Porto Velho (RO) sábado, 18 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Hiram Reis e Silva

Dia das Mães ‒ Homenagem à Minhas Valquírias


Filhos

(Gibran Khalil Gibran)

Vossos filhos não são vossos filhos.

São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma.

Vêm através de vós, mas não de vós.

E embora vivam convosco, não vos pertencem.

Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos, porque eles têm seus próprios pensamentos.

Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas; pois suas almas moram na mansão do amanhã, que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.

Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós, porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados.

Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas.

O Arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a sua força para que suas flechas se projetem, rápidas e para longe.

Que vosso encurvamento na mão do arqueiro seja vossa alegria: pois assim como ele ama a flecha que voa, ama também o arco que permanece estável.

Valquírias
 
As Valquírias eram jovens deusas guerreiras que alimentavam Odin e os espíritos dos mais valorosos guerreiros cuidadosamente selecionados para compor a guarda pessoal do deus nórdico. As Valquírias determinavam o vencedor das pelejas, cuidavam dos feridos nos campos de batalha, escoltavam as almas dos mortos, em combate, para os salões de Valhalla, supervisionavam as contendas e protegiam seus guerreiros favoritos.

Dia das Mães

A idade além de pratear nossos cabelos, debilitar nossos músculos e enrijecer nosso coração vai, aos poucos, minando nossa coragem, nossa vontade, nossa determinação. Neste dia consagrado a essas venerandas e fecundas searas que foram abençoadas com o divino dom de germinar um novo ser a imagem de minha esposa aferrada ao catre nestes últimos catorze anos, quatro meses e cinco dias teima em tentar quebrar-me a espinha definitivamente. Ela e minhas adoradas filhas, mães de meus queridos netos estão em Porto Alegre e eu em Bagé. Deveria ter ido a Porto Alegre para, pelo menos, cumprimentar minhas queridas filhas Vanessa, mamãe do Arthur, Danielle, mamãe do Gabriel. Desculpem minha pusilanimidade, este é o dia mais difícil do ano para mim e luto com todas as forças para manter a pouca sanidade que ainda me resta.

Trago ainda bem vivas na memória a imagem e as palavras da mãe de vocês em um breve momento em que apresentou sinais de melhora desde sua AVC em janeiro de 2004. A Danielle, na oportunidade, conversava com ela comentando como certos desafios eram difíceis de serem vencidos e ela sorrindo ternamente afirmou:

– Filha nada é tão difícil que não possa ser superado com muita determinação.

Afastei-me das duas e me escondi num cantinho para engolir teimosas lágrimas que marejavam meus olhos. A Neiva tinha plena consciência, na época, das dificuldades que o futuro lhe reservava e de que não havia nenhuma garantia de sua plena recuperação e, mesmo assim, ainda encontrava forças para orientar nossa filha. Esta formidável Valquíria que dera sobejas mostras de ser uma guerreira acompanhando um jovem oficial de engenharia nos rincões mais ermos e carentes da “terra brasilis”, sem jamais protestar, ainda agora encontrava forças para estimular aqueles que dela careciam. O corpo afligido pela moléstia não conseguia minar a vontade e a determinação desta formidável mulher que faria inveja à mais valorosa das Valquírias. Minhas filhas foram agraciadas pelo Supremo Arquiteto com uma sacrossanta benção, carregando no DNA a mesma intrepidez e constância que sempre caracterizou sua mãe. Estas três mulheres me servem de inspiração para que eu seja capaz de enfrentar os mais tenebrosos desafios, seja no dia a dia tentando me equilibrar na corda bamba das despesas que suplantam a receita quer arrostando os caudalosos caudais.

Além de vocês, Vanessa e Danielle tive amigos que jamais se negaram a me estender a mão nos momentos mais difíceis e se, nesta homenagem ao dia das mães, deles falo, é porque se não fosse a pronta e solicita atitude de cada um deles não sei o que teria sido de nós. Amigos que se negaram a receber de volta um oportuno empréstimo ou que se revoltaram quando na quitação de outro eu fazia questão de acrescentar juros à dívida. Queridas filhas os laços familiares são entretecidos pelo destino e nem sempre o princípio etéreo da amizade os acompanha. Um verdadeiro amigo está sempre pronto a ajudar, a se sacrificar para nos trazer tranquilidade e segurança e eu, além de vocês três, Neiva, Vanessa e Danielle, encontrei pessoas muito especiais com estas raras qualidades.
 
Que o Grande Arquiteto do Universo vos abençoe, ilumine e guarde minhas queridas e desculpem minha cobardia de espírito. Este reles soldado sempre soube que nunca seria capaz de igualar-se em valor às minhas deusas da guerra.

 
Fonte:
KHALIL, Khalil Gibran. O Profeta ‒ Portugal ‒ Lisboa ‒ Editora Atlântico Press, 2013.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Hiram Reis e Silva

General Rondon Preso no Sul - Por Hiram Reis e Silva

General Rondon Preso no Sul - Por Hiram Reis e Silva

Peregrinando pelas páginas amareladas pelo tempo descobri detalhes interessantes de um fato já conhecido:

Hiram Reis: Corrigindo um Erro Histórico - Parte III

Hiram Reis: Corrigindo um Erro Histórico - Parte III

Deixando Cáceres (06.01.1914), deixamos também o “Nyoac” ‒ não poderia ele ir além. Começamos a subir o Sepotuba [Tapir], explorado cientificamente em

Corrigindo um Erro Histórico - Parte II  - Por Hiram Reis

Corrigindo um Erro Histórico - Parte II - Por Hiram Reis

O historiador e o poeta não se distinguem um do outro pelo fato de o primeiro escrever em prosa e o segundo em verso. Diferem entre si, porque um escr