Porto Velho (RO) sábado, 17 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

É tempo de entendimento


Dom Rodolfo Luis Weber
Arcebispo de Passo Fundo

Nesta semana tivemos mais um passo no processo de impeachment da presidente da República Dilma Rousseff. Foi mais uma semana tensa, nervosa e conflitiva. Sobre isso, escutamos com frequência: “sempre as mesmas notícias”. É um sintoma de que o povo está ficando cansado de tantas brigas e conflitos. A crise política atinge a todas as pessoas, pois abrange todos os brasileiros, independentemente do seu posicionamento sobre a questão. 

O processo de impeachment continua nas instâncias estabelecidas pela constituição. Porém, isto não é o suficiente para o momento. É tempo de olhar e comentar a questão com menos emoção e com mais razão. É um tempo para que as lideranças chamem o povo ao entendimento e a fazer a travessia que leve ao encontro. Um povo não pode ficar muito tempo sem saber para onde vai. O papel da liderança é chamar para um patamar melhor do ponto de vista da dignidade humana.

Os pontos de vista diferentes que existem para a condução do Estado e da política, sempre existirão e são necessários numa democracia. Isto não pode servir de pretexto para levar as pessoas a se manterem em confronto permanente, porque leva a destruição e não constrói nada. Onde há destruição do relacionamento fraterno de pessoas, do patrimônio público ou privado, todos saem perdendo. 

A Igreja Católica, por convocação do Papa Francisco, vive o Ano da Misericórdia. Somos todos limitados e erramos; em linguagem religiosa falamos que somos pecadores. A misericórdia é a vivência da cordialidade, da tolerância com todos e com os diferentes. Uma face da misericórdia é a justiça e para que ela seja feita é preciso desenvolver a capacidade de ver e ouvir o outro. Todo cidadão pode fazer a sua parte ajudando a criar o entendimento e a paz social. Temos que acreditar no Brasil e nos brasileiros. Somos capazes de refazer nossas esperanças, pois somos um povo que luta para ser feliz. A vida é curta e bela.

Como sugestão de leitura, recomendo a entrevista da Ministra Carmem Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, publicada no dia 18 de abril de 2016, na revista Época. Na entrevista ela comenta e se posiciona, de forma sábia e prudente, sobre vários assuntos relacionados à crise atual.

Fonte: CNBB
 

Mais Sobre Opinião

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual

Vagalumes nas trevas

Vagalumes nas trevas

Mas as trevas não são absolutas: há estrelas, há vagalumes, há réstias de luz