Porto Velho (RO) quinta-feira, 17 de janeiro de 2019
×
Gente de Opinião

Hiram Reis e Silva

Município de Manicoré, AM


Município de Manicoré, AM - Gente de Opinião
Hiram Reis e Silva,
Novo Aripuanã, AM,

 

 

 

Município brasileiro do Estado do Amazonas, fundado na margem esquerda e atualmente localizado à margem direita do Rio Madeira, possui posição estratégica entre Manaus e Porto Velho. A denominação de “Manicoré” provém do Rio Manicoré, afluente do Madeira. O nome do Rio procede de “Anicoré”, tribo indígena que habitava a região.

 

-Cronologia Histórica

1637-vêm à região a expedição de Pedro Teixeira.

1716-o Capitão João de Barros e Guerra é enviado ao Rio Madeira, pelas autoridades do Grão-Pará, comandando uma expedição, com a finalidade de punir os selvagens.

1797-é fundada a povoação do Crato, por determinação do Governador do Grão-Pará, com o objetivo de facilitar as transações comerciais do Pará com Mato Grosso e Goiás.

1802-a povoação é transferida para um sítio entre os rios Baetas e Arraias.

1858-a Lei n° 96, de 04 de julho, cria a freguesia de São João Batista do Crato.

1868-a Lei n° 177, de 06 de julho, transfere a sede da freguesia para o povoado de Manicoré, que recebe a nova denominação de Nossa Senhora das Dores de Manicoré.

1877-a Lei n° 362, de 04 de junho, eleva Manicoré à categoria de Vila e cria o Termo Judiciário.

1878-pela Lei n° 386, Manicoré passa a ser sede da Comarca do Rio Madeira.

1881-no dia 12 de dezembro instala-se a Comarca.

1896-pela Lei n° 137, de 15 de maio, Manicoré recebe foros de Cidade.

1955-pela Lei Estadual n° 96, de 19 de dezembro, parte do seu território é desmembrado para formar o município de Novo Aripuanã.

1981-pela Emenda Constitucional n° 12, de 10 de dezembro, mais uma parte de seu território é desmembrado, em favor do novo Município de Auxiliadora.

 

-Aspectos Físicos e Geográficos

Localização: está a 333km em linha reta e 419 km via fluvial da capital do Estado, e limita-se com os municípios de Beruri, Borba, Humaitá, Tapauá, Apuí, Novo Aripuanã e com os Estados de Rondônia e Mato Grosso. As coordenadas cartesianas de Manicoré são 5°50’ S e 61°18’30” O.

Área Territorial: 48.491,20 Km2.

Clima: Tropical chuvoso e úmido.

Temperatura: Embora as temperaturas, normalmente, oscilem entre 36,8°C e mínima de 14°C, o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), registrou a temperatura mínima, de 11,5°C, no dia 18 de julho de 1975, e a máxima, de 38,5°C, no dia 21 de setembro de 2005. A maior precipitação pluviométrica diária foi de 130,6 mm, no dia em 2 de abril de 1973.

Altitude: 50m acima do nível do mar.



-Economia

SetorPrimário

Sua produção agropecuária é baseada no cultivo da banana, juta, açaí, melancia, arroz, milho, mel e da produção de farinha, além da extração da castanha, madeira, borracha e óleo de copaíba. A pecuária é representada principalmente por bovinos e suínos, e, com menor representatividade, a criação de equinos e bufalinos. A pesca, embora abundante, é praticada artesanalmente e capaz de além de atender ao consumo local comercializar o excedente em Manaus e Porto Velho sendo que o peixe liso (de couro) é exportado para todo Brasil.

Extrativismo mineral: o município que conta como sua principal atividade a exploração de ouro possui, ainda, várias jazidas de cassiterita, no Igarapé Preto, São Francisco etc.

 

SetorSecundário

Indústrias: padarias, olarias, serrarias, carpintarias, marcenarias, fábrica de gelo, serralharia, britador e companhia de asfalto.

 

SetorTerciário

Comércio: varejista.

