Porto Velho (RO) quarta-feira, 2 de dezembro de 2020
×
Gente de Opinião

Cleuber Pereira

Cochá News 26/12/13



Cochá News

Por Cleuber Rodrigues Pereira

Cochá News 26/12/13 - Gente de Opinião

A PONTE E A BALSA

(DNIT é comandado por político sem dignidade)

O ano (2013) acabou e o projeto de nossa ponte sobre o Rio Madeira, na BR-319, continua emperrado. O DNIT não é fácil, não. A impressão que dá é de que está a serviço dos balseiros, e contra os interesses do País e da cidadania. Acerca de dois anos a ENSA e a M. Martins tentam concluir o serviço da cabeceira do lado direito da ponte, mas não consegue colocar uma pá de cimento ali, porque o DNIT é inerte e incapaz, e não há ninguém neste País que consiga mudar este estado de coisa, pois a autarquia é comandada por um político sem dignidade e de laços profundos com os balseiros.

A DYDYO E A GANÂNCIA

(Risco para a saúde dos consumidores)

Como miséria pouca é bobagem, a sociedade rondoniense viu-se mais uma vez assombrada com a ganância de empresários locais que levaram o Ministério Público Estadual (MPE) a ingressar na justiça com ação penal contra os donos da empresa que produz os refrigerantes Dydyo. O MP acusa a empresa e seus diretores pela prática, em tese, dos crimes previstos no artigo 7º, inciso II combinado com o parágrafo único (modalidade culposa) da Lei 8.137/90 (Lei de Crimes contra as Relações de Consumo). Em outras palavras, de acordo com a denúncia do MPE, a empresa estaria utilizando edulcorantes sintéticos em substituição ao açúcar, em desacordo, portanto, com os padrões de identidade e qualidade físico-químicos estabelecidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Os edulcorantes são substâncias com alta capacidade de adoçar. Geralmente são dezenas, às vezes centenas de vezes mais doces do que o açúcar tradicional. Estudos apontam que tais substâncias poderiam causar câncer e outras doenças graves. (Matéria publicada no Tudorondônia, em 04.12.13).

Cochá News 26/12/13 - Gente de Opinião

 

RASTEIRA EM MICHEL TEMER

Na ânsia de atrapalhar a candidatura do senador Aécio Neves (PSDB) à Presidência em 2014, no Estado de Minas Gerais, o PT está fazendo qualquer negócio. O mais recente é dar uma rasteira no vice Michel Temer, e em seu lugar colocar o empresárioJosué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar, como companheiro de chapa da Presidenta Dilma. Mas este será um golpe muito duro de assimilar pelo velho PMDB, a menos que ele produza algo “muito bom” para a costura interna. Será?

Gente de Opinião

PMDB NÃO ACEITA JOSUÉ GOMES

O senador Valdir Raupp, presidente nacional do PMDB, garantiu esta semana que seu partido não vai aceitar a proposta, sob a alegação de que o empresário Josué, embora seja um nome de peso, não reúne, neste momento, os requisitos necessários para tal postulação - que, na verdade, não é dele, mas do PT -, e que, por isso não terá a chancela partidária.
 

HABILITADO MAS NÃO CREDENCIADO

Segundo Raupp, o nome certo continua sendo o de Michel Temer, que é uma liderança incontestável dentro do PMDB. “O Josué chegou ontem, há cinco meses ao partido, e este fato habilita-o, mas não o credencia à postulação, e por isso não podemos aceitar”.
 

Cochá News 26/12/13 - Gente de Opinião
 

SÓ SE FOSSE LULA, DIZ RAUPP

O senador fez lembrar que esta proposta até faria sentido se o candidato à Presidência em 2014 fosse o ex-presidente Lula, em virtude da queda de popularidade que a presidenta Dilma enfrentou há cinco meses. “Mas isso já não faz sentido, tendo em vista que a Presidenta recuperou sua popularidade, e está pronta para a reeleição, com Michel Temer”, sentenciou.

Cochá News 26/12/13 - Gente de Opinião

SENADOR PRESTIGIA POSSE NO TCE

As declarações do senador foram feitas a esta Cochá News, na última sexta-feira, 13, durante solenidade no Tribunal de Contas de Rondônia, onde esteve prestigiando a posse do conselheiro José Euler Potyguara Pereira de Mello, reeleito presidente da Corte de Contas.

