Porto Velho (RO) segunda-feira, 27 de junho de 2022
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Lições de sobrevivência + Crise na esquerda + As alianças + Coisa de louco!


Lições de sobrevivência + Crise na esquerda + As alianças + Coisa de louco! - Gente de Opinião

Lições de sobrevivência

Quando se fala em evolução, o nome que surge de imediato é Charles Darwin. Quando o assunto é dedicação à Amazônia, é obrigatório lembrar Chico Mendes. Mas nos dois casos há outras pessoas que merecem ser mencionadas e foram esquecidas, como o naturalista inglês Henry Walter Bates (1825–1892), que passou onze anos caçando borboletas na região. Falta ainda muito a dizer sobre Bates, mas duas coisas são obrigatórias, no ano em que é lembrado o 130º aniversário de sua morte.

Primeira, o estudo das borboletas amazônicas de Bates permitiu a Darwin virar o jogo a seu favor quando era atacado violentamente por negacionistas que hostilizavam a teoria da evolução. Segunda, todo o trabalho de Bates foi ancorado na parceria e interação com as comunidades locais de indígenas, escravos, libertos e ribeirinhos. Ele sempre reconheceu esse fator como determinante para as atividades diárias de exploração, incursões pela floresta, caça e captura dos espécimes.

Por se insurgir contra os poderosos de sua época, Bates foi marginalizado e esquecido, mas pelo menos a conclusão central de suas pesquisas foi imortalizada, decorrente do estudo de uma capacidade de suas amigas borboletas, na época ainda ignorada pela ciência: o mimetismo batesiano. Uma lição delas sobre como é preciso se adaptar para sobreviver, válida tanto para os frágeis insetos quanto para os poderosos homens.

................................................................................

Crise na esquerda

A coalizão de partidos de esquerda e siglas alinhadas ao projeto de eleição do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) ainda não definiu seu candidato ao governo de Rondônia. Antes das convenções que vão solidificar a aliança em agosto, os partidos vão deliberar qual será o candidato ao CPA, entre o ex-governador Daniel Pereira (Solidariedade) e o professor universitário Vinicius Miguel (PSB). Também a eleição ao Senado carece de definições. Tanto pode ser Ramon Cujui (PT), Mauro Nazif  (PSB), e quem sobrar entre Daniel Pereira e Vinicius Miguel na peleja ao governo.

Haja dúvidas!

Temos a eleição mais catimbada da história de Rondônia tantas indefinições nas pelejas ao governo do estado e ao Senado. Pergunta-se se a postulação de Marcos Rogério ao governo é para valer, já que nos círculos políticos se fala que é jogo de cena, e que se ele fosse nomeado ministro ou outro cargo federal pelo presidente Jair Bolsonaro desistiria da disputa. E será que o deputado federal Mauro Nazif (PSB) será candidato ao Senado mesmo? E na frente de esquerda, o ungido de Lula seria Vinicius Miguel (PSB) ou Daniel Pereira (Solidariedade)? E Expedito Junior (PSD), como fica nesta temporada, se o presidente Bolsonaro optar em apoiar Jayme Bagatolli (PL) em Rondônia?

As alianças

 Vejamos o comportamento dos ex-governadores Ivo Cassol (PP) e Confúcio Moura (MDB), como as duas grandes forças políticas de Rondônia vão se alinhar aos atuais candidatos ao governo nas eleições 2022. Ivo Cassol, possivelmente vai se unir a candidatura do deputado federal Leo Moraes (Podemos), lançando sua mana Jaqueline Cassol ao Senado. No caso de Confúcio ele está sendo aclamado para disputar o governo do estado sob pena do seu partido naufragar nas urnas sem um candidato majoritário. A direita vem com uma carrada de candidaturas ao Senado: Mariana Carvalho (Progressistas), Jaqueline Cassol (PP), Jayme Bagatolli (PL). É muita canibalização entre os bolsonaristas.

Coisa de louco!

Foi oportuna a denúncia do senador Marcos Rogério (PL-RO) quanto aos casos de xenofobia e racismo contra imigrantes brasileiros em Portugal. Na escalada imigratória brasileira para Portugal, Rondônia é o terceiro estado que mais exporta imigrantes – atrás e Minas Gerais e Espirito Santo – para a terrinha de Camões. Falei com alguns imigrantes brasileiros que relataram que as mulheres portuguesas taxam as brasileiras de vadias, porque segundo elas vão para lá, para roubar seus maridos. As imigrantes brasileiras, na maioria trabalham como empregadas domesticas, ralam pesado e no caso dos homens a maioria vai para a construção civil.

No prejuízo

A opção da família Bolsonaro pela candidatura ao Senado em Rondônia do empresário Jayme Bagatoli (PL-Vilhena) pode deixar o ungido do senador Marcos Rogério, Expedito Junior no prejuízo. Ocorre que a benção de Jair Messias será para a dobradinha Marcos Rogério/Bagatolli e o bolsonarismo rondoniense todo concentrado na postulação Bagatolli. Por conseguinte, mesmo Expedito tendo luz própria, não terá a força do presidente, que é enorme em Rondônia. Esta situação já quebra o favoritismo de Expedito na sua campanha ao Senado e prejudica também as aspirações da neobolsonarista Mariana Carvalho.

Via Direta

*** Depois de uma onda de restaurantes em Porto Velho nos últimos anos, num verdadeiro efeito manada, vários deles fecharam nos últimos meses por falta de clientes *** Vamos ver como ficará o ramo das farmácias, cujo segmento fez pipocar unidades de várias redes na capital rondoniense no ano passado e em 2022 *** Só a FTP, que é uma corporação rondoniense, tem 14 espalhadas pelos bairros para enfrentar as gigantes Drogasil, Santo Remédio e Ultrafarma *** O setor dos supermercados também teve baixas e alguns deles chegaram a fechar as seções de açougues e lanchonete, como o emergente Tuitt, na Avenida Rafael Vaz e Silva, na Liberdade  *** Finalmente o lençol freático de Porto Velho está baixando depois de um ano de muitas alagações nas regiões mais afetadas pela falta de drenagem. Não tarda os poços caseiros estarão secando.   

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Eleição e corrupção + Contagem regressiva + Cenário nublado + Baita renovação

Eleição e corrupção + Contagem regressiva + Cenário nublado + Baita renovação

Eleição e corrupçãoÉ fácil acreditar em acusação falsa contra alguém que a pessoa detesta enquanto o discurso anticorrupção demagógico e mentiroso,

Página infeliz + Centro histórico de Porto Velho + Multidão de indecisos

Página infeliz + Centro histórico de Porto Velho + Multidão de indecisos

Página infelizPor mais que estejam na moda escapismos como supor as antigas civilizações amazônicas destruídas por ETs, com Rússia e EUA alimentand

Febre imigratória + Fazendo a diferença + Efeito manada + As projeções

Febre imigratória + Fazendo a diferença + Efeito manada + As projeções

Andorinhas humanasNão poderia passar em branco nos EUA e Canadá a triste notícia de que a andorinha-azul (Progne subis) tem sua população progressi

Pão amargo + União de forças do MDB + Movimentações no interior + José Guedes é pra valer

Pão amargo + União de forças do MDB + Movimentações no interior + José Guedes é pra valer

Pão amargoQuando o Brasil começava a obter ganhos diplomáticos no exterior, o desaparecimento do jornalista inglês Dom Phillips e do indigenista Bru