Porto Velho (RO) terça-feira, 20 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Silvio Persivo

Lenha na Fogueira - Viaja Mais Servidor elogiado pelo trade de RO - Cia Beradera de Teatro apresenta Espetáculo IFÉ


Lenha na Fogueira - Viaja Mais Servidor  elogiado pelo trade de RO - Cia Beradera de Teatro  apresenta Espetáculo IFÉ - Gente de Opinião

Lenha na Fogueira


A turma do folclore não está pra brincadeira! Ontem publiquei os endereços dos ensaios de algumas juninas e também sugeri a direção da Federon que seguisse o exemplo da coordenação do Arraial Flor de Cacto e premiasse com dinheiro em espécie, os melhores do Flor do Maracujá.

*************

Não demorou muito e o presidente da Federon meu amigo Fernando Rocha postou o seguinte:

************

Em parte concordo como vc Sílvio na questão da Federon conseguir uma premiação, vamos conversar. O Regulamento dos Bois, é elaborado e aprovado pelos próprios presidentes de grupos de Bois, como presidente da Federon só tenho que acatar, agora se quiserem colocar todos esses quesitos não tenho nada contra, afinal a Federon somos todos nós.

**********

Meu amigo Fernando, não é bem assim não! A diretoria da Federon tem poderes para nomear uma Comissão para elaborar o Regulamento e mais, essa Comissão deve obedecer o que o Decreto de Criação da Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás do Arraial Flor do Maracujá que diz, que a Mostra, tem como objetivo fomentar, divulgar e preservar a cultura do estado de Rondônia em especial da Cidade de Porto Velho.

**********

E é claro que alguns diretores de grupos de Bois Bumbás, não querem que conste do Regulamento o quesito TOADA, pois preferem valorizar as toadas dos Bois de Parintins, a convocar nossos compositores a compor toadas falando do seu tema.

*********

No início o Regulamento dizia que pelo menos 70% das toadas deveriam ser inéditas.

*********

Depois, mudaram para apenas a TOADA que fosse inscrita para concorrer ao quesito MELHOR TOADA teria que ser inédita.

**********

E no ano passado, por uma artimanha de alguns dirigentes de bumbás, o quesito MELHOR TOADA (inédita) foi tirada do Regulamento.

**********

Agora vem o presidente da Federon dizer que o Regulamento dos Bois foi feito pelos dirigentes dos Bois. Isso não pode acontecer. O Regulamento tem que ser elaborado por uma Comissão nomeada pela direção da Federon, que até pode contar com pessoas ligadas aos Bois Bumbás mas, na maioria, deve ser integrada por pessoas de alto conhecimento da BRINCADEIRA DE BOI BUMBÁ e sua Cultura e principalmente, conhecer de Ponta Cabeça o Decreto do Governo do Estado de Rondônia que criou a Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás que acontece desde 1983 no Arraial Flor do Maracujá.

**********

Vou alertar os colegas da Federon: Caso, o Decreto de Criação do Flor do Maracujá não seja observado na elaboração do Regulamento das apresentações folclóricas deste ano de 2019, vamos protocolar Denuncia no Ministério Público.

**********

Nossas tradições precisam voltar a ser respeitadas. O Flor do Maracujá é uma festa cultural de Porto Velho e por isso, tem que preservar a cultura do nosso povo.

*********

Sobre a premiação o presidente Fernando Rocha escreve: É bom deixar mais claro essa premiação do Flor do Cacto de 15 mil, para não ser como no ano passado, que disseram que era uma premiação de 10 mil, mais no final não foi bem isso, porque foi tirado transporte, jurados tudo dos 10 mil, logo a premiação para os grupos não foi de 10 mil foi bem menos, o que deve ser feito e dito é se é 15 mil para os grupos, então transporte e jurados ou outras despesas, tem que ser de outra fonte. Só pra lembrar.

**********

Fernando Rocha prossegue: Vou sentar com a diretoria e ver a questão da premiação, pela Federon. Vale salientar que os recursos arrecadados das barracas, é para o custeio do evento em geral e manutenção da entidade durante o ano todo que só de energia se paga um absurdo. Agora se conseguirmos um patrocínio e se a maioria deliberar que seja feito premiação sem problema.

*********

Para encerrar. A quadrilha Rosas de Ouro ensaia na quadra esportiva Padre Mário a rua Campos Sales perto do Salve Jorge.


Cia Beradera de Teatro apresenta Espetáculo IFÉ


O espetáculo ÍFÈ, da Companhia Beradera de Teatro, estreia neste sábado (23), às 20h, em Porto Velho e tem como inspiração a história de importante figura religiosa de Porto Velho: uma mãe de santo cujo terreiro ficava entre os bairros Areal e Tucumanzal, região central da cidade, e era frequentado por políticos como Jerônimo Santana, primeiro governador eleito de Rondônia, e outros personagens importantes. O espetáculo tem 60 minutos e a classificação etária é de 14 anos.

A peça é resultado de um trabalho de investigação histórica de pelo menos dois anos, realizado por integrantes do Grupo de Estudos e Pesquisas Interdisciplinares Afro-amazônicos (GEPIAA) da Universidade Federal de Rondônia, entre eles o dramaturgo e diretor da montagem, Raoní Amaral. “Quando cheguei lá, me apaixonei pelo terreiro, me apaixonei pela história, e acabou se tornando a temática do meu TCC”.

O Trabalho de Conclusão de Curso foi adaptado a linguagem do teatro e contemplado com o Prêmio de Teatro Jango Rodrigues 2017, do Governo de Rondônia.