DELINQUÊNCIA NA POLÍTICA

Entre os avanços e fracassos de 2013 em Rondônia, o que realmente sobressaiu foi a ampliação e a banalização da delinquência, que permeou todas as áreas, em especial a política, que viveu dias inesquecíveis, com a sucessão de escândalos, envolvendo políticos corruptos em todas as esferas de poder no Estado de Rondônia. O Brasil viu senador, deputado federal e deputados estaduais serem condenados e presos. Isso sem falar da nada lícita vida de vereadores e prefeitos do Estado de Rondônia que estão envolvidos na mesma rede de corrupção, tráfico de drogas, etc. Uma vergonha para qualquer sociedade que se preza.

Cochá News 26/12/13 - Gente de Opinião

RASTRO DA CORRUPÇÃO NO SEBRAE

O vexame se repete no seio do clã

O rastro da corrupção foi implacável. Até o SEBRAE, órgão que sempre passou uma imagem positiva de lisura, mostrou sua verdadeira face. A entidade, ao contrário, tem profundas raízes soterradas na lama da ganância e do descompromisso, tornando-se, em vez ponto de apoio à pequena e média empresa, em berço de empresas de fachadas, empresários inescrupulosos, e feudo de um clã, cujos membros são muito conhecidos na Capital, e que mais uma vez, passa pelo vexame de ver um de seus membros preso por corrupção, e com possibilidades de novas prisões em casa. É uma pena !

E PORTO VELHO, HEIN !!!

(Patrocinaram a miséria com dinheiro público)

É claro que registramos muitas coisas boas em 2013, como o caminhão do peixe de baixo custo, um projeto da APROCOM em convênio com a Prefeitura, mas o volume de coisas negativas foi infinitamente superior, e no caso de Porto Velho chegou a ser vergonhoso. A Capital se transformou num cemitério de obras inacabadas, de elefantes brancos que desfiguraram sua imagem de cidade bonita. A gestão de Roberto Sobrinho fez miséria com o dinheiro público, causando grandes prejuízos para a sociedade, e para completar a atual gestão peca pela inércia e pelo amadorismo, e a população continua pagando um preço altíssimo para viver na Capital de Rondônia.

O VÍCIO DO BOLSA FAMÍLIA

(Programa cria dependência e estimula a procriação desenfreada)

Aos poucos as famílias estão mudando hábitos e a forma lidar com a gerência e a organização de suas casas, formando uma cultura nova no jeito de viver nesta sociedade individualista, descomprometida e viciada em fazer nada, em não trabalhar. Quem cresceu com a orientação de que o trabalho constrói e gera riqueza, está refutando esta teoria, e já acha que ela é apenas um enunciado empírico, e que estudar é algo sem importância, desnecessário. O Programa Bolsa Família, que teoricamente visava socorrer as famílias pobres, na verdade, sempre teve um único objetivo – manter o PT no poder. Não importa o custo disso, e se ele está criando uma geração de mendigos e viciados em deitar e fazer sexo para procriar mais e mais, e assim ampliar o tamanho da esmola, já que quanto mais filho tiver maior é o valor do benefício. Assim a gente vai vivendo. Os profissionais diaristas em várias áreas ficaram muito escassos, visto que muitos deles estão escorados no Bolsa Família e não precisam mais trabalhar.

Sobre este tema, um texto da juíza de direito Adriana Lins de Oliveira Bezerra, da Comarca de Cajazeiras, faz sucesso na rede mundial de computadores, detalhando as mazelas do programa ao mesmo tempo em que destaca a importância da conquista de valores e da própria melhoria de vida. A jovem juíza nordestina afirma que, com o programa as pessoas não se propõem a trabalhar, estudar ou se profissionalizar. Estão escravizados.

Veja o texto completo:
 

A CORAGEM DE ADRIANA

LINS DE OLIVEIRA BEZERRA:

JUIZA DE CAJAZEIRAS É CONTRA A BOLSA FAMÍLIA E DIZ POR QUE !!!!!!

Apenas a título de esclarecimento, aos que respeitam opiniões contrárias, e apenas a esses, é que escrevo agora.

Cochá News 26/12/13 - Gente de OpiniãoFui alvo de críticas e agressões acerca de minha opinião avessa ao Bolsa Família, programa criado pelo Governo Federal há 10 anos.

Grande parte optou por uma justificativa simplista: - “ é rica, juíza, elite, fala porque nunca passou necessidades, nunca passou fome...”.

Pronto, essa justificativa encerra a questão e resolve o problema. É uma idiota que nada sabe sobre a vida.

Apenas a título de informação saibam que não sou rica, nunca fui e nunca serei. Meu salário é bom, e com ele, se Deus quiser, nunca passarei fome nem necessidade, mas lutei por ele, e como lutei. Sofri, estudei, trabalhei e lutei, repita-se. Mas isso é uma outra história que em outro momento, se interessar a alguém, posso contar.