Serviços: farmácias, restaurantes, lan house, lanchonetes, sorveterias, salões de beleza, livrarias, barbearias, oficinas mecânicas, oficinas de automóveis e de bicicletas, agências bancárias, hotéis e pensões.

 

-Turismo

A cidade possui vários atrativos turísticos, entre eles o balneário do Atininga e as cachoeiras do Rio Manicoré. É conhecida internacionalmente pela pesca esportiva do Tucunaré.

 

-Cultura

Como atividades culturais, destacamos a Festa da Melancia, os forrós de rua, que transformam as vias de cidade em verdadeiros celeiros dançantes e o Festival das quadrilhas, onde cada bairro envia seu grupo, dando assim um colorido especial ao evento. Festa do açaí realizada na Comunidade do Estirão.

 

-Saúde

A Secretaria de Estado da Saúde – SUSAM, mantém na sede do município, uma Unidade Mista, destinada a prestar atendimento de pronto-socorro, maternidade, cirúrgico, odontológico e hospitalar.

 

-Educação

A Secretaria de Estado da Educação e Qualidade do Ensino – SEDUC mantém no município oito estabelecimentos, ministrando ensino fundamental e médio.

 

-Infra-Estrutura Básica

Energia

A Companhia Energética do Amazonas - CEAM, que mantém no município 4 grupos geradores, somando uma potência instalada de 3.540 KVA.

Abastecimentod’água

A cargo da Companhia de Saneamento do Amazonas - COSAMA. Há dois reservatórios com capacidade para 260m3.

Comunicações

A cargo da TELEMAR, que mantém uma agência no município, operando os serviços de DDD. A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT possui uma agência que presta os serviços postais necessários à população.

 

-Aeroporto

O Aeroporto Gnamy em Manicoré. Em 2009 foi efetuada uma manutenção geral no Aeroporto e no prédio da Infraero.

 

- Eventos Culturais

- Festa da Padroeira, Nossa Senhora das Dores, em 15 de setembro;

- Festa da Melancia, em setembro;

- Festa do Açaí, no mês de abril;

- Festa do Mel, em agosto.

- Festival de Música, no mês dezembro.

 

-Livro

O livro “Desafiando o RioMar – Descendo o Solimões” está sendo comercializado, em Porto Alegre, na Livraria EDIPUCRS – PUCRS, na rede da Livraria Cultura (http://www.livrariacultura.com.br) e na Livraria Dinamic – Colégio Militar de Porto Alegre.

Para visualizar, parcialmente, o livro acesse o link:
http://books.google.com.br/books?id=6UV4DpCy_VYC&printsec=frontcover#v=onepage&q&f=false.

  
Fonte: Coronel de Engenharia Hiram Reis e Silva
Professor do Colégio Militar de Porto Alegre (CMPA);
Presidente da Sociedade de Amigos da Amazônia Brasileira (SAMBRAS);
Vice- Presidente da Academia de História Militar Terrestre do Brasil - RS (AHIMTB - RS);
Membro do Instituto de História e Tradições do Rio Grande do Sul (IHTRGS);
Colaborador Emérito da Liga de Defesa Nacional.
Site:

E-mailhttp://www.amazoniaenossaselva.com.br
: http://www.desafiandooriomar.blogspot.com 
Bloghiramrs@terra.com.br
:  

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Hiram Reis e Silva

Antropologia Oportunista e Enganosa

Antropologia Oportunista e Enganosa

“Os Recursos Naturais nas mãos de nações que não os querem ou não podem explorar deixam de se constituir em bens e passam a ser ameaças aos povos q

Aportando em Boa Vista

Aportando em Boa Vista

há 36 anos, tinha para mim e meus familiares um significado muito especial.

Alucinógenos ou Psicoativos? Parte III - Por Hiram Reis

Paricá - Epena (Virola pavonis)Paricá ou Epena é o nome dado pelos aborígines amazônicos ao rapé feito com as cascas de várias espécies de árvores. Os

Alucinógenos ou Psicoativos? Parte II - Por Hiram Reis

IpaduAinda em Maçarabi, no Rio Negro, eu havia perguntado a Dona Isabel se ainda hoje se fazia uso do Ipadu e se ela conhecia a técnica de preparação