas bases na região de São Francisco, São Miguel e Costa Marques. O ex-governador  Confúcio Moura, atual senador, tem liderado a reação da legenda que saiu desgastada do pleito de 2018 perdendo a eleição ao governo.

A mobilização

Também o PSB, liderado no estado pelo seu presidente regional, deputado Mauro Nazif  tem  agitado as bases socialistas pelo estado. O dirigente já percorreu dezenas de municípios nos últimos meses visando a organização dos diretórios municipais e a definição de chapas para disputar as principais prefeituras do estado e Câmaras de Vereadores. Na capital, ele mesmo, Nazif, deve encara a peleja sucessória e já corre na busca de alianças.

Mais deportados

Com a imigração brasileira se multiplicando geometricamente de 2018 para 2019,  os Estados Unidos aumentaram a deportação dos  brasileiros capturados na fronteira e os sem cidadania e ilegais em território estadunidense. Os rondonienses estão neste bolo, principalmente aqueles oriundos de Porto Velho, Ji-Paraná, Jaru, Ouro Preto e Vilhena, municípios onde o movimento migratório para a terra de Trump tem sido mais intenso nos últimos anos.

A preocupação

O ministro da Justiça e da Segurança pública Sérgio Moro e o vice-presidente da República e futuro mandarim da Força Nacional Amazonia, general Mourão estão afinando o discurso para o enfrentamento do crime organizado e os cartéis de drogas instalados na região Norte. Um dos problemas  a serem  avaliados é o  crescente roubo de aeronaves na fronteira do Brasil com a Bolívia nos estados de Rondônia e Mato Grosso. Os traficantes estão a cada ano mais audaciosos.

 

Via Direta

*** Com bons motivos para festejar, como acredita o prefeito Hildon Chaves e sem motivos para alguns oposicionistas, Porto Velho alcançou seus 105 anos de instalação com uma grande programação de atividades no último final de semana *** Já temos milicianos disputando espaços nas invasões de terras e controle do tráfico de drogas na capital rondoniense. O mercado é disputado entre as facções a balas nos grandes conjuntos populares *** São 21 cadeiras de vereadores em disputa em Porto Velho na temporada e a mamata deve ser boa, pois o número de candidatos não para de crescer *** O presidente da Assembleia Legislativa Laerte Gomes (PSDS) já costura acordos para lançar candidato a prefeito pelo partido em Ji-Paraná. Como se sabe, ele desistiu de concorrer *** E com as folias de carnaval já tomando conta do pedaço, o noticiário político ficou mixuruca  e só decola nas pesquisas o Rei Momo. 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Eleições 2020 + Mudanças partidárias + Uma vitória da Amazônia + Mais reforços no PDT

Eleições 2020 + Mudanças partidárias + Uma vitória da Amazônia + Mais reforços no PDT

Eleições 2020  Com o Tribunal Superior Eleitoral-TSE confirmando as eleições em outubro, segue o calendário eleitoral ratificado pelos tribunais reg

A sina dos recordistas + A ameaça + A intromissão + A contaminação

A sina dos recordistas + A ameaça + A intromissão + A contaminação

A sina dos recordistasNem sempre os recordistas de votos em Rondônia seguiram suas carreiras com sucesso.  Marcos Donadon, Zequinha Araújo e Walte

Nos tempos da Raquel + O contingenciamento + A hecatombe + Ramo funerário

Nos tempos da Raquel + O contingenciamento + A hecatombe + Ramo funerário

Nos tempos da RaquelNas primeiras eleições gerais do estado de Rondônia (menos ao governo do estado) em 1982, Porto Velho elegeria uma vereadora de

Em lados opostos + Respirando + O ecoturismo + Olhar dos horrores

Em lados opostos + Respirando + O ecoturismo + Olhar dos horrores

Em lados opostosTendo em vista a inciativa fracassada em organizar o Partido Aliança para o Brasil, e com o Partido denominado Republicanos transfo