Porto Velho (RO) sábado, 28 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Cartas na manga de Cassol + O eleitorado de Porto Velho + Visita de Lula + Espírito e vontade


Cartas na manga de Cassol + O eleitorado de Porto Velho + Visita de Lula + Espírito e vontade - Gente de Opinião

Espírito e vontade

A lição contida na apreciada animação “Ainbo – A Guerreira da Amazônia”, de Richard Claus e Jose Zelada, é de que, acredite-se ou não na existência de espíritos da floresta, anjos ou deuses protetores, os problemas não serão resolvidos se os homens não tratarem de seus assuntos com firme determinação.

A tese predominante na história é que se Ainbo e seus povos não se esforçarem, os espíritos benignos ficarão inativos nas árvores e na biodiversidade inerme. Sem ação humana positiva, a floresta será destruída pela ganância e pela insensatez. Na vida real, essa avaliação moral é apoiada por uma enxurrada de estudos que apontam a ação (ou omissão) humana como a base dos rigores climáticos e tragédias naturais que se agravam com temperaturas ao redor de 40 graus no Sul, em locais antes famosos pela neve, que davam à paisagem ares europeus.

Menos discretos que os espíritos da floresta, que não têm forma, cheiro, sabor ou ação observável, há materiais quase invisíveis que aumentam muitas vezes de tamanho e se transformam em monstros bem visíveis, interferindo nos assuntos humanos. São os aerossóis que saem dos escapamentos dos carros, sobem para a atmosfera e rapidamente crescem até 400 vezes, afetando o regime de chuva por oxidação. Resultando de ação humana, as fumaças venenosas só poderão ser vencidas por ação também humana. O espírito, nesse caso, é à vontade.

...........................................................................

Eleição 2022

Os adversários do ex-governador Ivo Cassol, que foi um grande governador e um senador nem tanto, acreditam que se ele não resolver logo suas pendências com a justiça estará fora do páreo para a eleição de outubro neste ano. Se a coisa continuar catimbada Ivo concorreria o pleito sub-judice e a desconfiança de que sua candidatura não seria habilitada contaminaria sua postulação como já ocorreu com outros políticos que tombaram nas pelejas ao governo estadual. Um cenário desconfortável já que Ivo larga com grande favoritismo para mais um mandato de governador.

Cartas na manga

De qualquer forma Ivo Cassol não ficará fora das eleições 2022. Mesmo impedido de disputar o pleito ele tem o projeto de viabilizar a eleição da atual deputada federal Jaqueline Cassol (PP) ao Senado ou indica-la numa composição a vice-governadora numa chapa de ponteira. Outra forma de participação seria lançar o nome do seu afilhado político, o deputado federal Leo Moraes (Podemos) para galgar o CPA Rio Madeira. Enquanto isto seguem os esforços do escritório jurídico do ex-governador para tirá-lo da enrascada causada ainda nos idos da prefeitura de Rolim de Moura.

O eleitorado

Vamos ver como será o comportamento do eleitorado diante de duas situações na capital. A primeira é da ex-vereadora Cristiane Lopes que obteve a façanha de receber quase 100 mil votos a prefeitura de Porto Velho com apoio da família Cassol (PP) e principalmente do deputado federal Leo Moraes (Podemos). A pergunta que se faz é se conseguirá pelo menos a metade destes votos, sem apoio dos seus padrinhos políticos que foram traídos e agora vão apoiar outros nomes a federal. A segunda situação é do jovem e promissor Vinicius Miguel. Ele obteve boa votação a prefeito, mas recebendo votos anti-Hildon Chaves e depois virou a casaca. Agora será candidato a deputado estadual com a rejeição de boa parte do seu eleitorado.

De rocha!

Ninguém acreditava que o ex-prefeito, ex-deputado federal, ex-governador por duas vezes, o atual senador Confúcio Moura (MDB) ainda tivesse apetite por embates eleitorais. Com mais de 70 anos de idade, mas com uma saúde de ferro, uma verdadeira rocha, o governador das viradas, está aí de novo para mais uma peleja e já correu o estado como um papa-léguas, sempre com sua simpatia, sorriso franco envolvente, buscando a conciliação do seu partido para mais uma grande vitória neste ano. Algumas alianças já estão alinhavadas para enfrentar sua cria, o atual governador Marcos Rocha (União Brasil), o senador Marcos Rogério (PL) e Anselmo de Jesus (PT). Já, Ivo (PP), segue impedido de disputar o governo.

Visita de Lula

Os diretórios estaduais do Partido dos Trabalhadores-PT esperam viabilizar uma visita de Lula em Porto Velho, para turbinar as candidaturas do ex-deputado federal Anselmo de Jesus em Rondônia e no Acre, para viabilizar o ex-senador Jorge Viana. Nos encontros seriam anunciadas as novas filiações, muitos reforços chegando nos dois estados onde Jair Bolsonaro teve suas melhores votações proporcionalmente no pleito de 2018. O PT também busca reforçar as nominatas a Câmara dos Deputados nestes dois estados porque vai depender desta representatividade para garantir recursos do fundão eleitoral a partir de agora.

Via Direta

*** O canibalismo provocado por tantas candidaturas a Assembleia Legislativa e a Câmara dos Deputados em Ji-Paraná preocupa as lideranças da capital da BR *** Ocorre que o fracionamento dos votos é prejudicial a reeleição dos seus representantes e com isto municípios mais unidos e com menor densidade eleitoral podem levar vantagem. A palavra de ordem é praticar bairrismo, votar nos candidatos locais *** O MDB rondoniense vai alinhavando uma chapa a Câmara dos Deputados que pode contar com Lucio Mosquini (Ouro Preto do Oeste), Marinha Raupp (Rolim de Moura), Natan Donadon (Vilhena), José Amauri (Jaru), Lebrão Filho (São Francisco), entre outros nomes *** A nominata do Aliança Brasil também vem rachando: Evandro Padovani (Vilhena), Cristiane Lopes (Porto Velho), Junior Gonçalves e Fernando Máximo (Porto Velho).

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

O casaco da segurança + Cartas na manga de Marcos Rocha + Os macacos velhos da política

O casaco da segurança + Cartas na manga de Marcos Rocha + Os macacos velhos da política

O casaco da segurançaAs mães têm o hábito recorrente de recomendar aos filhos levar um casaco ao sair de casa. As mais precavidas de hoje exigem lev

Vozes amazônicas + Oposição fazendo as contas + Contagem regressiva + Seca severa

Vozes amazônicas + Oposição fazendo as contas + Contagem regressiva + Seca severa

Vozes amazônicasA interessante plataforma Amazônia Que Eu Quero, da Fundação Rede Amazônica, pergunta: “Qual a Amazônia que você quer para o futuro?

A Lei de Nobre + A cotação para o Senado + Disputa do CPA + Frente de Esquerda

A Lei de Nobre + A cotação para o Senado + Disputa do CPA + Frente de Esquerda

A Lei de NobreA Royal Society, instituição britânica que desde 1660 é a vanguarda do desenvolvimento científico da Terra, é formada por homens sábio

Armas na Amazônia + Como fica bolsonarismo? + Planalto escolheu Marcos Rocha

Armas na Amazônia + Como fica bolsonarismo? + Planalto escolheu Marcos Rocha

Armas na AmazôniaAo seu estilo sempre polêmico, com declarações que produzem grande efeito midiático, o presidente Jair Bolsonaro atribuiu à “famíli