Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Gás

Coari-Manaus terá R$ 2,4 bi do BNDES


O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou ontem financiamento de R$ 2,49 bilhões para a construção do gasoduto Coari-Manaus, que levará gás da província de Urucu à capital do Amazonas. Os recursos serão emprestados à Transportadora Urucu-Manaus (TUM), sociedade de propósito específico criada para operar o projeto. O gasoduto terá capacidade para transportar 5,5 milhões de metros cúbicos de gás por dia, com possibilidade de ampliação para até 10 milhões de acordo com o desenvolvimento do mercado.

Com início de operações previsto para o segundo semestre de 2008, o gasoduto terá impacto na conta de luz de todos os brasileiros, uma vez que o gás natural substituirá o óleo diesel usado atualmente em térmicas no Amazonas, que tem custo subsidiado pela Conta de Consumo de Combustíveis. Segundo nota distribuída pela Petrobras, o gás será utilizado inicialmente para a geração de energia, mas depois será destinado também aos setores industrial, comercial e residencial.

A estatal não participa da TUM, mas contratará a companhia para transportar o gás produzido em Urucu, com possibilidade de compra das instalações ao final do contrato. Urucu produz 9,5 milhões de metros cúbicos de gás por dia, mas, por falta de capacidade de transporte, apenas uma pequena parte é aproveitada na produção de gás liqüefeito de petróleo (GLP). O restante é reinjetado nos poços. O campo produz ainda 50 mil barris de petróleo de excelente qualidade por dia.

A responsável pelo projeto no BNDES, Priscila Branquinho das Dores, diz que o prazo do financiamento é de 12 anos, contados a partir do início das operações do gasoduto. Embora esteja sendo tocado desde o início da década, pelo menos, o projeto foi incluído no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) lançado em janeiro pelo governo federal. A obra enfrentou diversos percalços, como dificuldades no licenciamento e ações judiciais.

O gasoduto terá 383 quilômetros de extensão, além de ramais para atender sete municípios localizados ao longo do traçado. O projeto prevê ainda a construção de um duto de 279 quilômetros para transporte de GLP entre Urucu e Coari. Segundo o BNDES, o empreendimento deverá gerar mil empregos diretos e 35 mil indiretos durante a fase de instalação.

(Fonte: Jornal do Commercio/RJ/Nicola Pamplona/Da agência Estado)

 

Mais Sobre Gás

Dilma confirma Ponte em G.Mirim, mas nega gasoduto Manaus/Porto Velho

Dilma confirma Ponte em G.Mirim, mas nega gasoduto Manaus/Porto Velho

Senador RAUPP marcou a audiência com a Presidenta Dilma. Eu que pensei que seria uma audiência entre nós mesmos. Não! Vários Ministros: Fernando Hadad

Senador Raupp defende construção de gasoduto

Senador Raupp defende construção de gasoduto

Em pronunciamento ontem, terça-feira (19), o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) defendeu investimentos em infraestrutura como forma de evitar o desperdíci

Sindicatos contra o aumento das passagens

Em Cochabamba, os sindicatos são contra o aumento das tarifas, da mesma forma, a Central Operária, que anunciou total rejeição ao aumento da tarifa do

Desperdício de gás natural caiu 33,7%,segundo ANP

  Rio de Janeiro – A queima de gás natural nas plataformas de extração em outubro foi 33,7% menor do a registrada em outubro do ano passado, segundo i