Porto Velho (RO) quinta-feira, 18 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

A cara do fracasso + Criador x criaturas + A ponte dos suicídios + Cassolismo fechado


A cara do fracasso + Criador x criaturas + A ponte dos suicídios + Cassolismo fechado - Gente de Opinião

A cara do fracasso

A indicação da benquista ex-ministra da Agricultura Tereza Cristina como alternativa a um general para vice do presidente Jair Bolsonaro seria fato novo digno de nota se não fosse o cenário em que foi feita. Mas foi um balão de ensaio para desviar a ex-ministra de sua sólida posição na corrida ao Senado, onde terá mais expressão que como vice dois de paus.

O Centrão está ansioso para emplacar um político de seu meio na vice-presidência, mas para o governo a ex-ministra como opção não passa de manobra para disfarçar o fracasso na recente reunião da Organização Mundial do Comércio, onde não conseguiu apoio à proposta de blindar a segurança alimentar da “guerra” na Ucrânia. A posição do Brasil talvez fosse mais forte com a própria Tereza negociando. Mas, objetivamente, o país colhe os frutos amargos da péssima imagem do país no exterior.

 Na hora em que o Brasil deveria conquistar dentro do bloco Brics uma posição de apoio às suas demandas, sua batalha contra a posição da Índia e a desconfiança de algumas nações africanas travaram o avanço da proposta brasileira.

A essa altura, a Rússia domina o noticiário com sua “operação especial” na Ucrânia, a China se empodera peitando os EUA no caso de Taiwan, a Índia vai ditando o tom do debate alimentar e o Brasil sai enfraquecido. Se servir de consolo, aliás, não foi só o Brasil que fracassou: a própria OMC é a cara do fracasso

................................................................................................

Favoritos na largada

Num trabalho de consultas e prospecções com lideranças políticas da capital e do interior, tentei listar os favoritos para as eleições 2022, mas o quadro de indefinições ainda está muito grande para exercer até futurologia. Para o governo do estado, por exemplo, vem aí ainda o cacique Confúcio Moura (MDB-Porto Velho), acostumado a virar o jogo. Entrando na disputa já transforma a corrida sucessória de cabeça para baixo. Sua candidatura também poderia inibir outras postulações com dificuldades em se firmar neste estágio de campanha.

Indefinições ao Senado

Também a disputa da única cadeira ao Senado está repleta de incertezas. Se os ex-senadores Expedito Junior (PSD) e Valdir Raupp de Matos (MDB) entrarem na parada, o favoritismo de Mariana Carvalho (Progressistas-Porto Velho) e Jayme Bagatolli (PL-Vilhena) vira fumaça. Mas Mariana poderia ser beneficiada pela canibalização na roça, com a quantidade de candidatos no interior. Contra si na capital, se Mauro Nazif PSB) entrar nas paradas racharia sua votação causando transtornos a ex-tucana que virou bolsonarista.

Criador x criaturas

Uma das pelejas mais interessantes a Assembleia Legislativa envolve as figuras do criador (Maurão de Carvalho) e as suas criaturas, nada mais nada menos do que três deputados estaduais evangélicos com mandatos que cresceram nas suas asas, entre eles Marcelo Cruz, ex-assessor de Maurão. Todos querem jogá-lo numa candidatura ao Senado, vice ou até ao governo do estado para se livrar da concorrência, pois tem consciência que herdaram votos de Maurão e não querem sair no prejuízo. A situação está criada e teremos aí um duelo entre o criador e suas criaturas na peleja 2022.

A ponte dos suicídios

Com certeza a ponte sobre o Rio Madeira é o ponto predileto dos drogados, desiludidos e bebuns para a prática de suicídios. Desde a sua inauguração, e isto faz mais de uma década pelo menos uma dúzia se atirou água abaixo para dar um abraço nos candirus dos infernos. Alguns morreram, outros acabam socorridos. Talvez a proximidade de cracolândias instaladas as margens do Rio Madeira e botecos de má fama e próximas a ponte tenha alguma coisa a ver com esta incidência. Fala-se também que em alguns casos foi por decepção amorosa. Será?

Cassolismo fechado

Tudo indica que o cassolismo já está fechado com o pré-candidato do Podemos ao governo do estado, Leo Moraes. Ele terá a deputada federal Jaqueline Cassol (Rolim de Moura), mana do ex-governador Ivo Cassol ao Senado, incluindo o PP na sua aliança. O ex-prefeito e ex-deputado federal Carlos Magno (Ouro Preto do Oeste) já se movimenta na busca de uma cadeira a Câmara dos Deputados, articulando a campanha de Leo na região central do estado. Magno vê em Leo um “novo Ivo Cassol”, aquele que foi o grande campeão de votos na década passada.

Via Direta

*** O cancelamento de voos regionais em Rondônia pela Empresa Azul pegou de surpresa cidades beneficiadas como Ariquemes e Cacoal. Pior mesmo ficou para Ariquemes que ficou “pelada” já que Cacoal mantém seus voos para Cuiabá *** Com novas obras projetadas, a construção civil promete reagir em Porto Velho neste segundo semestre gerando empregos. O problema será encontrar mão de obra qualificada já que os bons profissionais migraram para os estados do Sul ou estão em processo de imigração para os Estados Unidos e Portugal *** Impressionante o índice de criminalidade em Rondônia. Agora as estatísticas apontam também o interior rondoniense no mapa da violência *** Enquanto isto os presidiários seguem aplicando golpes mesmo dentro dos presídios. Como é que chegam tantos celulares as celas?

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Quânticas ilusões + Tem predomínio + Uma explosão + A desistência

Quânticas ilusões + Tem predomínio + Uma explosão + A desistência

Quânticas ilusõesA mais cínica orientação do “pensamento mágico” é que deixar de ler jornais ou de acompanhar o noticiário por si só melhora o mundo p

Quânticas ilusões + Tem predomínio + Uma explosão + A desistência

Quânticas ilusõesA mais cínica orientação do “pensamento mágico” é que deixar de ler jornais ou de acompanhar o noticiário por si só melhora o mundo p

Quânticas ilusões + Tem predomínio + Uma explosão + A desistência

Quânticas ilusões + Tem predomínio + Uma explosão + A desistência

Quânticas ilusõesA mais cínica orientação do “pensamento mágico” é que deixar de ler jornais ou de acompanhar o noticiário por si só melhora o mundo

Inglês para índios + Fazendo as contas + Ivo cassol, uma incógnita + As reviravoltas

Inglês para índios + Fazendo as contas + Ivo cassol, uma incógnita + As reviravoltas

Inglês para índiosSegundo a bióloga Mercedes Bustamante, da Universidade de Brasília e ligada à Academia Brasileira de Ciências, por conta dos crim