Porto Velho (RO) segunda-feira, 20 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Léo Ladeia

POLÍTICA & MURUPI 21/03


POLÍTICA & MURUPI

 

Frase do dia

 

"Só no Brasil, e neste governo, um ministro assume tendo de dizer, logo em sua primeira entrevista, que é inocente". - Pedro Simon do PMDB sobre Balbinoti do PMDB que deu o pinote

 

 

Pauta Política de 01 a 10

 

01-CIDADANIA – Direitos do consumidor:

Consumidor consciente reclama de preços altos, de juros embutidos, de preços trocados, de falta d’água, de conta de energia e de telefone. O bom consumidor consegue com suas reclamações que a saúde funcione, que a escola melhore e que a segurança não seja só um desfile de carros. O bom consumidor não aceita passivamente. O ato de reclamar pode parecer estranho mas você se acostuma e mais pessoas passam a ter esse comportamento cidadão. Quem reclama não é mau humorado. É apenas cidadão consciente.

 

02-Preparando o bote:

Dublê de deputado federal e apresentador, Garçom ensaiou o pulo do gato no seu programa de TV. Ao comparar Porto Velho com Rio Branco, o deputado Garçon tenta tomar a bandeira do colega Valverde e seu movimento pró-Rondônia com uma jogada bem simples: O apresentador Garçon levanta a bola, alguém chuta e o deputado Garçon marca o ponto. Para dar certo basta que o adversário não ataque, não se defenda e que o grande juiz que é o eleitor de Porto Velho valide o ponto. Mas treino não jogo, Porto Velho não fica no Acre e política não é tão simples assi

 

03-Porto Velho e seus amantes:

A união dos políticos de Rondônia tem a velha cara. O grupo “Unidos do Cassol” que cada vez aumenta mais e o que sobra do grupo “sou do contra”. A moda é aderir e poder largar na frente na disputa para prefeito da capital. E com apoio do Cassol, um lulista de nascença.  Com a grana vem por aí, Porto Velho será “amada, idolatrada, salve, salve” por todos. Beiradeiros de araque já estão por aí trocando chibé por xibiu e achando que jatuarana é um tipo de madeira. Mas acorda Porto Velho. Todos sabem pra onde vão mandar o dinheiro que ganharem aqui. Lá vem o golpe

 

04-Esse estranho pais chamado Brasil:

Ora, o homem não serve para ser Ministro da Agricultura, por estar segundo informações, todo enrolado com a justiça. Qual justiça, pergunto. Aquela mesma justiça que permitiu que o Odílio Balbinotti participasse de uma eleição, fosse diplomado e tomasse assento no parlamento? Ora quem é mais no Brasil: um ministro que pode ser demitido a qualquer momento ou um deputado federal, representante do povo, eleito pelo voto direto e que só pode perder o mandato se os seus pares quiserem? E onde estavam os arapongas da Abin? Que justiça é essa? Que país é esse? 

 

05-A moto puxando o ônibus:

O senador Expedito Júnior trouxe à tona a discussão sobre a aposentadoria do mototaxista após 25 anos de serviço. Mas, como perguntar não ofende, lá vai: Porque 25 anos? Porque a profissão é perigosa? Se é perigosa pode ser ofertada ao público? Não sendo serviço público como dar a concessão? Se não é regulamentada pode ser considerada como profissão? Se não é profissão, como falar em aposentadoria? Bem, como sugerir também não ofende, lá vai: Que tal desonerar o custo do transporte coletivo para aumentar a oferta, melhorar o serviço e reduzir a passagem?

 

06-Chega de trololó:

O ministro da Justiça, Tarso Genro disse que vai reorganizar o desativado Gabinete Nacional de Segurança Pública como primeiro ato no cargo. Tradução: Vai chamar a turma pra conversar. Ora se bem me lembro, até o ministro sabe o que deve fazer. Rigor contra o crime, apoiar os estados, liberar a verba na hora certa, não fazer da PF polícia política, ser ministro e não militante. Antes que me esqueça. O bom exemplo conta muito e o ministro pode começar invertendo a prioridade, e começando pelo alicerce. Quem ganha a vida na conversa é locutor de rádio.

