Porto Velho (RO) domingo, 23 de fevereiro de 2020
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

É coisa de louco! - Pauta amazônica - Grandes projeções - Redes sociais decisivas nas eleições


É coisa de louco! - Pauta amazônica - Grandes projeções - Redes sociais decisivas nas eleições  - Gente de Opinião

Os desastres climáticos

Diariamente novas descobertas e revelações sobre a Amazônia chegam ao conhecimento público, trazendo lições, ou surpresas. Festejamos plantas e animais de características e propriedades originais ou desconhecidas que levam à perspectiva de novos produtos, com ganhos para a alimentação e a saúde, proporcionando melhor qualidade de vida para a população.

Há, porém, desastres que o bom senso recomenda prevenir antes que seja tarde. Os Andes se elevando para formar a América do Sul de hoje resultou de fenômenos naturais, mas a matança de índios na região foi ação unicamente humana (ou desumana?) e causou alterações no clima do planeta, segundo cientistas da University London, do Reino Unido.

Publicado na revista científica Quaternary Science Reviews, o estudo aponta essa intervenção como a causa da Pequena Era do Gelo que fazia o Rio Tâmisa, em Londres, congelar durante o inverno. Embora haja processos naturais que resultam em algum resfriamento, diz o estudo, “a verdade é que para obter o resfriamento total – o dobro dos processos naturais – você tem que ter essa queda no CO² gerada pelo genocídio”.

Nestes tempos de calor no Brasil, contrastando com temperaturas de até 50 graus abaixo de zero no hemisfério Norte, o debate sobre os impactos do clima se recolocam fortemente nas cogitações dos pesquisadores.

............................................ 

Pauta amazônica

Nas primeiras entrevistas concedidas a mídia da região Norte, o novo presidente do Senado Davi Alcolumbre (DEM-AM)  enfatizou que dará prioridade a uma pauta amazônica, entre outros assuntos a manutenção da Zona Franca de Manaus, a conclusão da BR Porto Velho a Manaus, a questão da energia de Roraima, a conclusão da rodovia Macapá-Oiapoque e para tanto buscara a unidade da bancada federal da região.

Raposões fora

Aos poucos os antigos raposões da política rondoniense vão deixando o cenário estadual para novas lideranças que vão galgando o poder. Odacir Soares, Amir Lando, Valdir Raupp, Euripedes Miranda, Marinha Raupp e tantos outros podem até retornar as disputas nos próximos anos, mas já não com a força política que detinham. No último pleito, campeões de votos e de mandatos eletivos, como Raupp, sucumbiram.

Redes sociais

Decisivas nas eleições do presidente Jair Bolsonaro e do governador Marcos Rocha, as redes sociais foram também importantes na reviravolta da eleição do presidente do Senado Davi Alcolumbre. Durante todo o processo tumultuado do pleito, o Brasil inteiro cobrou de seus senadores um voto anti-Renam. Quando mais se prolongava a eleição, mais Alcolumbre ganhava força.

É coisa de louco!

No ano passado vários prefeitos foram cassados e afastados dos seus cargos, ocorrendo novas eleições em municípios como Vilhena, Pimenta Bueno e Rolim de Moura. Também alcaides e ex-alcaides se enroscaram com a justiça e o ano de 2019 já começa com a renuncia do prefeito de Cerejeiras, Airton Gomes, que já foi liderança importante na região. O que o resto do ano no reserva?

Grandes projeções

As eleições municipais do ano que vem podem trazer grandes e empolgantes clássicos regionais. Na capital, por exemplo, é bem provável um embate entre o atual prefeito Hildon Chaves (PSDB) e o deputado federal Leo Moraes (Podemos), numa revanche histórica. Numa cidade de reviravoltas, ainda temos Vinicius Miguel (Rede) e Mário Jorge (PDT) colocando lenha na fogueira sucessória.

 

Via Direta

*** A maioria dos 27 governadores do País negocia apoio aos projetos do governo Bolsonaro por mais recursos para os estados com pies na mão *** Sete deles estão com as contas em atraso inclusive com dívidas  e parcelamentos dos salários dos seus servidores ***Já se prenuncia uma cheia “parente” daquela histórica no Rio Madeira em 2014. Salve-se quem puder! *** O Diário projeta o retorno do caderno rural aos domingos tendo em vista a importância do agronegócio no estado.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

O Parlamento Amazônico +  Fervilhando com Garçom + Caça às bruxas + As diferenças

O Parlamento Amazônico + Fervilhando com Garçom + Caça às bruxas + As diferenças

O Parlamento AmazônicoÉ urgente superar, pelo consenso, a polêmica em torno da composição limitada do Conselho da Amazônia, que desagradou aos gove

Um cenário caótico + Dinheiro na praça + A Era Raupp + Mais ilusões

Um cenário caótico + Dinheiro na praça + A Era Raupp + Mais ilusões

Um cenário caóticoAs chuvas que desabaram em Porto Velho no meio de semana comprovaram mais uma vez um cenário caótico no inverno amazônico. As gal

Do cisne ao boto + Taca-lhe o pau + Perdendo terreno + Chiadeira dos dirigentes das escolas de samba

Do cisne ao boto + Taca-lhe o pau + Perdendo terreno + Chiadeira dos dirigentes das escolas de samba

Do cisne ao botoO suíço BIS, considerado o “banco dos Bancos Centrais”, publicou há pouco um livro que será muito lido, não pela qualidade literári

Magia por consenso + Troca-troca + Farra partidária + Uma revoada

Magia por consenso + Troca-troca + Farra partidária + Uma revoada

Magia por consensoNa Escola de Magia e Bruxaria do Brasil, localizada no interior de São Paulo, há um confuso “quadribol” jogado com cinco bolas, c