Porto Velho (RO) quinta-feira, 18 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Página infeliz + Centro histórico de Porto Velho + Multidão de indecisos


Página infeliz + Centro histórico de Porto Velho + Multidão de indecisos - Gente de Opinião

Página infeliz

Por mais que estejam na moda escapismos como supor as antigas civilizações amazônicas destruídas por ETs, com Rússia e EUA alimentando fantasias a respeito de UFOs, nem o mais maluco dos negacionistas teve a pachorra de atribuir a seres do espaço ou de outras dimensões o lamentável desaparecimento do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Pereira.

O reaparecimento, já sem vida, deixa claro que não foram abduzidos nem se esconderam. Foram caçados e mortos. Morre assim também mais um naco da confiança que o Brasil precisaria ter no exterior, para atrair investimentos, garantir visitas seguras aos turistas e o consumo sem culpa dos produtos da floresta.

O sentimento de abandono, tragédia e injustiça deveria dar lugar a uma nova história sempre que há um novo governo e a renovação do Parlamento, mas quem tiver tempo e estômago para pesquisar verá que ano após ano mais tragédias, desaparecimentos e mortes ocorrem, causando um horror logo substituído por nova tragédia, destruição ou assassinato.

A cada eleição se renova a promessa de que agora tudo será diferente. Ninguém precisa prometer que vai ressuscitar os mortos, mas poderia dar ao menos uma explicação sensata para um dos fatos mais incômodos da Amazônia: por que a região produz 26% da energia consumida no país mas um milhão de seus habitantes sofrem com escassez ou ausência de luz?

.............................................................................................

Centro histórico

Ao transferir há quase quatro décadas a sede do jornal Alto Madeira, da Av. Barão do Ro Branco, no coração do centro histórico de Porto Velho, para a avenida Jorge Teixeira, o visionário Grupo Tourinho já antevia o futuro. Criticado na época, poucos anos depois a diáspora do centro antigo seguiu com o jornal Estadão na Av. Tiradentes, a TV Candelária na Av. Rio Madeira, a Rádio Caiari no Areal da Floresta etc, etc. Um prefácio para dizer que o centro antigo foi perdendo força e já estava mudando. Lojas com mais de 40 anos de atividade na Av. Sete Setembro estão fechando. Parte das lojas migrando para a Avenida Rio Madeira, outro naco para a Jatuarana e uma outra vertente para a Zona Leste.

  Queda livre

O comércio na região central se aquieta já na sexta-feira meio dia com um movimento em queda livre que se estende no sábado e domingo. Ao contrário, aos finais de semana, o comercio pulsa forte nos centros de compras da Av. Jatuarana (Zona SuL) e Amador dos Reis (Zona Leste). Não fosse o prefeito Hildon Chaves instalar a sede do palácio Tancredo Neves no Prédio do Relógio, o centro histórico já estava morto e enterrado. Ajudou muito a manutenção da sede do Tudo Aqui e da Secretaria da Fazenda na Av. Sete de Setembro. Espera-se que com a inauguração do complexo da Estrada de Ferro Madeira Mamoré o centro histórico vivencie melhores dias e deixe ser uma região tomada pelas cracolândias.

Decisões finais

Pelo menos dois caciques rondonienses seguem criando expectativas para confirmar suas candidaturas. São eles o ex-governador Confúcio Moura (MDB-Ariquemes) ao CPA de outro o ex-senador Expedito Junior (PL- Rolim de Moura) ao Senado. Precisam decidir logo pois a concorrência está com o pé na estrada. De um lado, o governador Marcos Rocha e os opositores Marco Rogério e Leo Moraes já no trecho, do lado de Expedito tem Mariana Carvalho (Progressistas-Porto Velho) e Jayme Bagatolli (PL-Vilhena) ganhando terreno. Se a decisão dos dois raposões fossem para hoje as apostas seriam estas: Confúcio apoiaria Leo Moraes ao governo, Expedito não seria candidato ao Senado para não causar rachas no bolsonarismo na postulação de Marcos Rogério ao governo.

Multidão de indecisos

A primeira impressão desta recém iniciada campanha para o governo estadual é de uma multidão de indecisos. Tantos eleitores indecisos se transformam num grande perigo de acontecer reviravoltas históricas em Rondônia, fato sobejamente conhecido em eleições passadas ao antigo Palácio Presidente Vargas, sede do governo estadual, e nos pleitos destinados a sucessão municipal no Paço Tancredo Neves. E se ocorre tanta indecisão a eleição ao governo, muito maior ainda é a indecisão com relação aos candidatos ao Senado cujas nominatas ainda não foram concluídas pelos partidos.

A articulação

A articulação do PSD funcionou bem - o ex-senador Expedito conseguiu arregimentar bons quadros - e o partido tem uma das melhores nominatas para a Assembleia Legislativa deste ano em condições de reeleger Laerte Gomes (Ji-Paraná) e pelo menos mais dois representantes. Também se constata uma bela nominata a federal, que pleiteia a reeleição do deputado Expedito Neto (com bases em Porto Velho, onde nasceu e Zona da Mata) e que pode também somar mais uma cadeira, no caso a ex-prefeita de Vilhena, Rosani Donadon. O PSD está se firmando e tomando boa parte do PSDB antigo.

Via Direta

*** O ex-prefeito José Guedes, pré-candidato ao governo de Rondônia não acredita que seja prejudicado nas convenções do PSDB pelos irmãos Carvalho que se bandearam para o bolsonarismo, tampouco pelo prefeito Hildon Chaves que instalou sua esposa candidata pelo União Brasil *** No entanto o alcaide Hildon Chaves já está fechado com o projeto de reeleição do governador Marcos Rocha (União Brasil) *** Tempos bicudos para os açougueiros em Porto Velho. Muitas casas de carne foram fechadas nos últimos meses com a demanda reduzida *** Depois de taxis Uber, ônibus Uber agora tem mototaxi Uber operando na capital de Rondônia. Um cenário de canibalismo *** Onde os estudantes estão comprando armas? Os colégios estão infestados e a coisa já começa a pegar também nos estabelecimentos particulares.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Quânticas ilusões + Tem predomínio + Uma explosão + A desistência

Quânticas ilusões + Tem predomínio + Uma explosão + A desistência

Quânticas ilusõesA mais cínica orientação do “pensamento mágico” é que deixar de ler jornais ou de acompanhar o noticiário por si só melhora o mundo p

Quânticas ilusões + Tem predomínio + Uma explosão + A desistência

Quânticas ilusõesA mais cínica orientação do “pensamento mágico” é que deixar de ler jornais ou de acompanhar o noticiário por si só melhora o mundo p

Quânticas ilusões + Tem predomínio + Uma explosão + A desistência

Quânticas ilusões + Tem predomínio + Uma explosão + A desistência

Quânticas ilusõesA mais cínica orientação do “pensamento mágico” é que deixar de ler jornais ou de acompanhar o noticiário por si só melhora o mundo

Inglês para índios + Fazendo as contas + Ivo cassol, uma incógnita + As reviravoltas

Inglês para índios + Fazendo as contas + Ivo cassol, uma incógnita + As reviravoltas

Inglês para índiosSegundo a bióloga Mercedes Bustamante, da Universidade de Brasília e ligada à Academia Brasileira de Ciências, por conta dos crim