Porto Velho (RO) domingo, 3 de julho de 2022
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

O casaco da segurança + Cartas na manga de Marcos Rocha + Os macacos velhos da política


O casaco da segurança + Cartas na manga de Marcos Rocha + Os macacos velhos da política  - Gente de Opinião

O casaco da segurança

As mães têm o hábito recorrente de recomendar aos filhos levar um casaco ao sair de casa. As mais precavidas de hoje exigem levar também máscara e álcool em gel, pois os vírus antigos se somam aos novos perigos e têm lotado os serviços médicos nas regiões com maior incidência de poluição.

A Organização Meteorológica Mundial, uma espécie de mãe das nações, aconselha ao Brasil sair com dois casacos: um, parar o desmatamento criminoso na Amazônia; outro, reflorestar áreas degradadas. Por soberania nacional, essas tarefas cabem ao governo brasileiro, mas também suscitam duas considerações. Uma, a floresta é multinacional e o combate aos crimes ambientais requer cooperação internacional. Duas, reflorestar demanda investimentos e, com a pobreza aumentando no país, o orçamento apertado faz necessário atrair recursos externos.

No resumo da ópera, na mesma toada em que a OMM faz ao Brasil dois pedidos importantes, nosso país precisa dizer à mãe mundial, em seu zelo extremoso pela qualidade do clima, também pensar em sugerir aos demais filhos apoiar a fabricação de bons casacos para a prevenção e combate à criminalidade na Amazônia, com forros feitos de dólares para projetos imediatos de reflorestamento. Neste momento, o casaco da segurança está furado pelos ratos criminosos, o da gestão é puído pelos prevaricadores e o forro do reflorestamento ainda é ralo.

.............................................................................................

Cartas na manga

Vejam as cartas dos quatro principais pré-candidatos ao governo de Rondônia nas eleições de outubro. Sem os ex-governadores Ivo Cassol (PP) e Confúcio Moura (MDB) é considerado favorito agora o atual governador Marco Rocha (União Brasil). Todos admitem que se trata de uma eleição em dois turnos e Rocha já largaria com um pé no segundo. Neste caso, a oposição representada por Leo Moraes (Podemos), Marcos Rogério (PL) e Daniel Pereira (Solidariedade) travariam uma dura luta pela outra vaga. Rocha está reforçado até o talo com a cooptação de importantes lideranças, como Hildon Chaves e Cristiane Lopes. E tem o pix a mão.

Marcos Rocha

O atual governador Marcos Rocha (União Brasil) é considerado com maiores chances para a primeira vaga no segundo turno pelo fato de ter a melhor média de aprovação nos municípios, mas enfrenta um forte colégio eleitoral adverso, que é Porto Velho, com um terço do eleitorado rondoniense. Tem como cartas na manga para a reeleição, além do bolsonarismo: pagamento rigorosamente em dia dos servidores e dos fornecedores e boa taxa de crescimento do PIB, o que contou muito na reeleição dos ex-governadores Cassol e Confúcio. É forte no meio evangélico e perante o eleitorado bolsonarista. Ele tem como seu calcanhar de Aquiles a saúde e segurança pública.

Leo Moraes

O deputado federal Leo Moraes (Podemos) em todas as instâncias que atuou foi o mais eficiente político rondoniense. Não falta preparo: foi o melhor vereador de Porto Velho, o melhor deputado estadual do estado na sua legislatura e se tornou o deputado federal mais destacado da bancada federal rondoniense. Por tudo isto, e o fato de ter sido o deputado federal mais votado, se atribui a ele a possibilidade de uma boa vitória na capital. Seu desafio para chegar ao segundo turno é reforçar suas paliçadas no interior de Rondônia, onde estão concentrados dois terços do eleitorado do estado.

Marcos Rogério

O senador Marcos Rogério (PL) aposta na força do bolsonarismo e na sua aprovação perante o eleitorado evangélico em Rondônia, cujo estado como se sabe, tem um dos maiores percentuais no pais, por coincidência também, ambos segmentos bases do atual governador Marcos Rocha, que é a sua pedra no sapato. Ótimo tribuno, bom articulador, a candidatura do senador liberal também é favorecida pelo fato dele ser o único representante do interior. Isto conta muito, a maioria dos governadores de Rondônia saiu no interior. Seu ponto fraco é a capital – que não é tão bolsonarista e tampouco evangélica – onde sai em desvantagem com Leo Morais e até com Marcos Rocha.

Daniel Pereira

Ex-deputado estadual, ex-governador, Daniel Pereira (Solidariedade) é a melhor opção da Frente Popular de Esquerda para enfrentar a força dos favoritos. Tem boas cartas para surpreender: a primeira é o expressivo apoio dos servidores públicos, da classe dos professores e dos estudantes. Também viria ao embate com as bênçãos de Lula, o ex-presidente considerado nas pesquisas favorito para as eleições presidenciais. Pereira também é um dos herdeiros dos votos do ex-governador Confúcio Moura de quem foi vice. Com Confúcio no seu palanque aumentariam suas chances também no Vale do Jamari, a região mais populosa do interior do estado.

Via Direta

*** Os chamados “macacos velhos” da política estão firmes na disputa de cargos eletivos nas eleições deste ano. Em Porto Velho, Carlinhos Camurça a Assembleia Legislativa e Amir Lando ao Senado *** Em Ouro Preto, Rosaria Helena e Carlos Magno, ex-deputados estaduais *** Na busca do pódio, depois de seguidas derrotas, também os ex-deputados federais Lindomar Garçom (Candeias do Jamari) e Luís Claudio (Rolim de Moura).  Nilton Capixaba (Cacoal) bem que queria participar do pleito de outubro, mas está impedido pela justiça. Ficou inelegível *** O prefeito de Porto Velho Hildon Chaves coordena a campanha de sua esposa Ieda Chaves a Assembleia Legislativa na capital. Vamos ver se ele consegue transferir votos criando seu clã político na capital. A loira é uma das favoritas na temporada

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

A cara do fracasso + Criador x criaturas + A ponte dos suicídios + Cassolismo fechado

A cara do fracasso + Criador x criaturas + A ponte dos suicídios + Cassolismo fechado

A cara do fracasso A indicação da benquista ex-ministra da Agricultura Tereza Cristina como alternativa a um general para vice do presidente Jair B

Eleição e corrupção + Contagem regressiva + Cenário nublado + Baita renovação

Eleição e corrupção + Contagem regressiva + Cenário nublado + Baita renovação

Eleição e corrupçãoÉ fácil acreditar em acusação falsa contra alguém que a pessoa detesta enquanto o discurso anticorrupção demagógico e mentiroso,

Página infeliz + Centro histórico de Porto Velho + Multidão de indecisos

Página infeliz + Centro histórico de Porto Velho + Multidão de indecisos

Página infelizPor mais que estejam na moda escapismos como supor as antigas civilizações amazônicas destruídas por ETs, com Rússia e EUA alimentand

Febre imigratória + Fazendo a diferença + Efeito manada + As projeções

Febre imigratória + Fazendo a diferença + Efeito manada + As projeções

Andorinhas humanasNão poderia passar em branco nos EUA e Canadá a triste notícia de que a andorinha-azul (Progne subis) tem sua população progressi