Porto Velho (RO) quarta-feira, 2 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Opinião

Capa do jornal Alto Madeira desta terça-feira


Capa do jornal Alto Madeira desta terça-feira - Gente de Opinião

EDITORIAL DO JORNAL CENTENÁRIO DE PORTO VELHO "ALTO MADEIRA"

Se terça-feira 5 foi o Dia de Rondon, patrono do Estado e da Arma das Comunicações, hoje, 12, Rondônia também deveria festejar, porque há 118 anos nascia no Pará Aluízio Pinheiro Ferreira, que se tornaria no primeiro grande líder político da região onde hoje é Rondônia e o que, mais que qualquer outro, influenciou de tal forma a administração central do pais que várias conquistas para a região foram conseguidas, incluindo a instalação das unidades militares de Porto Velho, Guajará-Mirim e Forte Príncipe, e, a maior de todas, a adesão do presidente Getúlio Vargas unificando terras do Amazonas e Mato Grosso formando o Território Federal do Guaporé, depois Rondônia. E tendo como capital, apesar da resistência de políticos matogrossenses, a cidade de Porto Velho já então a maior da calha do Rio Madeira e sede da administração da ferrovia Madeira-Mamoré.

                Oficial rebelde de 1924, Aluízio comandava o Forte de Óbidos (PA), e perdeu. Para não ser capturado fugiu para o Vale do Guaporé onde trabalhou como guarda-livros (contador) do seringalista Américo Casara. Em 1929 retornou a Belém e apresentou-se ao comando da guarnição federal, sendo preso e, de alguma forma, conseguiu uma ligação com o então coronel Candido Mariano da Silva Rondon voltando à tropa, mas para vir chefiar o trabalho da Linha Telegráfica. Dois anos depois, com Getúlio Vargas no Poder, Aluízio recebe outra missão: ser o primeiro brasileiro a administrar a Madeira-Mamoré, ampliando sua ligação com a região, demonstrando seu lado administrador, mandando construir escolas e até iniciando a abertura de uma rodovia de Porto Velho rumo a Cuiabá, mas que acabou em 1945, quando seu nome foi envolvido, por exploração política ou não, na morte de um oficial do Exército.

                Antes, em 1940, Aluízio conseguira trazer a Porto Velho, para uma visita de três horas – que viraram quase três dias – o presidente Getúlio Vargas que em 1943 criava o Território do qual Aluízio foi governador o seu primeiro e deputado federal, sendo dele, também, em 1962, o primeiro projeto de lei criando o Estado.

                Este ALTO MADEIRA nunca se inscreveu entre os mais próximos a Aluízio, mas não podemos deixar de reconhecer que na relação de nomes ilustres de Rondônia, sem qualquer dúvida a figura de Aluízio Pinheiro Ferreira, se analisada sem paixão e com independência, sobrepõe-se a qualquer outra.

                Mas num Estado em que não se cultuam as figuras que, em cada ramo de atividade humana, tenham contribuído de forma decisiva para Rondônia chegar ao estágio atual, deveria ser praticada a filosofia de que conhecendo o passado há como se perceber o presente e se ter melhor base para tratar o futuro, até para saber não só “de onde viemos”, mas, também, para lembrar dos que abriram os espaços para que a caminhada atual seja mais gratificante.

                Considere-se dito!

.

Mais Sobre Opinião

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O tribunal europeu (TEDH) dá andamento à queixa "Acção Climática" das crianças portuguesas + Restauração de Portugal independente

O TRIBUNAL EUROPEU (TEDH) DÁ ANDAMENTO À  QUEIXA “ACÇÃO CLIMÁTICA” DAS CRIANÇAS PORTUGUESASNo rescaldo de Pedrogão Grande onde o Fogo matou 110 Pessoa

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Começou a batalha pela presidência da Câmara em Porto Velho

Acirra-se a briga pela presidência da Câmara Municipal de Porto Velho. O atual presidente Edwilson Negreiros está articulando um grupo forte para gara

Sua Excelência a abstenção

Sua Excelência a abstenção

Independente de quem saía consagrado das urnas no segundo turno do pleito para a prefeitura de Porto Velho (Hildon Chaves ou Cristiane Lopes), certo

A cidade foi a grande ausente no debate

A cidade foi a grande ausente no debate

Se o Ibope estiver certo em sua aferição, o prefeito Hildon Chaves (PSDB) vai permanecer por mais quatro anos no comando do município de Porto Velho