Porto Velho (RO) quinta-feira, 29 de julho de 2021
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Não reflete a liderança de Lula + Afagos culturais + Asas crescidas de Jayme Bagatolli + Rodovia 319


Não reflete a liderança de Lula + Afagos culturais + Asas crescidas de Jayme Bagatolli + Rodovia 319 - Gente de Opinião

Afagos culturais

O que rendeu o Oscar deste ano ao filme Nomadland foi uma combinação de fatores: o drama dos sem-teto nos EUA abordado por uma diretora chinesa, Chloé Zhao. Afagos ao crescente mercado consumidor chinês e meter o dedo na ferida de um problema social que tarda muito a ter solução, desde 2008, deram ao prêmio uma agregação de valores importante.

Algo similar ocorreu com o documentário brasileiro “Amazônia 4.0”, produzido pela plataforma Grape ESG, que há pouco recebeu premiação no Festival de Cinema de Nova York. Ao lado da qualidade do trabalho, o prêmio revela claros afagos à causa climática, hoje o grande interesse do público estadunidense, e simpatia à Amazônia. Aliás, não foi o primeiro prêmio que a produção recebeu: antes, conquistou o prêmio especial de melhor documentário do Europe Film Festival UK.

Positivar a Amazônia e o Brasil é uma tarefa de primeira necessidade, considerando a imagem deprimente que a má diplomacia, destroçada pela polarização, forjou para o país no exterior. Aproveitar a boa recepção dos trabalhos brasileiros no campo da cultura, entretanto, não resolve os problemas dos investimentos com freio de mão puxado, o turismo assustado com a variante local do novo coronavírus e a clientela ansiosa por produtos sem a pecha dos crimes ambientais. Há muito mais a fazer até a completa reversão dos estragos acumulados.

............................................................................................

Não reflete

A liderança do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva na corrida presidencial 2022 não está refletindo em novas adesões importantes para os quadros petistas. Em Rondônia, ao contrário, lideranças expressivas como o ex-prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho e o único deputado estadual do partido na Assembleia Legislativa, estão deixando a sigla comandada atualmente pela ex-senadora Fátima Cleide e pelo dirigente Ramon Cujui. Espera-se que na abertura da janela partidária, em meados do ano que vem, desembarquem novos reforços.

Na esquerda

Na verdade, o partido de esquerda mais valorizado com novas adesões em todo Pais e sinalizando apoio a Lula em 2022, é o PSB. Nos últimos dias uma chuva de filiações no Rio de Janeiro, onde o grupo do deputado federal Marcelo Freixo deixou o PSOL e no Maranhão, onde o atual governador Flavio Dino e seus apoiadores oriundos do PC do B se instalaram. O PSB está ganhando corpo para ser a principal legenda de apoio ao presidenciável petista e em condições de indicar seu candidato a vice-presidente na disputa já polarizada com o atual mandatário Jair Bolsonaro.

Asas crescidas

O mega empresário Jayme Bagatolli (PSL-Vilhena), aquele que financiou a campanha do atual govenador Marcos Rocha (sem partido) e depois levou um pé na composição do secretariado estadual, está de asas crescidas e examina o atual cenário político estadual para se definir, se disputa uma cadeira ao Senado ou a titularidade do Centro Político Administrativo Rio Madeira. Bagatolli é o grande nome do agronegócio rondoniense e a força do segmento quase o conduziu ao Senado em 2018 e agora defende sua postulação a sucessão de Marcos Rocha.

Rodovia 319

 Hoje é dia de audiência pública na Câmara dos Deputados para debater os entraves criados e a urgência da pavimentação da Rodovia 319, que conecta Porto Velho (RO) a Manaus (AM). As representações das bancadas federais de Rondônia e do Amazonas prometem ficar atentas aos desdobramentos, como a liberação dos licenciamentos, as novas licitações, etc. De cerca de 900 quilômetros da rodovia existem apenas cerca de 300 asfaltados, sendo 200 deles no trecho Porto Velho-Humaitá

O agronegócio

 O agronegócio permitiu o crescimento dos estados de Goiás, Mato Grosso e Rondônia superior aos patamares do PIB brasileiro na última década. Desde o governo Ivo Cassol, Rondônia, cujo mandatário assumiu uma gestão saneada pelo então governador José Bianco, vem numa crescente no agronegócio, setor que explodiu na gestão de Confúcio Moura. O PIB Rondoniense chegou  a patamares de 11 por cento na administração de El Carecon, algo jamais visto até hoje. Tempos de Rondônia considerado um tigre amazônico.

Via Direta

***O residencial Porto Fino quase concluído, não foi entregue a população em Porto Velho e já está sendo depenado. Das janelas, a fiação elétrica até aos vasos sanitários, tudo está sumindo. Não existe vigilância e isto facilita a vida dos larápios ***A antecipação do pagamento da folha do funcionalismo de junho pelo governo estadual foi bem recebida pelo comércio lojista da capital. A boa notícia também veio acompanhada sobre o pagamento da primeira parcela do décimo terceiro, para meados de julho*** A Força Nacional já está agindo está em Rondônia para combater a grilagem de terras, invasões, conflitos agrários e proteger os proprietários rurais dos constantes roubos de maquinário agrícola das cabeças de gado bovino *** Mas não é nem a metade das forças policiais que foram enviadas a Goiás para captar Lázaro Lazarento.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Mundo assustado + Disputa feroz + A polarização de candidatos + Briga ao Senado

Mundo assustado + Disputa feroz + A polarização de candidatos + Briga ao Senado

Mundo assustadoChina e Cuba se queixarem de boicotes dos EUA ou o Brasil reclamar de concorrentes agrícolas até serve aos nacionalistas internos, m

 O MDB já não esconde sua decisão + As lições vão ensinando + Coração dividido + Entrando em campo +

O MDB já não esconde sua decisão + As lições vão ensinando + Coração dividido + Entrando em campo +

As lições vão ensinandoNa política, está claro como água ao cabo das mudanças ministeriais que o Centrão controla os cordéis do Congresso, amolda-s

Nem tragédia, nem farsa + Obras federais + Feiras e fezes + Grandes traições

Nem tragédia, nem farsa + Obras federais + Feiras e fezes + Grandes traições

Nem tragédia, nem farsaOs filósofos argumentaram sem contestação, tantas vezes aconteceu, que a história se repete. Para Hegel, apenas se repete. P

Magias da crise + Cenário nublado + Uma novela de Bolsonaro + Eleições 2022

Magias da crise + Cenário nublado + Uma novela de Bolsonaro + Eleições 2022

Magias da crise Há coisas que aparecem muito quando há crises: profetas oferecendo salvação, discos voadores, remédios falsamente milagrosos e par