Contudo, existem outros motivos que levam as pessoas a formarem suas opiniões que não necessariamente as suas condições financeiras.

Nunca passei fome, graças a Deus e ao trabalho de meus pais, mas da mesma forma que nunca faltou, também nunca sobrou.

Trabalho desde os 18 anos de idade, quando me submeti a concurso público e fui ser funcionária pública, trabalhar oito horas diárias e ganhar menos do que um salário mínimo, apesar da Constituição Federal já vedar tal conduta. Mas como já disse, isso é uma outra história.

O final de semana passado retrata exatamente um dos fatores que me levam a formar a opinião que tenho.

Um simples “boato” de que o Bolsa Família iria acabar foi suficiente para causar um caos em várias agências da Caixa Econômica Federal. Uma pessoa me disse que teve que pedir dinheiro emprestado para sair do seu sítio para receber o bolsa família que “ía acabar”...

A pergunta é: de que viveriam essas pessoas se o bolsa família acabasse?

A minha resposta: passariam ainda mais fome do que tinham quando começaram a recebê-lo.

E sabem porque? Porque agora, com a certeza do “benefício”, não se propõem mais a trabalhar, ou estudar ou se profissionalizar. Enfim. Estão escravizados.

É a isso que me oponho.

Quando esse programa foi implantado a situação das pessoas era caótica, lastimável.

Essas pessoas estão sendo tratadas como inúteis, incapazes. A partir do momento em que se implanta um programa de assistência sem uma política paralela de reestruturação, capacitação para restabelecimento de condições de trabalho, auto sustento, enfim, de independência, ou se considera que essas pessoas não têm capacidade para tanto ou não se está querendo ajudar, mas tão somente escravizar. É no que acredito.

A ONU, embora elogie o programa, critica o assistencialismo e o apelo político que ele gera. Segundo essa Organização o programa rendeu muita popularidade e votos, mas as DESIGUALDADES continuam elevadas com pequenos progressos.

Como programa de caráter EMERGENCIAL, o Bolsa Família foi importante, mas onde está a inclusão socieconômica sustentável das populações?

O saudoso Luiz Gonzaga já dizia em uma de suas canções, de composição com Zé Dantas: - “Seu Doutor uma esmola para o homem que é são, ou lhe mata de vergonha ou vicia o cidadão...”. É nisso que acredito muito antes de me tornar Juíza.

A Coordenadora do Fórum Nacional de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil afirmou que da forma como o programa funciona, não tem sido útil para identificar e retirar as crianças do trabalho e que esse programa não tem impacto nenhum na redução do trabalho infantil.

Vejam a entrevista de Frei Beto (que não é juiz), um dos líderes do Fome Zero e me digam o que acham.

O programa existe há 10 anos e pouquíssimo foi mudado na vida dessas pessoas. O que foi feito de efetivo para reestruturar essas famílias?

Visitem as casas dessas pessoas e me digam o quanto mudou!

Enquanto apresentam índices de redução de evasão escolar, em razão do Bolsa Escola, os adolescentes que passam pela Vara que ocupo não sabem a data de seus nascimentos, não sabem o seu nome completo, não sabem o nome de seus pais e, pasmem, não tem a menor ideia de seus endereços.

Que noção de civilidade esses meninos tem? Esses mesmos meninos que estão querendo jogar na prisão!?!

Quem ou QUE vai dar essa noção de civilidade senão um programa SÉRIO de educação, capacitação, dignificação das pessoas? Bolsa família não dignifica. Escraviza. É o que acho.

As pessoas se tornam escravas da vontade política e não formadoras dessa vontade. E isso para mim é um =FAZ de CONTA, SIM=.

Não disse que a Presidente era um faz de conta. Disse que o Brasil é um País de faz de conta.

Defender a redução da maioridade penal é um exemplo disso. Defender a pena de morte também. Fazem de conta que isso vai resolver a criminalidade e não vai. Da mesma forma que fazem de conta que cumprem o ECA, que existe há mais de vinte anos, e não cumprem. Nunca cumpriram.

Como eu posso cobrar de alguém a quem eu nunca dei a chance???

As pessoas não podem viver de esmolas. Precisam aprender a andar com as próprias pernas e precisam saber que isso é responsabilidade delas também.

É dever dos Governos Federal, Estadual e Municipal oferecer essas condições e dos cidadãos escolher uma delas e seguir suas vidas com a dignidade que cada profissão oferece, porque todas a tem.

Vejo mulheres jovens e saudáveis pedindo dinheiro nas ruas. Cada uma com seus três ou quatro filhos. Mas nenhuma pede um emprego. Porque?

