Porto Velho (RO) quarta-feira, 8 de dezembro de 2021
×
Gente de Opinião

Léo Ladeia

Domingo na praça


 

Frase:

Domingo na praça  - Gente de Opinião

“Ou o PT muda ou acaba”.
Marta Suplicy
chutando o pote até aqui de mágoa .

1-Domingo na praça I

Domingo na praça  - Gente de Opinião

Vez por outra sinto a vontade irresistível de comer acarajé com pimenta e a Feira do Porto na Praça Aluizio Ferreira me espera. Sábado à noite rodei por lá. Tracei um acarajé e um caruru apimentados e engatei conversa com barraqueiros, artesãos e gente que como eu quer lazer. Pude sentir que a prefeitura tem muito por fazer, mas pouco faz até com o que é básico. Entregues à própria sorte os membros da associação buscam formas para dar aos usuários o que procuram, mas sozinhos é difícil.

2-Domingo na praça II

Se prefeitura dotasse a praça de banheiros, segurança, poda de árvores, iluminação e a exemplo do que fez com a Banda Calypso, destinasse algum larjant aos artistas locais, bandas, dançarinos, corais, som, etc... teríamos um espaço com eventos populares com custo. financeiro bem menor que o de Joelma&Chimbinha e o retorno social maior que o das pneumáticas árvores do natal. Mas quem vai conseguir por isso dentro de uma cabeça com ideias de menos e dureza de mais? É a treva irmão!

3-E já que o papo são as praças...

Marechal Rondon (ou do Bau), Jonatas Pedroza (ou dos camelôs), das Caixas d’Água (ou Três Marias), Skate-Park (ou dos japoneses), Bola Sete, Estrada de Ferro e são tantas e todas tão desprezadas e tão mal frequentadas que dá dó. Algumas cidades optam por manter um órgão específico dentro de uma secretaria para cuidar de parques e jardins. Desconheço se há um departamento, divisão, ou seja lá qual o nome pendurado nalguma secretaria. E se há, se já apresentaram as praças aos responsáveis.

4-Para moças e rapazes de fino trato

Domingo na praça  - Gente de Opinião

Requisitos: competência, capacidade de gestão e probidade. Aval: partido do consórcio do governo e ainda que o(a) moço(a) não possua os três requisitos citados já pode sonhar com estatais, como Petrobrás, Eletrobrás e Eticetobrás. O salário alto não é o que mais importa. Além dos penduricalhos no holerite uma janela para negócios. Assim, por ordem da presidente, o ministro Pepe Vargas das Relações Institucionais da Presidência está no balcão para recolher as fichas dos partidos. O frisson é grande, a roleta gira e o crupier anuncia a primeira rodada: senhores façam seu jogo. Boa $orte.
 

5-Cardápio insosso

Às vezes o melhor é não levar a sério, contudo quando a coisa vaza, se transforma em viral e a gente começa a receber as gozações, dá no saco. Não vou citar detalhes – bem conhecidos – da rebelião de apenados em Vilhena. Acho que a troca do cardápio foi certa, mas preocupa-me que tenha chegado onde chegou e com o precedente perigoso aberto. Não é o cardápio, mas a desatenção que levou ao motim e a fraqueza revelada pelo estado ao capitular sem nada em troca é lamentável.     
 

6-Garimpo x mercúrio I


Vídeo da TV Candelária, canal 11

Entrando de gaiato na conversa, sou favorável ao garimpo desde que praticado sob rígidas regras e com a intervenção obrigatória do estado, não apenas na concessão das lavras, mas na participação do ouro extraído. E vale para Petrobrás, Vale e meia dúzia de mineradoras que detêm a maior parte do direito de lavra do subsolo no Brasil com concessões feitas até na base do “ouvi dizer que lá tem minério”. Bater em garimpeiro é fácil. Proibir o garimpo na frente da cidade, também, mas o que dizer de garimpeiros de outros estados que atuam depois do Belmont, com o beneplácito oficial?