 

07-À Marta o que é de Marta:

Marta Suplicy vai para o Ministério do Turismo com as sandálias da humildade. Primeiro entra, vê o espaço e o que pode fazer para deixar a sua marca no governo e como todos que começam uma nova tarefa, acha que há muito por fazer no setor. Marta tem sorte. A Infraero não vai junto com o Turismo como queria o ex-ministro Mares Guia, o que já um grande negócio. Problemas mesmo só em abrir espaços colocando-se como alternativa viável para substituir Lula em 2010, administrar a fungação do Zé Dirceu e manter-se longe da Argentina.

 

08-Procura-se um playground:

Na saúde, se você brincar, é morte, na educação, é analfabeto, disse Lula ao justificar a a ida do médico Temporão para a Saúde e a permanência do Ministro Haddad na Educação. Fiquei feliz em saber que o presidente não brinca nessas duas áreas, mas gostaria de saber onde é que ele brinca. Na sanidade animal com a febre aftosa, no comercio internacional com a invasão dos chineses, na segurança pública com a tal Força Nacional, no BC com os juros ou com esse novo brinquedo chamado PAC. Ou será apenas o jogo de esconde-esconde da reforma ministerial?

 

09-Pegando carona:

Juro que a idéia não é minha. Copiei da turma do Sarney que quer dividir o Maranhão em dois. É o seguinte: proponho a divisão do Estado de Rondônia criando-se o Estado de Rondônia do Norte limitado ao sul pelo Rio Preto. Ou seja: de Candeias até Vilhena Rondônia do Sul. Do lado de cá Rondônia do Norte até Extrema, capital Porto Velho, com suas usinas, shoppings, portos, gasoduto, aeroporto, e grana da largura da boca. Pela nova constituição somente os naturais do estado podem ser candidatos a cargos públicos e de imediato são reconhecidos como naturais todos os eleitores listados em janeiro de 2007. Quem sabe Porto Velho tira o pé da lama.

 

10-Enquanto isso na roça do Planalto:

A colheita no Planalto está complicada. A primeira safra de pepino do Ministério da Agricultura não foi boa pois o pepino já nasceu estragado. Sem Balbinotti, a indicação é Moka um outro pepino indigesto para o PT e ONGs. Mas pelo menos existem nomes. Pior acontece na área do Desenvolvimento. A bananeira que deu Furlan não dá outro cacho e o Furlan deu uma banana para a política. Resumindo a semana está um abacaxi de caroço.

 

leoladeia@hotmail.com

 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Léo Ladeia

Coluna do Leo Ladeia

Coluna do Leo Ladeia

  FRASE DE HOJE: "O juiz não pode perder a capacidade de julgar, para condenar ou absolver".– Ministro Teori Zavascki. 01-Driblando a crise Os mercadi

Coluna do Leo Ladeia

Coluna do Leo Ladeia

 FRASE DE HOJE: "Está em jogo é populismo. O tipo de discurso que chega agora dos Estados Unidos encoraja o populismo e até o extremismo".– François H

Coluna do Leo Ladeia

Coluna do Leo Ladeia

  FRASE DE HOJE: "A Lava-Jato tem gerado expectativas e uma onda de  consequências. O Tribunal está desafiado a dar uma solução que  ultrapasse qualqu

Não basta dizer que é vereador. É preciso ler, se envolver no processo, dominar o tema e atentar para o que assina - Por Léo Ladeia

Não basta dizer que é vereador. É preciso ler, se envolver no processo, dominar o tema e atentar para o que assina - Por Léo Ladeia

Coluna do Leo Ladeia FRASE DE HOJE: "Se cuidem, porque se eu voltar para ser candidato a presidente da República é para fazer mais do que fizemos"– Lu