Porto Velho (RO) domingo, 27 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Golpe de mestre + Novo prazo para inauguração da ponte do Abunã + Centro de Convenções de Porto Velho


Golpe de mestre + Novo prazo para inauguração da ponte do Abunã + Centro de Convenções de Porto Velho - Gente de Opinião

Golpe de mestre

O presidente Jair Bolsonaro deu um golpe de mestre ao isolar os radicais. Compôs com o Centrão, sem o qual nada se aprova no país, e estimulou a disputa interna entre suas alas. Garante assim aprovação para projetos consensuais e reduz a oposição a pó, já que suas alas se dividem entre extrema-direita, direita, centro e liberal. Como a oposição é de centro-esquerda e liberal, o governo sozinho cobre 90% do espectro ideológico visível.

A Amazônia, por exemplo, é alvo do embate entre as alas direita e liberal. A primeira ataca os ambientalistas e nega o desmatamento. A ala liberal concorda com os investidores e clientes internacionais que há desmatamento, as queimadas estragam o clima e é preciso um entendimento para o retorno do apoio externo na forma de financiamento para ações sustentáveis na região e suprir as enormes carências infraestruturais do país.

Enquanto dentro do governo cresce o embate entre posições antagônicas, a oposição se divide ainda mais. Se a eleição fosse hoje, mesmo com altíssima rejeição às suas hesitações, o presidente Jair Bolsonaro venceria qualquer adversário.

O bate-cabeça entre várias alas, porém, não é o melhor cenário, porque a incerteza reina. A Amazônia precisa de decisões, seja para estancar a destruição e o crime, seja para render mais em benefício de seus povos e de uma humanidade com mais calor humano e menos aquecimento global.

.............................................................

Novo prazo

Depois de projetar a inauguração da ponte do Abunã, quase na divisa de Rondônia com o Acre, por várias vezes, agora o Dnitt anuncia a inauguração da obra para até 31 de dezembro deste ano. Faltam aterros e a  cabeceira de um lado da ponte e o  projeto foi esticado para mais 400 metros. E com este prolongamento,  que contará com aterramento de 10 metros de altura,  fruto de uma exigência da engenharia depois da cheia histórica de 2014 que isolou o vizinho estado, a coisa anda vai longe. Já se desconfia que a entrega só irá ocorrer em meados de 2021.

Plano B

Assessores próximos do prefeito de Porto Velho Hildon Chaves (PSDB) apostam que ele, apesar de tantas pressões da sua base aliada, não tocará seu projeto de reeleição. Neste caso ele só voltaria ao cenário político em 2022 para disputar uma cadeira a Câmara dos Deputados (que era seu projeto inicial de carreira ) ou até mesmo o governo de Rondônia, já que seu aliado Expedito Junior terá a preferência na legenda  tucana para a eleição ao Senado.

Centro de Convenções

Nada muda em Porto Velho através dos tempos em termos de  planejamento das obras públicas. Seja com a prefeitura de Porto Velho –lembram? - iniciando a construção de uma sede da rodoviária, num terreno com pendencias na justiça, como ocorreu na administração petista, chegando a instalar toda a infraestrutura com aterros e estacas e tudo acabou em nada; ora o governo estadual iniciando as obras do centro de convenções como ocorreu no ano passado e paralisando o empreendimento pela falta de estudos técnicos sobre o terreno, onde existia um lixão 

Multieventos

Nos tempos das vacas gordas, na gestão do então governador Confúcio Moura, Rondônia projetava a construção de um Espaço  multieventos na região do Aeroclube. Uma emenda de autoria do então senador Valdir Raupp (MDB) garantiu a elaboração dos projetos técnicos e a área chegou a ser desapropriada. Lá seriam edificados estádio, centro de convenções, bumbódromo e se cogitou até a implantação do novo terminal rodoviário naquelas bandas. Então veio a crise, o megaprojeto mixou, mudou de endereço e foi reduzido apenas a um centro de convenções em cima do antigo lixão no Parque dos Tanques.

As promessas

Mas os compromissos e metas dos governadores  e prefeitos anteriores na capital não ficaram só no espaço mutieventos. Foi prometida uma nova rodoviária, um novo estádio, o hospital Euro e nada saiu do papel. Muito pior foi o caso do anuncio de 100 por cento de água tratada e de rede de esgoto, anunciada em peças publicitarias por autoridades municipais e estaduais disputando a paternidade das obras e tudo  virou brisa. E quase dez anos depois do governo Cassol e da Era Lula e Dilma, a coisa ainda não saiu.

Via Direta

*** Uma verdadeira crise se abate no segmento dos postos de combustíveis em Porto Velho *** Com o recuo nas vendas de gasolina e derivados, mais de 30 estabelecimentos foram fechados e os proprietários ainda têm sido acusados de abusos nos preços. É coisa de louco *** Com mais um bloqueio meia boca, a pandemia do coronavirus ameaça se transformar numa peste interminável em  Porto Velho e nos polos regionais importantes de Rondônia, cujas cidades vivenciam escalada da doença *** Segue a dragagem no Rio Madeira para melhorar as condições de escoamento de grãos na hidrovia cujo nível das águas já ameaça a navegação entre Porto Velho e Manaus *** Os acreanos continuam com o melhor desempenho do combate ao coronavirus na região amazônica. Rondônia com uma das piores performances e num jogo de empurra. 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Do laser ao 3D + Quadro alterado com as prisões + Quadro alterado + Ponto de desgaste

Do laser ao 3D + Quadro alterado com as prisões + Quadro alterado + Ponto de desgaste

Do laser ao 3D O essencial sempre encontra formas de expressão. Um exemplo disso é a Agrolab Amazônia, que achou no ambiente 3D a forma de reunir sem

Deserto ou Amazônia? + O favoritismo + Polos regionais e as polarizações + Os inspetores

Deserto ou Amazônia? + O favoritismo + Polos regionais e as polarizações + Os inspetores

Deserto ou Amazônia?Um ótimo produto do turismo mundial é um passeio de três dias na África, em veículos e camelos. No entanto, esse passeio nada m

Os bons exemplos + Noiva cobiçada + Rosani Donadon confirma candidatura + As chances de Marcito Pinto

Os bons exemplos + Noiva cobiçada + Rosani Donadon confirma candidatura + As chances de Marcito Pinto

Os bons exemplosOs tempos são terríveis. Pandemia, queimadas, desmatamento, venenos empesteando água, ar e terra. Nada disso vai mudar, ano após an

Boicotar o boicote  + Gostinho amargo + Formando bases + Aliança 2022

Boicotar o boicote + Gostinho amargo + Formando bases + Aliança 2022

Boicotar o boicote A imprensa mundial publicou com estardalhaço que ativistas do Greenpeace escalaram o telhado do prédio da Comissão Europeia, em Bru