Porto Velho (RO) terça-feira, 31 de março de 2020
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Expedito e Ivo pulam cirandinha + A cobiçada Amazônia + Vai que cola! + É candidatíssimo!


Expedito e Ivo pulam cirandinha + A cobiçada Amazônia + Vai que cola! + É candidatíssimo! - Gente de Opinião

A cobiçada Amazônia

Será ridículo um bafafá internacional entre militares brasileiros e franceses por conta do vazamento da “minuta sigilosa” na qual alguém listou a França como principal fonte de ameaça estratégica para o país nos próximos 20 anos.

Hoje, a França é a principal parceira militar brasileira e não há porque deixar de ser, mas o amigo de hoje pode ser o inimigo de amanhã e o estrategista precisa traçar cenários até impossíveis. Militares têm o dever de pensar em tudo. Seria irresponsável não projetar cenários inclusive absurdos, como invasão alienígena e ataque de zumbis. Quem não pensa em tudo, pensa pouco e depois se arrepende. Que sobre, mas não falte.

A diplomacia brasileira, perdida em melindres e disparates, cria monstros do nada. A gritaria em torno da “minuta sigilosa” seria só besteirinha se não metesse a Amazônia no meio. Sendo uma região vital para a humanidade, é ingênuo supor que nenhuma superpotência tenha projetos para ocupar a região. É bem por isso que a diplomacia não pode criar inimigos do nada e a França precisa continuar a ser nossa grande parceira militar.

Sem paranoia e cenários de guerras hipotéticas, é preciso ver o cenário real. Nele, representantes das comunidades indígenas da Guiana Francesa acusam o governo francês de práticas antiamazônicas na fronteira com o Brasil. Se isso não preocupa ninguém é porque todos perderam a sensibilidade.

....................................................

Vai que cola!

Especula-se que seria uma briga fake! Como se sabe, a dupla Ivo-Expedito está acostumada a encenar peças cenográficas políticas, algumas colam, outras não. E quando é conveniente rejeitar o apoio de um para outro, fingem que estão brigados. O último enredo foi preparado para a eleição em Porto Velho, com o prefeito Hildon Chaves (PSDB), ungido de Expedito, entrando em pé de guerra com  a vereadora Cristiane Lopes (PP), pupila de Cassol. O objetivo é dar a polarização para Cristiane, com ela capitalizando a insatisfação popular contra o alcaide atualmente beneficiando Leo, Nazif e Vinicius Miguel.

Plano Cebolinha

O falecido mago petista Odair Cordeiro designava algumas encenações políticas, como “planos Cebolinha”. E este é mais um em andamento. Hilton foi as mídias sociais mais bravo que uma caba para atacar  a vereadora Cristiane que até há pouco era cotada para ser sua vice. O PP de Cristiane faz parte da gestão Chaves e cassolistas de proa como Luis Claudio estão lá instalados. Por conseguinte, são todos amiguinhos. Durante toda gestão vereadores chamaram para si obras do Executivo e só agora o alcaide ficou revoltado?   Conta  outra!

Vamos caprichar!

Que Ivo/Expedito caprichem mais nas encenações. Para dar certo  a atual, tem que começar assim: para que se acredite que os dois lados estão em campos opostos a gestão de Hildon teria que demitir uma carrada de cassolistas da gestão tucana, que são muitos e tem até secretários. Teria que encenar uma briga feia – não só bate-boca com Cristiane que foi sempre  sua coleguinha -  mas com Cassol e Jaqueline, que são amiguinhos de Expedito. Senão ficará difícil acreditar na briga, que ambos estão em lados “opostos”.

Pulando cirandinha

Sempre que é conveniente Expedito e Ivo pulam cirandinha,  mas quando não, fingem ruptura.  Lembrando que na capital o apoio de Expedito a Hildon é nocivo politicamente tanto quanto as bênçãos de Ivo a Cristiane. E é aí, que, que os  pré-candidatos Hildon Chaves e Cristiane  têm que ter mais cuidado. Mas esconder Ivo e Expedito de suas campanhas não será uma tarefa fácil:  seus opositores tratarão de lembrar as respectivas relações. Mas vai que cola, vai que dar certo?

É candidatíssimo!

Com forte ritmo de obras na capital, visitas constantes aos órgãos de imprensa, bem articulado em Brasília com o Senado e a Câmara dos Deputados, já não há como esconder: O prefeito Hildon Chaves vai à reeleição, é candidatíssimo e está reforçando suas paliçadas desde já. Larga com um pé no segundo turno apostando na desunião dos oposicionistas no segundo, mas vai enfrentar a tudo e todos, porque não é conveniente para os caciques políticos de Rondônia sua reeleição: se tornaria um predador voreaz para o CPA em 2022.

Via Direta

*** Com a batata assando para a reeleição, tantos vereadores pelo Brasil afora apresentam propostas positivas para  a próxima legislatura *** Alguns falam na redução de salários, outros na diminuição do número de cadeiras, mas só valendo para os que forem eleitos outubro. Nada que perturbe os edis atuais *** Como possíveis candidatos à prefeitura de Porto Velho ou a vice existem pelo menos três vereadores da atual legislatura maquinando *** A Assembleia Legislativa de Rondônia voltou aos trabalhos dinamizando a Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga a Energisa *** Coisa para dar em nada, já que quem regula as tarifas da energia em  todo território nacional são a Aneel *** Por falar em energia, Jirau poderia comemorar decentemente o posto de terceira geradora do sistema elétrico no País sendo mais parceiro e camarada com Rondônia *** E as novas sedes dos distritos de Calama e São Carlos só ficaram no pape

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Em lados opostos + Respirando + O ecoturismo + Olhar dos horrores

Em lados opostos + Respirando + O ecoturismo + Olhar dos horrores

Em lados opostosTendo em vista a inciativa fracassada em organizar o Partido Aliança para o Brasil, e com o Partido denominado Republicanos transfo

O exemplo da jararaca + O exemplo da jararaca + Um fracasso o Aliança pelo Brasil + Efeitos colaterais

O exemplo da jararaca + O exemplo da jararaca + Um fracasso o Aliança pelo Brasil + Efeitos colaterais

O exemplo da jararacaMais destrutivo que vírus, bactérias e feras é o bate-cabeça entre autoridades diante de problemas graves, como a combinação a

...E até quando? + O pesadelo da Covid-19 + Baita desafio + O isolamento

...E até quando? + O pesadelo da Covid-19 + Baita desafio + O isolamento

...E até quando?É de conhecimento até do migrante mais recente, que o município de Porto Velho com seus mais de 20 distritos –alguns distantes 350

Fama de preguiçosos + Tempos difíceis para as teúdas e manteúdas dos políticos + Amazônia tudo é urgente

Fama de preguiçosos + Tempos difíceis para as teúdas e manteúdas dos políticos + Amazônia tudo é urgente

Fama de preguiçososO folclore político rondoniense registra que uma das maiores dificuldades dos candidatos ao governo do estado de Rondônia oriundo