Porto Velho (RO) quarta-feira, 29 de junho de 2022
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Caulla lança pacote de bondades, Confúcio tenta manter vantagem


 
Faltando cinco dias das eleições do segundo turno, o governador João Cahulla (PPS) aumenta os ataques ao candidato da oposição Confúcio Moura (PMDB), enquanto aposta suas cartas na capital, onde concentra esforços, anunciando um verdadeiro pacote de bondades. Entre as obras anunciadas estão um pronto socorro para a Zona Leste – onde estão concentrados os bairros operários Tancredo, JK, Mariana, São Francisco e Marcos Freire – e o asfaltamento da estrada Porto Velho - São Carlos (beneficiando os ribeirinhos e colônias densamente povoadas onde teve seu melhor desempenho sobre o rival)

Em vantagem, pela vitória no primeiro turno, estabelecendo uma diferença de quase 50 mil votos, o peemedebista Confúcio Moura vai catimbando o jogo, evitando ataques ao adversário e trabalhando com estratégias regionais para concretizar sua vitória, como ocorreu em Guajará-Mirim, no final de semana, onde anunciou um plano emergencial para reativar a economia debilitada do Vale do Guaporé, na fronteira com a Bolívia.

Bem situado perante o eleitorado rural, o governador João Cahulla teve suas maiores derrotas em 3 de outubro em Porto Velho, Ariquemes, Ji-Paraná e Vilhena. Já, o candidato da oposição perdeu na maioria dos pequenos municípios, onde a influência governamental é maior.

Embora todas as pesquisas apontem uma vitória com boa vantagem do candidato da coalizão oposicionista, o governador João Cahulla garante que vai reverter a tendência. Para tanto, trabalha em duas frentes: de um lado o ex-governador Ivo Cassol comanda carreatas e comícios pelo interior, de outro Cahulla cencentra esforços na capital nos últimos dias de campanha.


Mais organizada

Mais organizada na temporada, a oposição que apanhou dos governistas nos últimos dois pleitos esta emplacando além de uma possível vitória ao governo estadual, maioria na Assembléia Legislativa projetando a eleição do próximo presidente daquela Casa de leis. Na bancada federal rondoniense, a oposição tem dois senadores e quatro deputados federais. Abriga o senador mais votado de todos os tempos e a deputada federal mais votada, o casal Raupp.

A expectativa nos meios políticos regionais é que o candidato da oposição amplie a vantagem do primeiro turno nas eleições de domingo. Na capital, por exemplo, numa média de pesquisas recentes, se pode projetar uma diferença de até 60 mil votos em favor de Confúcio sobre o adversário situacionista.


 

Caulla lança pacote de bondades, Confúcio tenta manter vantagem - Gente de Opinião


Siga o Gentedeopinião no Gente de Opinião



Fonte: Carlos Sperança - [email protected]
 Gentedeopinião   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV
 Energia & Meio Ambiente   /   YouTube  / Turismo   /  Imagens da História

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Eleição e corrupção + Contagem regressiva + Cenário nublado + Baita renovação

Eleição e corrupção + Contagem regressiva + Cenário nublado + Baita renovação

Eleição e corrupçãoÉ fácil acreditar em acusação falsa contra alguém que a pessoa detesta enquanto o discurso anticorrupção demagógico e mentiroso,

Página infeliz + Centro histórico de Porto Velho + Multidão de indecisos

Página infeliz + Centro histórico de Porto Velho + Multidão de indecisos

Página infelizPor mais que estejam na moda escapismos como supor as antigas civilizações amazônicas destruídas por ETs, com Rússia e EUA alimentand

Febre imigratória + Fazendo a diferença + Efeito manada + As projeções

Febre imigratória + Fazendo a diferença + Efeito manada + As projeções

Andorinhas humanasNão poderia passar em branco nos EUA e Canadá a triste notícia de que a andorinha-azul (Progne subis) tem sua população progressi

Pão amargo + União de forças do MDB + Movimentações no interior + José Guedes é pra valer

Pão amargo + União de forças do MDB + Movimentações no interior + José Guedes é pra valer

Pão amargoQuando o Brasil começava a obter ganhos diplomáticos no exterior, o desaparecimento do jornalista inglês Dom Phillips e do indigenista Bru