Porto Velho (RO) sábado, 28 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

Opinião: A cidade mais antiga



Completar 350 anos de história oficial e “branca” já seria um dado importante para Santarém (PA) festejar este ano. Mas a presença indígena, inclusive urbana, é muito mais antiga do que se imagina, levando a crer que esta é a cidade mais antiga das Américas.

A noção dos índios exclusivamente nômades, sem cultura urbana, vai sendo passo a passo demolida pelo aprofundamento das pesquisas sobre o passado amazônico ignorado pelos conquistadores europeus. E Santarém teria sido uma antiga cidade indígena, bem antes do início de sua história oficial, que começa com a expedição do conquistador espanhol Francisco Orellana pela região, em 1542, quando saqueou as plantações dos índios Tapajós.

Localizada na confluência dos rios Amazonas e Tapajós, Santarém teve seu nome tomado de sua homônima portuguesa, conquistada ao domínio mouro pelo rei português dom Afonso Henrique, em 1147.

Em 22 de junho de 1661, o padre João Felipe Bettendorf instalou sua missão na aldeia dos Tapajós, dando origem à cidade de Santarém. Na atualidade, estudos arqueológicos partindo de indicações mais precisas lançam luzes bem mais remotas sobre a ocupação humana da Amazônia, para reescrever uma história até então exclusivamente “branca”.

Um artigo publicado pela revista Science sustentou que mesmo cem anos depois do achamento do Brasil, em 1600, os índios viviam em aglomerados que poderiam ser considerados como indicativos de um tipo de urbanismo pré-histórico, comparável a algumas “pólis” gregas.

No mesmo rumo, o historiador e arqueólogo Eduardo Neves publicou na edição brasileira da revista National Geographic depoimento sobre seus estudos, segundo os quais a Amazônia estava repleta de sociedades indígenas no ano 1000, algumas hierarquizadas, lideradas por chefes supremos, capazes de comandar um exército de guerreiros.

Com uma população estimada em mais de 5 milhões de pessoas, a maior floresta tropical do planeta naquela época já era berço de profundo florescimento cultural. Antes mesmo de a Renascença surgir na Itália, cerâmicas com padrões gráficos sofisticados já eram produzidos em Marajó e nas regiões de Manaus e Santarém.

Para Neves, a descoberta em Santarém das cerâmicas provavelmente mais ancestrais das Américas tende a confirmá-la como a cidade brasileira mais antiga com origens pré-coloniais.

Gente de Opinião

Fonte: Carlos Sperança - csperanca@enter-net.com.br
Gentedeopinião   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV / Eventos
 Energia & Meio Ambiente   /   YouTube  / Turismo   /  Imagens da História

 

Mais Sobre Opinião

A cidade foi a grande ausente no debate

A cidade foi a grande ausente no debate

Se o Ibope estiver certo em sua aferição, o prefeito Hildon Chaves (PSDB) vai permanecer por mais quatro anos no comando do município de Porto Velho

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Até o momento, ao que tudo indica, parece que a definição sobre quem será o próximo prefeito ou prefeita de Porto Velho é “favas contadas”. O atual

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Recebi de um amigo um vídeo em que o candidato à prefeitura de Porto Velho, Vinicius Miguel - em quem votei no primeiro turno da eleição de domingo (1

Os náufragos de 2020

Os náufragos de 2020

Não foi apenas o presidente Jair Bolsonaro que saiu perdendo nas eleições municipais de 2020. A esquerda foi massacrada nas urnas. Exemplo disso é o