Porto Velho (RO) domingo, 29 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

O preço da corrupção na Petrobras


O preço da corrupção na Petrobras - Gente de Opinião

Marcelo Freire

O Brasil recebeu com muita tristeza no início da noite de quarta-feira o resultado auditado anual da Petrobras e a população conseguiu ter uma dimensão do efeito devastador perante a sociedade de uma praga chamada corrupção. Encaminhado pela assessoria de imprensa da estatal, o balanço chegou na redação do Diário exatamente às 18h35, minutos após o fechamento do mercado financeiro.

Segundo o release encaminhado à redação, a Petrobras apresentou prejuízo de R$ 21,6 bilhões no ano de 2014, em função, principalmente, da perda por desvalorização de ativos - impairment (R$ 44,6 bilhões), da baixa de gastos adicionais capitalizados indevidamente no âmbito da Operação Lava Jato (R$ 6,2 bilhões), do provisionamento de perdas com recebíveis do setor elétrico (R$ 4,5 bilhões), das baixas dos valores relacionados à construção das refinarias Premium I e II (R$ 2,8 bilhões) e do provisionamento do Programa de Incentivo ao Desligamento Voluntário-PIDV (R$ 2,4 bilhões).

Não se tem dúvida que essa conta ocasionada com os desvios de recursos da Petrobras já está sendo paga pela população. A partir do momento que é autorizado o reajuste no preço dos combustíveis, o contribuinte já começa a pagar pelo desvio de recursos na estatal. Além de um problema interno provocado com resultado auditado, a empresa tem agora de enfrentar pela frente o mercado internacional. Não há como esconder. A empresa está com a imagem manchada perante a economia mundial e terá muito trabalho para voltar a se tornar uma empresa forte.

O dinheiro desviado na Petrobras seria suficiente para amenizar alguns problemas na área da educação. O valor desviado, conforme contabilizou a Operação Lava Jato, chega bem próximo do orçamento anual de Rondônia aprovado pela Assembleia Legislativa no ano passado. O ex-diretor da empresa, Paulo Roberto Costa, foi condenado pela Justiça e terá de devolver R$ 18 milhões aos cofres da estatal. Será? O prejuízo maior na Petrobras é a repercussão negativa do Brasil e a imagem produzida no mercado internacional e financeiro. Essas condenações estabelecidas no âmbito do Judiciário e a determinação de indenizar a Petrobras pelos prejuízos podem não ser suficientes no resgate da credibilidade da empresa no mercado.

Fonte: Blog do Marcelinho

 

Mais Sobre Opinião

A cidade foi a grande ausente no debate

A cidade foi a grande ausente no debate

Se o Ibope estiver certo em sua aferição, o prefeito Hildon Chaves (PSDB) vai permanecer por mais quatro anos no comando do município de Porto Velho

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Hildon Chaves deverá vencer as eleições muito facilmente, se a Cristiane não se reposicionar junto aos eleitores

Até o momento, ao que tudo indica, parece que a definição sobre quem será o próximo prefeito ou prefeita de Porto Velho é “favas contadas”. O atual

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Respeito a decisão do Vinícius, mas não concordo

Recebi de um amigo um vídeo em que o candidato à prefeitura de Porto Velho, Vinicius Miguel - em quem votei no primeiro turno da eleição de domingo (1

Os náufragos de 2020

Os náufragos de 2020

Não foi apenas o presidente Jair Bolsonaro que saiu perdendo nas eleições municipais de 2020. A esquerda foi massacrada nas urnas. Exemplo disso é o