Os senhores tem ideia de quantos cartões desse programa estão nas famosas “Bocas de fumo”?

Vejo homens jovens e saudáveis nas portas dos bares ou papeando nas esquinas em pleno dia da semana. Porque não estão trabalhando?

Qual o trabalho que as políticas públicas oferecem ou a capacitação?

É certo que existem alguns programas profissionalizantes. Mas são tímidos, limitados, e não recebem a milésima parte do investimento que o programa de “caridade” gasta.

A quê isso vai nos levar, senhores? A quê nos levou até agora? Como estão essas pessoas? Sem fome? Tem certeza que R$ 130,00 (cento e trinta reais) realmente mata essa fome?

Não sou contra partido político algum. Sou contra políticas públicas inúteis e danosas ao futuro da nossa Nação. Sou e serei sempre.

É a minha opinião senhores. Respeitem. Discordem, mas respeitem. E não sejam tão simplistas assim. As coisas não são simples e não podem ser “explicadas” dessa forma principalmente por quem não me conhece.

O homem precisa ser dignificado e não escravizado.

As pessoas continuam sofrendo com a seca absolutamente TODOS OS ANOS HÁ DÉCADAS. - E o que foi feito de política de irrigação, de política que permaneça que se perpetue e que de fato transforme a vida do sertanejo?

É contra isso que sou. Sou Nordestina com muito orgulho e me sinto humilhada com notícias como as que passaram no Jornal Nacional com pessoas “famintas” na porta do Banco para receberem suas migalhas.

Não precisamos disso. Somos inteligentes e capazes. Temos força e vontade de trabalhar. Só precisamos de oportunidades e onde elas estão? Onde está a água das chuvas do ano passado?

Bem. Não sei se melhorei muito a situação. Mas não foi essa a minha intenção. Precisava apenas explicar os meus motivos.

Aos que me criticaram com decência, fico com as críticas para refletir sobre elas na construção de minhas opiniões futuras.

Aos que apenas me agrediram, fico com a dor que me causaram e com o consolo de que o tempo cura quase tudo.

Aos que perderam alguns minutos de suas vidas para lerem essa minha resposta. Agradeço a atenção.

A todos. Reafirmo. Esta é a minha opinião. Não a de uma Juíza, mas a de uma mulher que quer muito mais do que ESMOLAS para o cidadão brasileiro e, principalmente, para os jovens adolescentes.

Que Deus esteja conosco!

Cajazeiras – PB, 26 de maio de 2013.

Adriana Lins de Oliveira Bezerra

Juíza de Direito, Eleitora e Cidadã

Cochá News 26/12/13 - Gente de Opinião

José Genoíno

Um homem, uma história, o lamaçal e a (falta de) vergonha


 

 Cochá News 26/12/13 - Gente de Opinião

UM 2014 COM DINHEIRO E JUSTIÇA

O leitor de Cochá News certamente percebeu a baixa circulação da coluna em 2013. É que foi um ano atípico sob todos os aspectos, e por isso estivemos combatendo em tantas frentes, que acabaram limitando nosso tempo. Mas estamos nos preparando para 2014, para retomarmos com força total. Um abraço a todos e um ano mais venturoso, com muita paz, saúde, dinheiro e justiça.

Contato: cleuber57@gmail.com

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Cleuber Pereira

SEICHO-NO-IE realiza Conferência sobre educação em Porto Velho

SEICHO-NO-IE realiza Conferência sobre educação em Porto Velho

A Seicho-No-Ie do Brasil realiza nesta terça-feira (14), as 19h30, em sua sede em Porto Velho, Conferência para Educadores, com orientação do profes

DETRAN NOMEIA 275 SERVIDORES EM CARGOS DE COMANDO E AUXILIARES

DETRAN NOMEIA 275 SERVIDORES EM CARGOS DE COMANDO E AUXILIARES

Inaugurando uma nova era na gestão do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), os diretores-gerais Neil Aldrin Faria Gonzaga e Benedita Aparecida

MARA OLIVEIRA, O NOME  DA OAB EM RONDÔNIA

MARA OLIVEIRA, O NOME DA OAB EM RONDÔNIA

“Mara projeta uma OAB transparente e que esteja a serviço da advocacia.

Municípios e Associações recebem R$ 1,1 milhão de emendas Follador

Municípios e Associações recebem R$ 1,1 milhão de emendas Follador

O deputado Adelino Follador (DEM) anunciou nesta terça-feira (6), em Porto Velho, ao prefeito do Município de Cacaulândia, Edir Alquieri, e a um gru