Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de maio de 2019
×
Gente de Opinião

Gás

Rongás participa de reunião com o presidente da Federação das Indústrias


 

O diretor executivo e financeiro da Companhia Rondoniense de Gás (RONGÁS) Paulo Andrade, esteve na tarde de ontem (10 de março) na Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO) onde por uma hora conversou com o presidente da entidade, Denis Roberto Baú sobre a construção do gasoduto Urucu-Porto Velho.

Convidado pelo superintendente da FIERO, Gilberto Baptista, o executivo da RONGÁS falou sobre as vantagens econômicas e ambientais da chegada do gasoduto a Porto Velho. Paulo explicou que “a queima do gás natural, por ser mais completa emite menos poluentes do que os demais combustíveis fósseis, Outra vantagem é a diminuição dos custos de operação e manutenção nas indústrias em relação a outros energéticos”.

Paulo falou ainda sobre outras vantagens do gás natural em relação a outras fontes de energia: “É limpo, ecologicamente correto e mais seguro do que o gás de botijão; é canalizado, isto é, não precisa ser armazenado em botijões, cilindros ou centrais de abastecimento; o gás natural é mais leve que o ar. Em caso de vazamento, o gás dissipa-se rapidamente. O gás natural não acaba. Como tem fornecimento contínuo, nunca falta gás em casas, indústrias, comércios e postos de abastecimento”.

Durante a reunião, o presidente da FIERO, Denis Baú garantiu que a Federação das Indústrias apóia a construção do gasoduto e que pode colaborar politicamente para a sua viabilização. “Há mais de cinco anos a construção do gasoduto Urucu-Porto Velho gera expectativas e discussões e este é certamente o momento propício para Rondônia, que passa por uma onda de desenvolvimento. Sabemos que o gás natural trará muitos benefícios para toda região, por tudo isso a FIERO está intensificando esta luta”.

Paulo Andrade lembrou uma frase proferida, em 2007, pelo então presidente e diretor de engenharia da Eletrobrás, Valter Luiz Cardeal de Sousa, sobre o gasoduto - “Não construir o gasoduto Urucu-Porto Velho é um crime de lesa-pátria”.

Ao final da reunião, Denis Baú convidou Paulo Andrade para uma apresentação sobre o gasoduto para os demais membros da Federação. O objetivo, segundo Denis, é criar um fórum de discussões. Na apresentação, que acontece em abril, o executivo da Rongás falará sobre o histórico do gasoduto, viabilidade ambiental e econômica.

Fonte: UNICOM

Mais Sobre Gás

Dilma confirma Ponte em G.Mirim, mas nega gasoduto Manaus/Porto Velho

Dilma confirma Ponte em G.Mirim, mas nega gasoduto Manaus/Porto Velho

Senador RAUPP marcou a audiência com a Presidenta Dilma. Eu que pensei que seria uma audiência entre nós mesmos. Não! Vários Ministros: Fernando Hadad

Senador Raupp defende construção de gasoduto

Senador Raupp defende construção de gasoduto

Em pronunciamento ontem, terça-feira (19), o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) defendeu investimentos em infraestrutura como forma de evitar o desperdíci

Sindicatos contra o aumento das passagens

Em Cochabamba, os sindicatos são contra o aumento das tarifas, da mesma forma, a Central Operária, que anunciou total rejeição ao aumento da tarifa do

Desperdício de gás natural caiu 33,7%,segundo ANP

  Rio de Janeiro – A queima de gás natural nas plataformas de extração em outubro foi 33,7% menor do a registrada em outubro do ano passado, segundo i