Raoní explica que nesse processo de pesquisa, uma característica comum observada nos terreiros visitados era a acolhida e a relação com comunidade do entorno pelos membros e pais e mães de santo, especialmente os trabalhos de caridade. “Essas histórias se repetiam, então decidimos retratar esse ambiente, essas características, e homenagear todas essas líderes religiosas”, explica o diretor.

Na peça, Andressa Silva, Diego Augusto e Júnior Brum dão vida a uma filha de santo, um estudante universitário e um quilombola, que serão responsáveis por apresentar a figura religiosa histórica ao público e envolvê-lo num espetáculo de cheiros, sensações e movimentos, percorrendo os quartos do antigo Hotel Pousada da Sete, num cenário composto por elementos característicos ao universo das religiões de matrizes africanas.

Além de uma homenagem a essas figuras, a montagem busca uma reflexão quanto ao preconceito e combate à intolerância religiosa. “Infelizmente o senso comum faz com que no dia a dia tratemos determinados elementos e costumes como algo ruim, falamos de macumba de forma pejorativa, por exemplo. Então a ideia é envolver o público no cenário afro religioso e desmistificar alguns desses conceitos pré estabelecidos”, finaliza Raoní.

As sessões de ÌFÉ seguem até o dia 7 de abril, sempre aos sábados e domingos, com limite de 21 pessoas por sessão. As senhas serão distribuídas gratuitamente uma hora antes de cada apresentação no local. O antigo Hotel Pousada da Sete está localizado ao lado da loja Zeta, na avenida 7 de setembro, próximo a Campus Sales.

FICHA TÉCNICA

Direção e Dramaturgia: Raoní Amaral.

Dramaturgia dos Quartos: Andressa Silva, Diego Augusto e Junior Brum.

Elenco: Andressa Silva, Diego Augusto e Júnior Brum.

Figurinista: Selma Pavanelli.

Costureira: Rita Magna.

Cenografia: Ismael Neves.

Trilha Sonora: Tanison Passos e Raoní Amaral.

Dramaturgia da Luz: Raoní Amaral.

Fotografia e Filmagem: Luana Lopes e Anne Salles.

Produção: Matheus Amorim e Raoní Amaral e Tanison Passos.


Viaja Mais Servidor elogiado pelo trade de RO

Durante o Encontro de Prefeitos, Secretários e Empresas do Trade Turístico de Rondônia, que aconteceu nos dias 13 e 14 em Ouro Preto D’Oeste, um dos programas que faz parte das metas da Superintendência Estadual de Turismo – SETUR para ser implantado no segundo semestre deste ano “Viaja Mais Servidor” foi muito bem recebido pelo trade de Rondônia

O programa Viaja Mais Servidor vai ser o carro-chefe da Setur. “Nós equipe técnica de turismo vislumbramos, que se fomentarmos o turismo interno, economicamente o estado de Rondônia só tem a ganhar”. Hoje as agências de turismo vendem os outros estados, nossos hotéis estão com capacidade máxima de 40% quando muito 60%, ou seja, tem quartos ociosos, nossas empresas de transporte de turismo estão paradas, não estão tendo roteiros, a não ser na época de férias, nossas empresas de locação de veículos também estão atendendo apenas contratos, apesar de terem um potencial enorme para o turista interno, que pode muito bem deixar seu carro em casa e alugar um carro pra fazer um roteiro. “Queremos amarrar essa cadeia, vamos negociar valores de 20 a 40% com todos esses parceiros e tentar montar pacotes, pra que a gente possa oferecer aos servidores dentro do Programa Viaja Mais Servidor. Esse programa será um laboratório, dando certo, a gente estende pro Legislativo, Judiciário, daqui a dois anos temos como mensurá-lo atendendo também quem não é servidor e aí será outro programa paralelo: “Viaja Mais Rondônia”.

A equipe técnica da Setur nesse primeiro semestre, vai consultar a PGE, sentar com todas as entidades de classe escutar o lado deles. “Vamos montar um negócio bem amarrado para termos segurança, para no segundo semestre, poder fazer o lançamento oficial do Programa” disse Saulo.

Rondônia tem tudo. Vamos promover o nosso estado começando pela nossa própria população. Conheça o seu estado, visite os inúmeros pontos de atração turística e seja junto conosco um incentivador do desenvolvimento do turismo em Rondônia”, finalizou o superintendente da Setur Gilvan Pereira.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Persivo

Os danos da insegurança jurídica

Os danos da insegurança jurídica

No começo do ano o novo ministro da Economia, Paulo Guedes, andou apontando caminhos que poderiam mudar muito o País. Em primeiro lugar, disse que a

Arraial Flor do Maracujá  Terá comissão mista - João Távora o pioneiro fundador de  Avorada d”Oeste

Arraial Flor do Maracujá Terá comissão mista - João Távora o pioneiro fundador de Avorada d”Oeste

Lenha na Fogueira  Tudo indica que a ‘pendenga’ entre Sejucel e Federon foi resolvida positivamente durante a audiência pública proposta pelo deputad

VIVA A POESIA

VIVA A POESIA

O sono é meu antidoto contra muitos males

IDÉIAS USADAS POR LOJAS E OS NEGÓCIOS DE SUCESSO

IDÉIAS USADAS POR LOJAS E OS NEGÓCIOS DE SUCESSO

O varejo, em qualquer lugar do mundo, está se tornando muito mais competitivo