Porto Velho (RO) sábado, 16 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Léo Ladeia

Política & Murupi 18/03/15



 

Frase:

“Atitude de humildade é que você só pode abrir diálogo com quem quer diálogo. Porque quem não quer abrir diálogo com você, você não tem como abrir diálogo"– Dilma Roussef explicando o que é diálogo.
 

1-365 dias de Lavajato.

Até aqui já são 350 mandados de prisões preventivas ou temporárias, busca, apreensão, várias horas de escuta, investigação, depoimentos inclusive com delações premiadas, citação de 22 deputados federais, 13 senadores, 12 ex-deputados, uma ex-governadora, as digitais de cinco partidos: PTB, PMDB, PT, PP e PSDB. Tudo ocorrendo com a força de um terremoto político contínuo, sem espaço para reparar os estragos que continuam acontecendo a cada dia. E, para o bem ou o mal, o fim está distante.

2-Morrendo pela boca

Política & Murupi 18/03/15 - Gente de Opinião

Não deixa de ser estranho o destino do ministro Cid Gomes. Seguindo as pegadas de Lula que em 1993 afirmou que no Congresso existiam 300 picaretas, o coitado do Cid Gomes corrigiu o número, mudou o adjetivo e ajustou a mira: são 300 a 400 achacadores na Câmara dos Deputados. Lula, o língua presa, ganhou uma música por ter coragem de eviscerar o Congresso. Cid Gomes, o língua solta, deve perder o cargo e sem honra. Chamado às falas pela Câmara El Cid se escafedeu prum leito hospitalar, mas hoje apareceu e... melhor seria se não tivesse ido. Explicou, tremeu, pediu desculpas, babou e... foi ridículo.

3- Impeachment: ou palavra estranha.

Três partidos de oposição - PSDB, DEM e SD - decidiram emprestar apoio a um requerimento feito pelo PPS para que o STF investigue a presidente Dilma por suposta participação no petrolão. Detalhe: isso não é pedido de impeachment, mas tão somente um pedido de investigação. O pedido já havia sido apresentado na sexta-feira. "A ação não é mais do PPS, mas de toda a oposição", diz o deputado Raul Jungmann do PPS-PE. O pedido foi embasado num depoimento de Youssef que disse que a presidente Dilma, à época ministra da Casa Civil, sabia das irregularidades. Possibilidade do pedido prosperar: zero!

4-A tacada do PMDB

Depois de se aliar com qualquer inquilino do Palácio do Planalto em prol da tal governabilidade, o PMDB ousa. Para apoiar e defender Dilma só com mais ministérios, menos PT e ter um “grilo falante”, espécie de consciência presidencial enfiado no G6, o núcleo duro. Ou vira dono do governo ou fica como está: independente mantendo o bônus com boa parte dos ministérios, mas sem obrigação de carregar a frágil Dilma além de atuar como “picador” aquele mata o touro ferido antes pelo toureiro. Lula 2018? Por ora nem pensar. Mas não significa querer um presidente do partido. O melhor é ser sempre amigo do rei.    

5-13%

A presidente de todos nós anda numa maré de descrédito tão grande que uma simples pesquisa é mote para piada. Segundo o Datafolha, Dilma é aprovada coincidentemente por apenas 13% dos brasileiros. O resultado é a mais alta taxa de reprovação de um presidente da República desde setembro de 1992, à época do impeachment de Fernando Collor. Para sua sorte, a oposição partidária ao seu governo é feita pelos indecisos tucanos e pelos vorazes peemedebistas. Há um cheiro de reforma ministerial no ar. 13%!

6-9%

Pior que Dilma está o Congresso chafurdando em 9% de aprovação apesar da gritaria do presidente da Câmara dos Deputados, o Cunha e do presidente do Senado, o Renan. Com tal reprovação o Congresso que é visto pelo povo como “a classe política” não vê outro caminho a não ser jogar a crise para a Dilma. Daí a tacada de que falei e que de ousada tem pouco. É mais uma questão de sobrevivência.  

7-Se gritar pega ladrão...

Dilma entregou ao Congresso Nacional um pacote de medidas anticorrupção numa cerimônia simbólica no Palácio do Planalto, onde estranhamente não estavam presentes Mr. Cunha presidente da Câmara e Mr. Calheiros presidente do Senado. Verdadeira colcha de retalhos, o pacote reúne projetos elaborados pelo Executivo que já tramitam no Legislativo, ou seja, não traz nada de novo às suas excelências, salvo o fato de que serão eles mesmos, membros da ”tchurma do querumeu”, os mais afetados pelo pacote. 

8-...não fica um mermão!

O pacote tem cinco pontos que formam uma espécie de cerca elétrica com arame farpado no governo e Congresso. O caixa 2 (Márcio Tomaz Bastos se virou na tumba) é crime. Ficha Limpa para todos os cargos de confiança no âmbito federal (isso dá reforma ministerial imediata), alienação antecipada dos bens apreendidos após atos de corrupção para evitar que não sejam usados por agentes públicos ou possam ser vendidos por meio de leilão, responsabilização criminal de agentes públicos que não comprovarem a obtenção de bens e confisco de bens dos servidores públicos com enriquecimento incompatível com os ganhos. Pode juntar todo mundo em Brasília, fechar a cerca, trancar a porta e jogar a chave fora. Gostei!

9-Troca-troca no MP

O Procurador de Justiça Airton Pedro Marin Filho nomeado hoje pelo Governador Confúcio Moura para o cargo de Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado de Rondônia biênio 2015/2017. Como é do seu feitio, Dr Airton foi econômico nas palavras ao comemorar a vitória: “Estaremos sempre juntos nessa caminhada, uma vez que a unidade institucional assim nos impõe, e o compromisso social que temos é bem maior do que nossa individualidade”. A posse vai ocorrer em maio próximo. Boa sorte!

10-Um coió se entregando

Se o coió estivesse nesse rolo pedia pra ser investigado. E Dilma? Ela já disse que se alguém deve alguma coisa no roubo da Petrobras “deverá pagar”, ou seja, defende a investigação e que todos os culpados paguem. Logo, como o coiozão aqui ela se inclui. O TCU vai investigar o Conselho da Petrobrás... Vixi!   

[email protected]

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Léo Ladeia

Política & Murupi - Quando o patrão manda abrir a porteira é porque a boiada foi vendida e o dono já é outro

Política & Murupi - Quando o patrão manda abrir a porteira é porque a boiada foi vendida e o dono já é outro

Recomendo vigorosamente àqueles que gostam das entranhas da vida partidária a leitura do livro “COMO MORREM AS DEMOCRACIAS”, um mergulho profundo no

Política & Murupi - Não, o Brasil do pobre faminto não é uma invenção da pandemia e não nasceu hoje

Política & Murupi - Não, o Brasil do pobre faminto não é uma invenção da pandemia e não nasceu hoje

As reportagens sobre pessoas em busca de restos de comida no lixo ou comprando ossos estão proliferando pelas TVS e redes de internet como algo novo

Política & Murupi - Quando tentei entender como funciona o “face”

Política & Murupi - Quando tentei entender como funciona o “face”

Começo com a frase muito difundida no mundo cibernético: se você acha que é um cliente que recebe um produto de graça via internet, acredite: você é

Política & Murupi - O setor da construção civil fechou maio com 2,43 milhões de trabalhadores com carteira assinada

Política & Murupi - O setor da construção civil fechou maio com 2,43 milhões de trabalhadores com carteira assinada

Disse o presidente da poderosa CBIC-Câmara Brasileira da Construção Civil que o setor está operando “como se fosse uma Ferrari andando com o freio d