Porto Velho (RO) domingo, 25 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

O povo ainda gosta do PT


 

Professor Nazareno*

            A ex-presidente Dilma Rousseff deve deixar brevemente o governo em definitivo. Lula e grande parte dos dirigentes petistas devem passar por “maus bocados” devido a suas participações no Mensalão e também no escândalo da Petrobras. O PT, o outrora forte Partido dos Trabalhadores, deve encolher drasticamente nas próximas eleições municipais. Muitos candidatos petistas estão simplesmente mudando as cores do partido e com vergonha de dizerem que pertencem à sigla. A “demonização” do primeiro partido de esquerda a chegar ao poder supremo no Brasil em 502 anos de história virou rotina entre as classes dominantes e os reacionários de carteirinha. A preocupação de muitos candidatos atualmente não é mostrar suas possíveis realizações se eleitos, mas apenas “descer o malho” em cima dos candidatos da estrela vermelha.

            Não se pode aqui tecer loas ao PT e a seus seguidores, pois ninguém roubou mais (nem menos) do que seus dirigentes e filiados. Os governos petistas se aliaram vergonhosamente à elite que tanto criticavam e fizeram coisas até piores do que ela, mas só deixarão o poder por meio de um golpe parlamentar urdido pela direita conservadora com o aval de um Congresso Nacional repleto de maus feitores e de políticos escroques, quase todos alinhados com o pensamento conservador. O povo, como sempre, ficou de fora. Nas últimas eleições presidenciais há menos de dois anos, Dilma e o PT tiveram nada mais nada menos do que 54 milhões de votos. Só que 367 deputados federais e pouco mais de 50 senadores vão decidir o destino da primeira mulher eleita presidente do país. Ruins de votos, caciques do PMDB e do PSDB assumem o poder em definitivo.

            Em Porto Velho, apesar do ódio e da rejeição que muita gente ainda nutre pelo ex-prefeito Roberto Sobrinho e pelo PT, a primeira pesquisa do Ibope mostrou o que muitos “coxinhas” não esperavam: Sobrinho dispara na frente de todos os outros candidatos com expressivos 22% da preferência popular. Claro que se o petista for eleito mais uma vez prefeito de Porto Velho, a direita dará um jeito de tomar-lhe o poder para entregar a quem não teve os votos do povão, como está fazendo a nível nacional. E não adianta dizer que a pesquisa foi comprada e que os entrevistados eram pessoas pouco confiáveis. O que foi que o PT fez na capital dos rondonienses para merecer tamanha aprovação? Se a administração petista foi um desastre, como explicar estes números? Por que os conservadores não aceitam o óbvio? Doeria bem menos!

            O povo não gosta de sofrer como muitos pensam, gosta de quem lhe dá ouvidos e atenção. E o PT, mesmo roubando, prevaricando, mentindo, iludindo, sacaneando, sempre esteve ao lado dos mais pobres e oprimidos. Deixou-os andar de avião, mandou-os para as universidades públicas, deu-lhes médicos, casas, matou-lhes a fome, deu-lhes voz e destaque. O PT não é um bom partido político, mas qual das atuais agremiações políticas do Brasil o é? O PSDB é elitizado ao extremo e com o seu neoliberalismo oco despreza o pobre e a pobreza. O PMDB, com o Michel Temer, está no terceiro Presidente da República sem ter tido um único voto popular para isso e praticamente nada fez de bom para o Brasil. Os partidos nanicos só servem para alugar suas siglas. O povo sabe que o PT não presta, assim como todos os outros partidos do país, mas ainda o ama e lhe quer. E se o PT não tivesse imitado a elite, quem lhe teria tomado o poder?

*É Professor em Porto Velho.

Mais Sobre Opinião

O bom do silêncio

O bom do silêncio

Bolsonaro disse que não adianta exigir dele a postura de estadista, por que não é estadista.

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.