Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de setembro de 2021
×
Gente de Opinião

Léo Ladeia

Leo Ladeia comenta: Um ministro pra lá de jeitoso . . .


 


 

FRASE DE HOJE:

Leo Ladeia comenta: Um ministro pra lá de jeitoso . . .  - Gente de Opinião

"Os partidos são contados em mais de três dezenas. Já não são a mosca na sopa. Viraram a própria sopa.” – Jornalista Josias de Souza.   

01-BNDES: enfim um banco, banco?

O governo estuda mudar o cálculo da TJLP, taxa que corrige os empréstimos de longo. A ideia é que os juros do BNDES sigam as taxas do mercado alterando profundamente o crédito subsidiado. O estudo do qual participam BNDES, Banco Central e Ministério da Fazenda busca vincular a TJLP à taxa das NTN-Bs, títulos públicos atrelados à inflação. Depois de um período de transição a taxa do BNDES seria a mesma dos títulos do Tesouro. Assim a taxa dos títulos públicos tende a seguir os juros básicos, a Selic – hoje em 13,75% a.a. – que baliza os empréstimos no sistema financeiro. Para manter a TJLP em 7,5% – subsidiando o crédito – o BNDES utiliza os recursos do FAT, fundo formado pelas contribuições da folha de pessoal, ou de aportes do Tesouro. Uma baita mudança.
 

02-Um ministro pra lá de jeitoso

Leo Ladeia comenta: Um ministro pra lá de jeitoso . . .  - Gente de Opinião

O governo, a coisa amorfa, frouxa, indecente e corrupta mostrou que tem a cara desavergonhada e que atende pelo nome de Kassab do PSD, ministro de Comunicações do Michel, antes ministro das Cidades de Dilma e que tem uma equipe que o assessora comandada por André Borges, o dirigente da quebrada Oi e da Net, hoje Claro. Todos são ligados às empresas de telefonia que podem ganhar o tal presente de natal via doação de ativos públicos. A mutreta está no STF para que a ministra Carmem Lúcia decida sobre a suspensão do PLC 79/2016, que perdoa multas e dá às empresas quebradas um gorjeta “pelo excelente atendimento” de R$ 105 bilhões. À frente da luta está a senadora “cri-cri”, Vanessa Graziotin do PC do B. É bem aqui que o rabo torce a porca.

Everton Leoni denuncia: Kassab tá cumprindo ordens no escândalo das teles


 

03-Rapidez na mutreta

Gente de Opinião

O senador Roberto Requião expôs a mutreta do PLC 79/2016 que passou rápido e sem debate na  Câmara e Senado e assim torna-se difícil, mas não impossível a sanção. Além do fato da passagem meteórica na Câmara e Senado, há prejuízo evidente ao regimento. “Normalmente, a matéria chega, vai às comissões determinadas. Nesse caso, essa matéria deveria ir à Comissão de Ciência e Tecnologia, à Comissão de Assuntos Econômicas e à de Constituição e Justiça. O que eles fizeram? Mandaram para uma única comissão, uma comissão especial. Eu não faço parte dessa comissão, sequer fiquei sabendo dessa matéria tramitando na comissão e embora acompanhe tudo, a gente prioriza as discussões das comissões das quais a gente participa. Mas nem o prazo de tramitação na comissão eles cumpriram”, diz Graziotin. A grita é grande e a diligente Vanessa está correta.  

 

04-Rapidez no contra ataque

A agilidade da senadora Vanessa Graziotin e dos senadores de oposição ao presidente Michel Temer surtiu o efeito necessário e a presidente do STF, Cármen Lúcia barrou a correria ao ordenar que o Senado explique a tramitação do PLC 79/2016 que altera a Lei Geral de Telecomunicações em 10 dias, oficiando a advogada-geral da União Grace Maria Fernandes Mendonça e o Renan Calheiros presidente do Senado. É o primeiro passo para expor a mutreta e autores. Saberemos logo depois os nomes dos vassalos, ou melhor, dos entreguistas, ou dos vagabundos de sempre.