7- Garimpo x mercúrio II


Vídeo da TV Candelária, canal 11

O uso do mercúrio para separar impurezas e amalgamar o ouro, se não é o único meio existente, é o mais usado. A poluição se dá por duas vias: gases liberados pela queima e as sobras lançadas no meio ambiente. O caso mais famoso de contaminação por mercúrio é dos anos 50 na baia de Minamata no Japão e muitos defensores do garimpo argumentam que o mercúrio sedimentou-se na baia por falta de correnteza. Pura falácia. Outra mentira é que o peso específico do mercúrio o levaria para o fundo, além do leito. Ciência e diálogo podem substituir o atual “cava aí que eu não tô nem vendo”.
 

8-Martágoa

Domingo na praça  - Gente de Opinião

Magoada por ter sido preterida, a sempre elegante Marta Suplicy, estrela do PT lulista, desceu do seu Walter Steiger para rodar a Louis Vuitton. Ora, ora, eles que são brancos se entendam e se rasguem, penso eu, porém as queixas estão num tom bem acima daquelas ouvidas dentro do PT. Marta parece preparar-se para deixar o partido que ajudou a criar e leva a história e as mágoas. Vixi... Que perigo!     

9-Vanguarda diplomática

Não poderia ser diferente. Ao lado do presidente François Hollande, 60 autoridades internacionais se juntaram às quase 3 milhões de pessoas que marchavam pelas ruas de Paris neste domingo. Angela Merkel, David Cameron, Erik Holder, Sergei Lavrov, Mariano Rajoy, Petro Poroshenko, Benjamin Netanyahu, Mahmoud Abbas todos eram cidadãos franceses homenageando as dezessete vítimas dos atentados que abateram a França e a favor da liberdade de expressão. Bonito! O Brasil demorou um pouco para se manifestar, mas e só depois de um cutucão da França, soltou a nota condenando.
 

10-Ô dá ou desce.

A Petrobras pressiona oficialmente as 23 empresas delatadas na Operação Lava Jato e impõe cinco exigências: “Que a empresa reconheça sua culpa, comprometa-se a ressarcir a Petrobrás de prejuízos causados, inclusive à sua imagem, repactue os contratos vigentes, adote medidas adequadas de compliance (saiba o que é aqui) e atenda eventual outra condição imposta pelas autoridades (de investigação).” Para bom entendedor, pingo é letra, mas nesse caso posso desenhar se for preciso ou usar uma expressão do Zé de Nana: “Joga creolina prá cabá logo com isso senão vai feder mais”.
 

[email protected]

Facebook – Leo Ladeia II

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Léo Ladeia

Política & Murupi - Quando o patrão manda abrir a porteira é porque a boiada foi vendida e o dono já é outro

Política & Murupi - Quando o patrão manda abrir a porteira é porque a boiada foi vendida e o dono já é outro

Recomendo vigorosamente àqueles que gostam das entranhas da vida partidária a leitura do livro “COMO MORREM AS DEMOCRACIAS”, um mergulho profundo no

Política & Murupi - Não, o Brasil do pobre faminto não é uma invenção da pandemia e não nasceu hoje

Política & Murupi - Não, o Brasil do pobre faminto não é uma invenção da pandemia e não nasceu hoje

As reportagens sobre pessoas em busca de restos de comida no lixo ou comprando ossos estão proliferando pelas TVS e redes de internet como algo novo

Política & Murupi - Quando tentei entender como funciona o “face”

Política & Murupi - Quando tentei entender como funciona o “face”

Começo com a frase muito difundida no mundo cibernético: se você acha que é um cliente que recebe um produto de graça via internet, acredite: você é

Política & Murupi - O setor da construção civil fechou maio com 2,43 milhões de trabalhadores com carteira assinada

Política & Murupi - O setor da construção civil fechou maio com 2,43 milhões de trabalhadores com carteira assinada

Disse o presidente da poderosa CBIC-Câmara Brasileira da Construção Civil que o setor está operando “como se fosse uma Ferrari andando com o freio d