Porto Velho (RO) domingo, 22 de julho de 2018
×
Gente de Opinião

Opinião

Lula deve ficar preso por dez anos



A estimativa é de magistrados que não atuam no caso e criminalistas, alguns deles com clientela de investigados na Operação Lava Jato: o ex-presidente Lula permanecerá no sistema carcerário pelo prazo mínimo de dez anos. Condenado na primeira sentença a 12 anos e 1 mês de prisão, ele teria direito ao regime semiaberto dentro de dois anos, correspondentes a um sexto da pena. Só que não. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

O problema de Lula é que, réu em outros sete casos, cada nova condenação aumentará o tempo mínimo de permanência na prisão.

Condenado a 10 anos no segundo caso (sitio de Atibaia), por exemplo, a pena vai a 22 e um sexto dela corresponderia a 3 anos e 7 meses.

Há estimativas de até um século de prisão, mas se Lula for sentenciado a 60 anos, isso o manterá no presídio por dez anos, um sexto da pena.

Para ganhar regime domiciliar, a defesa pode alegar questão de saúde, mas o próprio Lula tem propalado que está bem e com vigor de garoto.

Fonte: Diário do Poder

Mais Sobre Opinião

Nassif: discurso de ódio matou a Abril

Nassif: discurso de ódio matou a Abril

“O primeiro lance foi se valer do estilo jornalismo de esgoto para infundir medo e abrir portas. Ali mostrou seu talento de captador das tendências da

Pochmann sobre Caged: “precarização avança”

Pochmann sobre Caged: “precarização avança”

Ex-presidente do Ipea, o economista Marcio Pochmann destaca a precarização do mercado de trabalho ao comentar os dados do Caged divulgados nesta sexta

O Brasil que eu quero, a um passo do 1º Prêmio Nobel - Por Vasco Vasconcelos

O Brasil que eu quero, a um passo do 1º Prêmio Nobel - Por Vasco Vasconcelos

O mundo inteiro ficou comovido e em oração, com a situação dos doze meninos e seu treinador presos numa caverna inundada de Tham Luang, localizada no

"Chagas Neto: mais uma estrela no céu de Rondônia", por Andrey Cavalcante

"Chagas Neto: mais uma estrela no céu de Rondônia", por Andrey Cavalcante

O mês de julho tem sido especialmente cruel para as melhores lembranças de minha infância. Ainda consternado pelo falecimento de Moreira Mendes, sou m