Porto Velho (RO) segunda-feira, 18 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Léo Ladeia

Pimenta & Murupi 02/05/15


Frase de hoje:

"O que me assusta profundamente é o medo que a elite brasileira tem que eu volte à Presidência da República. É um medo inexplicável porque nunca eles ganharam tanto dinheiro na vida como no meu governo, nem empresários, nem banqueiros. E os trabalhadores também” - Lula

1-Imoralidade restaurada

A votação foi apertada – 3 votos dos cidadãos Zavascki, Tofoli e Mendes contra 2 votos do decano do STF,  cidadão Celso Mello e da cidadã Carmem Lúcia de quem registrei um detalhe no voto simples e direto: “Testemunhas ainda podem ser reinquiridas. Como não existe mulher quase grávida, não existe instrução quase acabada. Quando finalizar a instrução, esse quadro pode mudar.” Bem, prego batido, ponta virada e 9 cidadãos de uma classe especial que estavam presos por ordem do cidadão de primeira classe, Sergio Moro, voltaram para suas casas. Mas o duro mesmo foi ter de engolir a pílula dourada. Bad devil pill.    

2-Como dourar pílulas

 “A sociedade tem justificadas e sobradas razões para se indignar” e “esperar uma adequada resposta do Estado no sentido de identificar e punir os responsáveis. A sociedade saberá também compreender que a credibilidade das instituições, especialmente do Poder Judiciário, somente se fortalecerá na exata medida em que for capaz de manter o regime de estrito cumprimento da lei, seja na apuração e no julgamento desses graves delitos, seja na preservação dos princípios constitucionais da presunção de inocência, do direito a ampla defesa e do devido processo legal.” Não entendi porque o “Poder Judiciário, somente se fortalecerá...”. O Poder Judiciário só deixará de ser forte por ações vacilantes. Como esta em pauta.

3-O projeto

As conversas sobre soluções que estariam a todo vapor para livrar a cara da súcia da petrorrapinagem começaram logo que as primeiras prisões ocorreram. Ao pintarem as primeiras “delações espremiadas” o governo sentiu que o tal “ponto fora da curva” estava muito distante e o serviço de “cerca lourenço” foi posto para dar cara de normalidade a algo anormal reaproximando o tal ponto da curva. Foram coisas do arco da velha e outras negociadas, referendadas e saídas da caneta da própria. Os pilantras sairiam como de fato ocorreu e, como sabe até o solitário índio da tribo de Onan, antes que mais delações ocorressem.   

4-Batuque na cozinha

Mais tradicional que feijoada no sábado e churrasco no domingo é a palavra oficial do inquilino do palácio no dia do trabalho. Mas, sabiam até os agourentos urutaus, que a presidente iria ter um dia com a família, fazendo comidinha nas suas – desculpaê galera – panelas, ficando assim impedida de falar ao povo, como manda o figurino. Sem ela, entre o surpreendente Renan e o previsível Temer – que anda mais arisco que cachorro em queima de fogos depois da vaia em Ribeirão Preto – deu Renan que desajustou o ajuste da Dilma. Mas o povão tava ali de prontidão: olho na TV, panela na mão e qualquer coisa pam, pam, pam!

5-Deu pra ti, baixo astral...

Politicamente isolada, desprestigiada até entre os seus aliados, credibilidade e popularidade “na chon”, a presidente Dilma juntou-se à família para curtir o feriado. Poderia ter ficado em Brasília, mas deve lido o Pessoa – “navegar é preciso” –, ouvido Kleiton & Kleidir – “vou pra Porto Alegre, tchau” e por conhecer a esperteza das sucuris que fogem do apuro, submergiu durante o feriado. Para não ficar totalmente muda, postou vídeos na internet e pt. saudações! O bolsa família não pôs todo mundo nas redes sociais? Então...

6-Sociofobia I

Bater na Dilma é fácil como tirar doce de criança, dizem. Isso é parte da verdade. A outra parte é que toda classe política vive situação análoga. Independente de serem eleitos ou de ocuparem cargos em qualquer dos três poderes, estão confusos, perdidos, assustados, despreparados, desacreditados e agindo como o naufrago que no afã de salvar-se pode afogar o salvador. Dilma, Lula, Renan, Cunha, Aécio, FHC, ninguém está imune à vaia ou panelaço, até por serem merecedores. Encagaçados usam a imprensa camarada, o semi-anonimato da web, ou a bravata chula, aplaudida por bajuladores. Sobrou o palanque virtual.

