Domingo, 23 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Leo Ladeia

Política & Murupi - Pra baixo todo santo ajuda


Política & Murupi - Pra baixo todo santo ajuda - Gente de Opinião

Para quem gosta de bater bumbo e ver vantagem até se a inflação aumenta e os preços disparam como fez Dona Leitoa da GNews, eis o suco econômico brazuka que fez Sêo Lule vomitar na roupa do Sêo A-dá e do Sêo Alke: 

Política & Murupi - Pra baixo todo santo ajuda - Gente de Opinião

Como se vê, só quatro dos 27 estados fecharão as contas em azul e não digam que está errado pois são dados da Secretaria do Tesouro Nacional ou que a economia do Brasil está entre as 10 maiores, blá, blá, blá. E Sêo Lule nem chegou à metade do mandato. O trem carregado está sem freio na serra.

 

1.2-Garimpando no SIAFI

Enquanto os poderes da república disputam a primazia de censurar a voz dos cidadãos nas redes sociais, os criminosos optam por entrar no SIAFI-Sistema Integrado de Administração Financeiro e só este mês, fizeram três investidas que resultaram num desvio de R$ 14 milhões para contas particulares. O Siafi realiza a gestão financeira e executa ordens de pagamento dos três poderes e os ataques ocorreram de forma silenciosa pelas brechas na segurança do sistema responsável pelo gerenciamento de bilhões de reais do Orçamento, destinados ao pagamento de servidores públicos e serviços. Enquanto isso nós estamos falando de BBB, transporte aéreo de pets, fuga de presídio e a chatíssima e idiota briga intestina do Sêo Moraes e do Sêo Mosca. Um saco!

  

1.3-Como retirar o cashback do cadastro unico, o C.U.  

Reforma tributária, cashback e o necessário olhar piedoso sobre vulneráveis. Seria hilário apenas, mas vejo um problema e explico: a ideia do “cashback” é devolver impostos nos valores cobrados por serviços básicos tipo energia, água, esgoto e gás e assim ajudar famílias com renda per capita de até meio salário mínimo, usando o Cadastro Único, ou C.U. dos vulneráveis, que aliás é similar ao que se faz no Bolsa Família. Ocorre que para receber o cashback, os vulneráveis deverão guardar as notas fiscais como comprovantes para o reembolso e isso tem tudo para dar errado. O ideal é o mesmo mecanismo do Bolsa Família. O C.U. seria a via de entrada do cashback que somado ao Bolsa Família, reduziria o estresse do vulnerável e a dispensável burocracia. 

1.4-Coisas do Brasil.

O deputado estadual do estado do Rio de Janeiro, ex-guerrilheiro, ex-ministro do Meio Ambiente do Brasil – substituiu a musa das ONGs Dona Marina – e ligado à fina flor da baixa canalha carioca e que continua o mesmo maluco – só pode ser doido – chamado Carlos Minc quer que ex-traficantes – será que existe esse tipo de ex? – participem da audiência pública na próxima sexta-feira, na Assembleia Legislativa do Rio para discutirem sobre reinserção de ex-detentos na sociedade. O pano de fundo, porém são as saidinhas de bandidos em datas especiais, um tema já visto e revisto pelo Congresso e a quantidade de canabis que se pode levar no colete, um tema que o Rio adora. O Rio não tem jeito. Cacareco, Juruna, Lindberg, Minc, Ara!     

 

1.5-Coluna de gelatina

O recente levante do Sêo K-pacheco, presidente do Senado contra Sêo Lule não traz a indignação do justo ou urgência da sangria desatada. Ao indigitado mineiro – Porto Velho não tem sorte, ele nasceu aqui – falta a coluna cervical para manter-se ereto, o olhar furibundo, a voz intimidatória e o caráter firme necessário aos chefes. O Subsenador K-pacheco com a espinha gelatinosa me faz lembrar a frase atribuída a outro mineiro – este sim nascido nas Minas Gerais – Tancredo Neves, e que era sempre citada pelo doutor Ulysses: “Em política, até a briga é combinada”. E vem aí outro gelatinoso: Davi do Amapá

 

 2-Último pingo

Valha-me Nossa Senhora Auxiliadora, nossa padroeira. Em se confirmando os 11 nomes que vêm sendo incensados pelos sensitivos, cabôcos, videntes, pitonisas, oráculos, analistas, especialistas e outros tipos de picaretas para a eleição de prefeito de Porto Velho, resta rezar, acender velas, bater tambor e torcer pelos memes que estão surgindo - ai, ai - para as vagas de vereador.

 

03-Ponto final

Tenho o maior respeito pela Câmara de Vereadores, mas ao que parece seus edis passaram do ponto e perderam o respeito por si, seus colaboradores, a instituição e esqueceram o que é o tal do decoro parlamentar. Que coisa feia.


[email protected]

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Gente de OpiniãoDomingo, 23 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Política & Murupi - Dançando na chuva

Política & Murupi - Dançando na chuva

Depois de dançar na chuva e ser zoado por abandonar o Rio Grande do Sul à própria sorte, o competente PT de uma só tacada virou o jogo e domina o fa

Política & Murupi - Adivinhando o passado

Política & Murupi - Adivinhando o passado

As rendeiras e pitonisas de ocasião estão mexendo seus bilros e metendo a faca no tronco da bananeira para descobrir o nome que vai “tomar de conta”

Política & Murupi - Lacração poligênero contra a Natália

Política & Murupi - Lacração poligênero contra a Natália

Segue firme a lacração de seres masculinos e femininos contra a médica que sofreu agressões do filho do Sêo Lule, que nada tem com o comportamento d

Política & Murupi: se a moda pega, a operação dominó-RO terá releitura

Política & Murupi: se a moda pega, a operação dominó-RO terá releitura

1.1-O novo mapa mundi, a arte do Pork-Man e a ex-quadratura da terra Até o IBGE, o insuspeito, entrou para o mundo fake com o “mapa mundi” em que a

Gente de Opinião Domingo, 23 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)