Porto Velho (RO) segunda-feira, 6 de abril de 2020
×
Gente de Opinião

Gás

Jesualdo volta defender gasoduto Urucu-Porto Velho


O deputado Jesualdo Pires (PSB), na sessão plenária da tarde desta terça-feira (06.11), voltou a defender a canalização do gás natural de Urucu, no Amazonas até Porto Velho, em Rondônia. “Além de motivar o progresso, contribuirá bastante para com o Brasil na geração de energia e emprego”, comentou, ao observar que “o presidente Lula da Silva, devido a crise no abastecimento de gás nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso terá que ir ao presidente da Bolívia, Evo Morales, com pires nas mãos em busca de uma solução em favor do Brasil”.
Em tom de revolta, Jesualdo Pires indagou: “Cadê o gás de Urucu para Porto Velho? Não sei a razão de o Governo Federal estar desprezando esse projeto, proposta que até bem pouco tempo era viável. Veja que a Petrobrás já está pensando até em trazer para o Brasil o gás natural da Venezuela. Vamos depender agora do ditador Hugo Chaves? Não podemos concordar com isso. Não poderemos ficar sempre na dependência dos outros países quando se tratar do abastecimento de gás natural, quando sabemos que no Brasil existe o produto que pode ser canalizado de Urucu para Porto Velho”.
O parlamentar do PSB não escondeu sua revolta com a forma como o Brasil está tratando a questão do gás. Disse que “somos dependentes da Bolívia e que é por isso que hoje Rio e São Paulo estão paralisados por conta do desabastecimento desse produto, que até bem pouco tempo vinha da Bolívia. Volto a frisar que o presidente Lula vai ter que pedir a Evo Morales, enquanto que o gasoduto de Urucu – Porto Velho é viável, mas que não interessa mais à Petrobrás”.
Na opinião de Jesualdo Pires, o Governo Federal está brincando com o povo de Rondônia e, principalmente, com o povo brasileiro, pois “vamos ficar dependentes de governos ditadores: Bolívia e Venezuela e do bom humor dos dois presidentes, já que se pensa em trazer o gás natural da Venezuela para o Brasil”. Ressaltou que a canalização do gás natural de Urucu a Porto Velho é de pouco mais de 500 quilômetros, enquanto que para trazer esse produto da Venezuela, a extensão é bem maior, já que terá que cortar vários Estados brasileiros.
O deputado Tiziu Jidalias (PMDB), em aparte, elogiou a atitude de Jesualdo e lembrou da audiência pública sobre o gasoduto realizada no mês passado pela Assembléia Legislativa. “Temos que lutar mesmo por essa causa, como lutamos anteriormente e vamos ganhar o complexo do rio madeira, com as usinas de São Antônio e Jirau. Portanto, temos que lutar pelo gás de urucu. É necessário para Rondônia e seu desenvolvimento”. E, por fim, Jesualdo Pires disse que o gás natural não serve apenas para gerar energia. “Serve para fabricação de fertilizantes e plásticos, além de substituir o consumo de óleo diesel. Temos que nos unir à bancada federal para lutar pelo progresso. O gasoduto é de fundamental importância para o Estado de Rondônia. Acredito que esteja faltando vontade política para se resolver a questão”.
O parlamentar, na ocasião, parabenizou o jornalista Nelson Castro por ele haver escrito artigo no qual defende a mídia da Assembléia Legislativa. “Esse profissional defendeu o povo rondoniense por não concordar com a classificação dada por outro profissional da imprensa de que tanto a publicidade quanto a própria Assembléia são ridículas.
OLHO
O parlamentar não escondeu sua revolta com a forma como o Brasil está tratando a questão do gás. Disse que “somos dependentes da Bolívia e que é por isso que hoje Rio e São Paulo estão paralisados...
Fonte - Carlos Neves - Decom

Mais Sobre Gás

Dilma confirma Ponte em G.Mirim, mas nega gasoduto Manaus/Porto Velho

Dilma confirma Ponte em G.Mirim, mas nega gasoduto Manaus/Porto Velho

Senador RAUPP marcou a audiência com a Presidenta Dilma. Eu que pensei que seria uma audiência entre nós mesmos. Não! Vários Ministros: Fernando Hadad

Senador Raupp defende construção de gasoduto

Senador Raupp defende construção de gasoduto

Em pronunciamento ontem, terça-feira (19), o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) defendeu investimentos em infraestrutura como forma de evitar o desperdíci

Sindicatos contra o aumento das passagens

Em Cochabamba, os sindicatos são contra o aumento das tarifas, da mesma forma, a Central Operária, que anunciou total rejeição ao aumento da tarifa do

Desperdício de gás natural caiu 33,7%,segundo ANP

  Rio de Janeiro – A queima de gás natural nas plataformas de extração em outubro foi 33,7% menor do a registrada em outubro do ano passado, segundo i