Porto Velho (RO) quinta-feira, 19 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Gás

Energia induz crescimento de RO: 60 mil novos postos de trabalho



Segundo parlamentares, hidrelétricas do rio Madeira e gasoduto Urucu-Porto Velho vão trazer desenvolvimento para o estado do Norte do país


Brasília - Os benefícios das usinas hidrelétricas do rio Madeira, em Porto Velho, vão abrir cerca de 60 mil postos de trabalho diretos e indiretos em Rondônia e devem dar nova dinâmica à economia local.

O governador de Rondônia, Ivo Cassol (sem partido), destacou a importância da construção das usinas. "As hidrelétricas são uma necessidade não só da região Norte, mas do Brasil. A energia produzida por meio do rio é importante para a qualidade de vida da população, além de ser um potencial renovável e não poluente", avaliou.

O deputado federal Eduardo Valverde (PT-RO) também ressaltou os benefícios da construção. "A obra já é considerada a quart a etapa do desenvolvimento econômico de Rondônia, depois da estrada de ferro Madeira-Mamoré, da extração da borracha e do garimpo", destacou o parlamentar.

Para Valverde, o estado de Rondônia não pode ser apenas um exportador de energia. "Temos que atrair mais indústrias para a região para consumir essa energia excedente do rio Madeira."

Algumas companhias já manifestaram interesse em ir para o estado, como a Votorantim Cimento, a Alston e a Bardella, além de fábricas de couro, mecânica e alimentação.

De acordo com o jornal Valor Online, Porto Velho se prepara para receber cerca de 150 mil imigrantes por conta das obras. Com o grande contingente de trabalhadores, os vencedores do leilão das usinas o grupo Odebrecht e Suez estão investindo cerca de R$ 20 milhões em qualificação de mão-de-obra.

O setor imobiliário é o mercado que sente mais reflexos do novo "boom" econômico com a construção do complexo energético do Madeira. O símbolo desse crescimento é a construção de dois shopping centers na capital: o Porto Velho Shopping e o Porto Madeira Shopping. Os empreendimentos terão praças de alimentação, restaurantes, salas de cinemas e até universidade.

Gás de Urucu

Além do otimismo com a construção das hidrelétricas, empresários, governo estadual e a bancada de parlamentares de Rondônia têm se mobilizado em prol da construção do gasoduto Urucu-Porto.

A sociedade local entende que o gasoduto trará fábricas de plásticos, cerâmicas e tintas, entre outras, que hoje não têm como se expandir por falta de gás nas regiões Sul e Sudeste.

O líder o PMDB no Senado, Valdir Raupp (RO), afirmou que a construção do duto é uma questão política, já que há viabilidade técnica e econômica. Para o deputado federal Moreira Mendes (PPS-RO), o país perdeu - e continua a perder - bilhões de metros cúbicos de gás por não distribuir o produto dos poços da Bacia de Urucu.

Moreira Mendes garantiu que a solução para esse desperdício é a construção do gasoduto Urucu-Porto Velho. "A obra possibilitará o aproveitamento do excedente desse combustível e o crescimento econômico para a região Norte", declarou.

A reserva de Urucu, localizada a 600 km de Manaus, fornecerá 10 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. O duto terá 523 km ligando a bacia petrolífera de Urucu a Porto Velho e vai produzir energia elétrica mais barata e menos poluente para os estados de Rondônia e Acre.

O gasoduto vai substituir o óleo diesel utilizado na região para geração de energia. Hoje 1,3 milhão de litros são transportados por dia por meio do Rio Madeira, com alto risco ambiental.

Fonte: ASCOM

Mais Sobre Gás

Dilma confirma Ponte em G.Mirim, mas nega gasoduto Manaus/Porto Velho

Dilma confirma Ponte em G.Mirim, mas nega gasoduto Manaus/Porto Velho

Senador RAUPP marcou a audiência com a Presidenta Dilma. Eu que pensei que seria uma audiência entre nós mesmos. Não! Vários Ministros: Fernando Hadad

Senador Raupp defende construção de gasoduto

Senador Raupp defende construção de gasoduto

Em pronunciamento ontem, terça-feira (19), o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) defendeu investimentos em infraestrutura como forma de evitar o desperdíci

Sindicatos contra o aumento das passagens

Em Cochabamba, os sindicatos são contra o aumento das tarifas, da mesma forma, a Central Operária, que anunciou total rejeição ao aumento da tarifa do

Desperdício de gás natural caiu 33,7%,segundo ANP

  Rio de Janeiro – A queima de gás natural nas plataformas de extração em outubro foi 33,7% menor do a registrada em outubro do ano passado, segundo i