Porto Velho (RO) sábado, 8 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Chuva de ações + Nova aposta do PT + Obras esperadas + As pragas


Chuva de ações + Nova aposta do PT + Obras esperadas + As pragas - Gente de Opinião

Chuva de ações

A disputa entre polos antagônicos se alastrou tanto que ficou difícil para o público distinguir entre as notícias falsas e as verdadeiras. À medida que a Justiça e a Polícia Federal avançam nas investigações, porém, vai se descortinando a malha criminosa de inserção de notícias falsas nos celulares de milhões de brasileiros. Quem não se apoiou na imprensa profissional tardou a descobrir os logros em que caiu.

Na Amazônia, a prova dos nove é a dura realidade: a ilusão de que a Convid-19 não afetaria o Norte por causa do clima quente derreteu como neve ao sol. A prova das queimadas são olhos ardentes. Do desmatamento, caso não se confie nos satélites nem no Inpe, nas alterações climáticas que ameaçam a safra de milho e no futuro poderão afetar o agronegócio mais amplamente.

Em meio a tanta balbúrdia, felizmente emergem propostas viáveis e sensatas para redimir a região de seus graves problemas. A breve retomada do Fundo Amazônia e a transparência na exposição da realidade ambiental vão resgatar o interesse dos investidores desestimulados pelas más notícias.

Ainda é possível reverter os efeitos do aumento da temperatura e a redução no volume de chuvas? Esta é a pergunta maior da atualidade. A resposta maior estará no emprego da tecnologia para que as ações sustentáveis se mostrem logo mais lucrativas. Mas isso, ao contrário das chuvas, não cairá do céu.  

......................................................

Nova aposta

Numa aposta em nome desconhecido como ocorreu com Roberto Sobrinho na sua primeira eleição, o PT realizou sua convenção no final de semana e homologou a candidatura a prefeito do sindicalista Ramon Cajui de Freitas. Os petistas esperam retomar o folego perdido depois de tanto desgaste com o partido, cujas instâncias superiores (as nacionais) estiveram envolvidas em rumorosos escândalos nos últimos anos.

A esquerda

Com o PC do B lançando Samuel Costa, o PT Cajui Freitas a esquerda novamente vai desunida para o pleito municipal. O PSOL ainda não fez sua convenção, mas está sob o domínio de Pimenta de Rondônia, eterno candidato a todas as eleições que apareçam e sempre levando pau. O PC do B vem com vice definido, Batista Pantera, o PT deixou em aberto a indicação de vice para eventuais negociações.

Obras esperadas

Além da  reconstrução da BR-319, que liga Porto Velho a Manaus, novamente ameaçada por entraves ambientais, depois do anuncio da pavimentação de um trecho no chamado “meião”, Rondônia aguarda importantes obras prometidas desde os governos Dilma e Temer. São a ponte binacional em Guajará Mirim, sobre o rio Mamoré, a construção da usina hidrelétrica de Tabajara em Machadinho do Oeste e a complementação da dragagem do Rio Madeira no trecho  da hidrovia, entre Rondônia e o Amazonas.

As pragas

A humanidade vivencia simultaneamente várias pragas e pestes pelo mundo afora. O coronavid-19 atinge todo o planeta, pragas como as dos gafanhotos que varre a Argentina, do vírus que ameaça a extinção dos bananais na Terra, do sumiço das abelhas responsáveis pela polarização de dezenas de plantas em diversos países – inclusive o Brasil – e as perigosas mutações de vírus emergindo de  macacos, porcos, morcegos para os seres humanos. Um apavorante filme de terror.

As doenças

Com a revoada de pássaros migrando do Canadá, com as partículas de poeira do deserto do Saara chegando por aqui, conforme foi constatado pelos cientistas, assistimos à proliferação das praças e doenças também na Amazônia vindas pelas correntes de ar e cada vez mais rapidamente. Da Amazônia, com seus rios voadores (as nuvens carregando chuvas) o sul do País tem sido alvo de desastres naturais com  cargas de chuvas e deslizamentos. Êta mundão,  a cada dia mais perigosamente conectado.

.....................................................................

Via Direta

*** O agronegócio com suas exportações de soja e carne vão garantindo a economia de Rondônia nestes primeiros meses de  pandemia do coronavírus *** Como consequência, o governo estadual tem mantido o pagamento dos servidões em dia. O mesmo ocorre com o funcionalismo municipal *** A tendência de condomínios de luxo se interioriza pelo Brasil afora. Porto Velho conta com pelo menos três residenciais glamorosos, onde as residências sofisticadas passam dos R$ 4 milhões *** A pandemia causou estragos nos negócios da prostituição na capital rondoniense. Com baixo movimento, vários motéis estão à venda na busca de “patos” *** Já não existe mais previsões sobre a inauguração do Complexo Madeira Mamoré que é a urbanização da orla do Rio madeira. Os trabalhos seguem com recursos da Usina de Santo Antônio tocados pelo prefeito Hildon Chaves. 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Bravatas e ameaças + Rosangela Donadon  na parada + Do pobre ao nobre

Bravatas e ameaças + Rosangela Donadon na parada + Do pobre ao nobre

Bravatas e ameaçasDesabando nas pesquisas, o presidente Donald Trump recorre aos mais desesperados truques para tentar virar o jogo contra os democ

Semana decisiva de Hildon Chaves + Um caso de maldade + Olho no vizinho! + Maconha peruana

Semana decisiva de Hildon Chaves + Um caso de maldade + Olho no vizinho! + Maconha peruana

Um caso de maldadeA questão elementar sobre a Amazônia, feita pelo menos desde que sementes de seringueira foram contrabandeadas para o Jardim Botâ

País invertebrado + Pontos críticos no Rio Madeira + As convenções + Olho no mercado

País invertebrado + Pontos críticos no Rio Madeira + As convenções + Olho no mercado

País invertebradoNa canção “Ciranda da Bailarina”, Chico Buarque e Edu Lobo idealizam a perfeição feminina. Em uma eventual “Ciranda da Amazônia”,

Palavra dada + Onda eleitoral + Haja militares! + Faca na garganta

Palavra dada + Onda eleitoral + Haja militares! + Faca na garganta

Palavra dadaDesde a reciclagem da “velha política” e a volta do Centrão como protagonista das ações republicanas, o governo aumentou suas chances de