05-Estoicismo caboclo

Leo Ladeia comenta: Um ministro pra lá de jeitoso . . .  - Gente de Opinião

Em outubro 1081 procuradores e subprocuradores federais do Ministério Público receberam no holerite R$31,6 milhões já com descontos. Entre indenizações e penduricalhos, R$ 13 milhões. A revelação foi feita pelo Valor Econômico que traduz: a remuneração de procuradores do MPF é de R$121 mil por mês descontados imposto de renda e a contribuição ao INSS. Desse valor R$96 mil são coissas como auxílio-natalidade, alimentação, mudança, abono pecuniário, auxílio pré-escolar, conversão de licença-prêmio em pecúnia e agora o mais novo, o auxílio-moradia de R$ 4.377,00 já regulamentado pelo CNMP depois que o ministro Luiz Fux, estendeu o mimo a quem mora onde não há apartamento funcional. E haja passagens e diárias. Não tem jeito. Tsk, tsk, tsk... ô loko...

06-Migrante: profissão perigo

Três rondonienses estão no grupo que tentava “fazer a América”. Tudo até agora é um mistério e talvez nunca cheguemos a saber o que houve caso o barco tenha ido para o fundo. Convenhamos porém que em tempos de Trump nem ir à Disney vale a pena. Fora o grupo dos 19 brasileiros de que nada se sabe, 14 outros já estão em cana. Tio Sam nunca foi meu sonho e agora “tô out”.

07-Mais um “treze” na pindura.

Leo Ladeia comenta: Um ministro pra lá de jeitoso . . .  - Gente de OpiniãoA Associação Brasileira de Lojistas de Shopping – Alshop informou que o país fechou mais lojas em shoppings do que abriu em 2016. O déficit é o primeiro da história do setor, segundo estudo que é feito desde 2004.  A redução na quantidade de lojas em shoppings no país foi de 13%, atingindo 121,6 mil pontos nesses estabelecimentos. A entidade ainda ressaltou que essa queda de 13% também é a maior da história da pesquisa da Alshop. Para quem gosta de brincar com números...

08-Jabuticaba com abacaxi

Quedo-me vezes por outra a pensar na função, razão, explicação ou coisa que tal, que justifique a cultura – para ser educado, zeloso e gentil – desse estrupício chamado emenda parlamentar ou a estupidez que é separar no orçamento alguns percentuais de recursos para determinadas áreas como saúde, educação, segurança, etc. São sementes do mal. No primeiro caso é picaretagem oficializada e no segundo, admissível num curto período, mas nunca ad-eternum e mais três dias.   

09-Reforma da reforma agrária

Gostei da ideia.  A MP 759/2016 vai agilizar a concessão de títulos de domínio para assentados e acelerar a venda de terras da União para a dita reforma agrária. A meta de Temer é entregar 280 mil títulos até o fim de seu mandato, priorizando os quase 10 mil existentes no país. O Congresso vai analisar a proposta que prevê que o assentado pague o valor do lote para receber o título de domínio em até 10 anos. Os ocupantes só poderão negociar a terra 10 anos após a concessão e o MST, diz que é “reforma agrária às avessas”. Falaram minha língua. Já posso sonhar com o fim do INCRA, o feudo, bem como do fechamento da torneira aberta para o tal MST e filhotes sem terra.

10-Zé de Nana e o salário de vereadores

“Os salários de prefeito, vice, secretários e vereadores ficam como estão. Ou seja, muito altos”.  

[email protected]

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Léo Ladeia

Política & Murupi - Amanhã o sete de setembro se anuncia como algo estranho

Política & Murupi - Amanhã o sete de setembro se anuncia como algo estranho

Vivemos tempos estranhos. Sou do tempo em que as escolas públicas e as poucos particulares que existiam preparavam as suas fanfarras e tinham orgulh

Política & Murupi - A Câmara Federal aprovou mudanças no imposto de renda para empresas e pessoas físicas

Política & Murupi - A Câmara Federal aprovou mudanças no imposto de renda para empresas e pessoas físicas

A Câmara Federal aprovou mudanças no imposto de renda para empresas e pessoas físicas e antes mesmo da aprovação pelo Senado as cabas começaram a es

Política & Murupi - A cada canetada e o direito de ir e vir ou de exprimir-se também se vai e a boiada

Política & Murupi - A cada canetada e o direito de ir e vir ou de exprimir-se também se vai e a boiada

Enquanto assistimos as bravatas de alguns detentores de mandatos que são concedidos – acreditem! – pelo povo através do voto livre, ainda que obriga

Política & Murupi - Um fim de mundo só nosso, bem brasileiro, ao som de samba suor e cerveja como soe

Política & Murupi - Um fim de mundo só nosso, bem brasileiro, ao som de samba suor e cerveja como soe

Depois de uma semana de folga volto à lide e precisamente fechando agosto, o mês do cachorro louco, que se dizia desde o início seria o mês de um fi