Porto Velho (RO) sexta-feira, 4 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

Pequenas empresas precisam de mais crédito e menos impostos e burocracia



O senador Acir Gurgacz (PDT) sugeriu ao Governo Federal algumas medidas que podem dar suporte à iniciativa de estimular a produção e as exportações das micro e pequenas empresas e dos agricultores familiares.

Para ele, as atividades podem apresentar melhores resultados se o governo mantiver o crédito para esses setores, reduzir os impostos e a burocracia administrativa e melhorar a assistência técnica e extensão rural para os pequenos produtores rurais e a infraestrutura e a logística para o transporte da produção.

Acir Gurgacz citou dados do Sebrae e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que comprovam a força dos micro e pequenos empresários: existem mais de 6 milhões de micro e pequenas empresas no país, que são responsáveis por 27% do produto interno bruto (PIB) e por 60% dos quase 100 milhões de empregos no país. No campo, 84% das cinco milhões e duzentas mil propriedades rurais são exploradas em regime de agricultura familiar, e de cada quatro empregos que se gera no País, três vêm de micro e pequena empresa, acrescentou o senador.

E, nesse momento de crise, são essas empresas que melhor superam o período de dificuldades por causa das menores despesas fixas e por representarem o investimento de uma vida de muitas famílias. “São essas pessoas que tocam a economia real, que geram riquezas e receitas para o país, que abrem oportunidades de trabalho e geram empregos e renda para os brasileiros, que dão um duro danado para que suas empresas possam ter lucro e para que possam partilhar esse lucro com seus colaboradores e com toda a sociedade”, avaliou.

De acordo com Acir, o governo precisa negociar com o setor melhores condições de crédito, a desoneração de tributos e a desburocratização administrativa, como as medidas instituídas recentemente pela Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, o Supersimples.

 

Mais Sobre Opinião

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O TRIBUNAL EUROPEU (TEDH) DÁ ANDAMENTO À  QUEIXA “ACÇÃO CLIMÁTICA” DAS CRIANÇAS PORTUGUESASNo rescaldo de Pedrogão Grande onde o Fogo matou 110 Pessoa

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Acirra-se a briga pela presidência da Câmara Municipal de Porto Velho. O atual presidente Edwilson Negreiros está articulando um grupo forte para gara

Sua Excelência a abstenção

Sua Excelência a abstenção

Independente de quem saía consagrado das urnas no segundo turno do pleito para a prefeitura de Porto Velho (Hildon Chaves ou Cristiane Lopes), certo

A cidade foi a grande ausente no debate

A cidade foi a grande ausente no debate

Se o Ibope estiver certo em sua aferição, o prefeito Hildon Chaves (PSDB) vai permanecer por mais quatro anos no comando do município de Porto Velho