Porto Velho (RO) quinta-feira, 23 de janeiro de 2020
×
Gente de Opinião

Silvio Persivo

Antologia 2017 da Acler foi lançada com sucesso


 

Numa noite que contou com uma grande presença de público, aliás, a nata da sociedade portovelhense, com destaque para o presidente do Tribunal de Contas do Estado de Rondônia, Edilson de Sousa Silva, o jornalista Euro Tourinho e a ex-reitora da UNIR, Berenice Alho Tourinho, foi lançado no último dia 20 de abril (sexta-feira), na sede da Associação do Ministério Público de Rondônia (AMPRO), na rua Itália, 2263 – Bairro Pedrinhas, a Antologia 2017 da Academia Rondoniense de Letras – ACLER, de contos, crônicas, poesias e histórias diversas dos imortais que dela participam.  O livro reúne textos de escritores, membros da Academia de Letras de Rondônia e já conhecidos do leitor, como Yedda Borzacov, Abnael Machado de Lima, Paulo Saldanha, Viriato Moura, Dante Ribeiro da Fonseca, Samuel Castiel e José Dettoni. Também participam os acadêmicos Adaídes (Dadá) Batista dos Santos, Sandra Castiel, Arlene Gorayeb, Pedro Albino, Átila Ibáñez França, Zelite Alves Carneiro, Paulo Sérgio, Carminda Santos, Lúcio Albuquerque, Chico Chagoso, José Monteiro, Gecilda Maria, João Correia, Gerino Alves da Silva Filho, Homero Scheidt e Gesson Magalhães. Com prefácio do também escritor, Silvio Persivo, que destacou a pluralidade de temas e estilos: “A Antologia reuniu textos de 23(vinte e três) escritores, que, além dos estilos diferentes, escreveram contos, crônicas, poesias e histórias diversificadas, de forma que a reunião deles, embora sob o guarda-chuva comum de nossa cultura, apresentam uma variedade de temas, de visões, de modos de ver e contar, que, se de um lado, nos encanta, por outro, torna extremamente complicado falar deles no coletivo. Na verdade, o coletivo deles, o livro, é um verdadeiro caleidoscópio, que nos faz girar por céus, mares e abismos de imaginação. E, contudo, neles há pouco realismo mágico. Existe muito mais o cotidiano transformado em história, em singularidades e em poesia”.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Silvio Persivo

Arte para quê?

Arte para quê?

A questão do que é a arte e da beleza da arte tem sido um tema sempre permanente nas discussões intelectuais.

REVEILLON: comemoração será multimusical + Lenha na Fogueria

REVEILLON: comemoração será multimusical + Lenha na Fogueria

Lenha na FogueiraNo apagar das luzes ou como se diz no jargão futebolístico, nos acréscimos, a polêmica entre a Sejucel (leia-se, superintendente Jobs

MAKTUB

MAKTUB

Este time do Flamengo é um grande time?

As mudanças no mundo do trabalho reclamam novas formas de pensar

As mudanças no mundo do trabalho reclamam novas formas de pensar

Leio no jornal português “O Público” que uma pesquisa do Instituto Nacional de Estatística (INE) revela que as empresas portuguesas contatam mais fr