7- Sociofobia II

Se correr o bicho pega e se ficar... Na mais importante e mais tradicional feira agropecuária, a Expozebu de Uberaba, figuras importantes não picotarão o cartão. Pena. Dilma não vai e tem tudo a ver: mineira, é do ramo e sabe que vaca não tosse, mas pode ir pro brejo. Temer não vai. Por que virar arroz de festa? Dia desses já foi a Ribeirão Preto. A ministra da Agricultura Kátia Abreu não vai. Boi é uma coisa, capim é outra, misturar pra que? Lula não vai é claro. Palestra pra boi? Eduardo Cunha vai e leva álcool e isqueiro. Álcool pra apagar incêndio. O isqueiro é por pura precaução. Vai que esqueçam a caixa de fósforos uai!  

    

8-Rodoviária na Estrada do Belmont!

Soube só de ouvir dizer, que o governador Confúcio está buscando sugestões para ver onde vai construir a nova rodoviária e teria sugerido até locais. Matutava explorando meus dois gênios cerebrais quando Tico acordou dizendo que havia sonhado com a Estrada do Belmont. Bingo! Do limão, a limonada pensei.  Só pode ser lá no Belmont, no buraco vazio que vai ficar quando a Termelétrica for para a Bolívia. Uma mão lava outra e as duas lavam a cara: rodoviária nova, estrada do Belmont nova e ganhos extras, já que no futuro teremos linhas de ônibus para Manaus, Humaitá, Venezuela... Só falta ouvir a opinião do Teco. 

9-Se gritar pega ladrão...

A-PF investiga se há ligação entre recursos trazidos de Angola pela empresa Pólis Propaganda e Marketing de João Santana, marqueteiro do PT e a campanha de Haddad. B- Lula é alvo de investigação do MPF por tráfico internacional de influência. C-O ministro Dias Tofolli autorizou que o ministro das Cidades, Gilberto Kassab seja investigado num caso antigo: fraude em inspeção veicular. D-O juiz Sergio Moro – agora é ele e não a PF – vai ouvir 5 dos 9 portadores de tornozeleiras de griffe que foram pra casa semana passada.  

10-Tudo igual, mas bem diferente

A comparação – não sei quem a fez – é interessante. Beto Richa, o governador do Paraná tem os mesmos problemas de Dilma Roussef, mas tem a PM a seu lado e aí, desce o pau no lombo dos professores.

                 

[email protected]

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Léo Ladeia

Política & Murupi - Quando o patrão manda abrir a porteira é porque a boiada foi vendida e o dono já é outro

Política & Murupi - Quando o patrão manda abrir a porteira é porque a boiada foi vendida e o dono já é outro

Recomendo vigorosamente àqueles que gostam das entranhas da vida partidária a leitura do livro “COMO MORREM AS DEMOCRACIAS”, um mergulho profundo no

Política & Murupi - Não, o Brasil do pobre faminto não é uma invenção da pandemia e não nasceu hoje

Política & Murupi - Não, o Brasil do pobre faminto não é uma invenção da pandemia e não nasceu hoje

As reportagens sobre pessoas em busca de restos de comida no lixo ou comprando ossos estão proliferando pelas TVS e redes de internet como algo novo

Política & Murupi - Quando tentei entender como funciona o “face”

Política & Murupi - Quando tentei entender como funciona o “face”

Começo com a frase muito difundida no mundo cibernético: se você acha que é um cliente que recebe um produto de graça via internet, acredite: você é

Política & Murupi - O setor da construção civil fechou maio com 2,43 milhões de trabalhadores com carteira assinada

Política & Murupi - O setor da construção civil fechou maio com 2,43 milhões de trabalhadores com carteira assinada

Disse o presidente da poderosa CBIC-Câmara Brasileira da Construção Civil que o setor está operando “como se fosse uma Ferrari andando com o freio d