Porto Velho (RO) domingo, 18 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Opinião

Amado Batista lota arena Expojipa


 Amado Batista lota arena Expojipa - Gente de Opinião

Reconhecido como um dos grandes nomes da música romântica brasileira,
o cantor, Amado Batista festejou seus 40 anos de sucesso com um show
com arena lotada no Parque de Exposições Hermínio Victorelli.  No
repertório canções, que marcaram uma geração, e sucessos de seu novo
Álbum. “Olhos Verdes”, “Casa Bonita”, “Morro de Ciúme Dela”, “Sentado
na Praça” e “A Pé na Estrada”.

Com uma carreira muito bem-sucedida, o cantor gravou 30 discos e
vendeu mais de 35 milhões de cópias. No palco da Expojipa um show pra
lá de contagiante, com mais de 15 mil pessoas, segundo Associação
Rural de Rondônia (ARR) e Polícia Militar (PM)

Antes de subir ao palco, Amado Batista atendeu a imprensa e autografou
um violão que será doado à Grupo de Apoio aos Portadores de Câncer
(GAPC). “É sempre uma honra poder ajudar causas nobres como esta,
sempre que posso eu procuro ajudar a fazer um mundo melhor para
todos”, contou o artista.

Muitos fãs viajaram de muito longe para ter a oportunidade de conhecer
o ídolo de perto, como o caso de Eva Cotrim dos Santos que viajou
cerca de 1000 quilômetros para ter a oportunidade de entregar um
presente pessoalmente ao artista.

“É a maior felicidade do mundo, se eu morresse amanhã morreria feliz.
Meu sonho sempre foi pelo menos encostar na mão do Amado, eu sou fã
dele desde 1982, quando ele esteve em Pimenta Bueno e meu pai não me
deixou ir ao show”, conta dona Eva.

O músico já esteve em outras oportunidades na cidade, e comentou a
emoção em voltar a se apresentar nos palcos de Ji-Paraná para as mais
de 15 mil pessoas presentes na arena da 37ª Expojipa e relembrar seus
grandes sucessos ao longo de 40 anos de carreira musical.

“Já me sinto em casa aqui em Ji-Paraná e fico muito feliz sempre que
tenho a oportunidade de voltar aqui, espero que o público esteja com
tanta saudades de mim como eu estou deles”, afirma Amado Batista.

Fonte: Wilson Neves

Mais Sobre Opinião

Meu cargo, minha vida

Meu cargo, minha vida

Bolsonaro se revelou um profundo conhecedor da natureza humana

Cada quadrado no seu quadrado

Cada quadrado no seu quadrado

Os argentinos são como são. E não querem nem aceitam conselhos.

Feliz dia de quem matou os pais!

Feliz dia de quem matou os pais!

Dia em que Suzane von Richthofen e Alexandre Nardoni estão de férias da prisão.

Brasil,  192 anos dos Cursos  Jurídicos  Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

Brasil, 192 anos dos Cursos Jurídicos Salve o dia 11 de agosto, dia dos advogados

O Brasil, último país a acabar com a escravidão tem uma perversidade intrínseca na sua herança, que torna a nossa classe dominante enferma de desigual