Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de abril de 2019
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Paus mandados - Porto Velho, a capital de servidores fantasmas do País - Tigrões e tchutchucas - Alvo errado


Paus mandados - Porto Velho, a capital de servidores fantasmas do País - Tigrões e tchutchucas - Alvo errado - Gente de Opinião

Tigrões e tchutchucas

A empolgação com o ultraliberalismo de Paulo Guedes sob o argumento razoável de diminuir o tamanho do Estado ficará frustrada se apostar todas as fichas em investimentos privados, cujo referencial maior não é o interesse público. Deste, é papel do Estado cuidar.

Desde a era das drogas do sertão e do ciclo da borracha se espera pelos “manás” celestiais de investimentos privados que não vêm sem indução governamental. Não basta torcer que os investidores venham com recursos suficientes para resolver nossas carências infraestruturais. Vide ampliação do Aeroporto Jorge Teixeira e duplicação da rodovia BR-364.

Por sua vez, agem bem os governadores amazônicos ao pactuar ações que lhes cabem e reclamar do governo federal o que é da alçada deste. Já o empresariado tem fome de investir, mas precisa de regras do jogo confiáveis, com um Estado competente, pacificado com consensos nas reformas, sem mais quedas de braço entre governo e oposição.

O Estado terá tamanho necessário com democracia e segurança jurídica, governo que saiba unir a Nação e parlamento capaz de debater em alto nível, sem tigrões nem tchutchucas. Estes são os insumos obrigatórios para que o maná empresarial chova investimentos sobre o Brasil.

...................................................

Paus mandados

Este negócio de paus mandados pedirem impeachment de mandatários acaba dando em nada, como ocorreu nos casos dos solicitados afastamentos do governador Marcos Rocha e do prefeito de Porto Velho Hildon Chaves. Quando é para valer os próprios parlamentares entram com o processo. Pedido de pau mandado é para negociar vantagens, como cargos poupudos e empregos fantasmas.

Em Fantasmalópolis

Em Porto Velho, a capital de servidores fantasmas do País e por isto conhecida como “Fantasmalópolis”, onde também reina o nepotismo e a modalidade do nepotismo cruzado a coisa é de doer. Os responsáveis pela fiscalização destes desvios de condutas deveriam agir, mas acabam  pulando cirandinha com a fantasmarada. Talvez tenham parentes nos esquemas? 

Alvo errado

A estratégia dos possíveis candidatos da oposição para ganhar a eleição da prefeitura de PVH em 2020 pode estar esta equivocada. Sondagens dão conta que será uma eleição em dois turnos e que o prefeito Chaves tem folego para a etapa seguinte. Neste caso, no primeiro turno a briga pela segunda vaga fica entre os oposiconistas. Só pau no prefeito não resolve, já que o adversário pela outra vaga estará entre oposicionistas.

Piada de ministro

O ministro do Turismo Marcelo Álvaro Antonio, aquele enrascado com as verbas do fundo partidário na disputa por cadeira a Câmara dos Deputados no ano passado, afirma que o preço das passagens aéreas vão baixar. Ora, isto se promete desde o enrolão FHC, do pilantra Lula, da embusteira Dilma e do mafioso Temer. E até agora necas...

Poder feminino

Embora lideranças femininas importantes, como Fatima Cleide (PT), Marinha Raupp (MDB), Milene Mota (PTB), Sueli Aragão (MDB) e tantas outras tenham sucumbido nas urnas, uma nova safra de próceres se apresenta na Câmara dos Deputados e na Assembléia Legislativa. E outros nomes promissores já estão se sobressaindo para jornadas futuras, como a vereadora Cristiane, na capital.

Via Direta

*** A região portuária de PVH sai mais um ano com prejuizos decorrentes da cheia *** Alguns estabelecimentos comerciais ainda amargam reformas para voltar a funcionar naquele entorno *** Ex-deputados estaduais, Hermínio Coelho, Ribamar Araújo e Jesoíno Dantas já estão de vollta às lides políticas depois de amargar derrotas no pleito passado *** Arrasado nas urnas em Rondônia em 2018, o PT tenta ressurgir das cinzas sob a liderança do deputado Lazinho da Fetagro. 

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Troca de siglas de partidos SUJOS - Caso Daniel, assessor vai pagar o pato - Reino de propina das usinas

Troca de siglas de partidos SUJOS - Caso Daniel, assessor vai pagar o pato - Reino de propina das usinas

Frentes amazônicasTodos são inexperientes até adquirirem alguma prática. Inexperiência não é, em si, um problema. É nada além de uma situação provis

Silenciar é omissão - Vants sumiram - Mãe Joana - E a transparência?

Silenciar é omissão - Vants sumiram - Mãe Joana - E a transparência?

Silenciar é omissãoAo contrário de dividir e separar as terras das margens que banha, o Rio Amazonas as une. Não há linhas precisas, como as vistas

Jordan voduza Marcos Rocha - A criminalidade esta nas alturas - Tem Revanche?

Jordan voduza Marcos Rocha - A criminalidade esta nas alturas - Tem Revanche?

Os reflexos comerciais               Quase pronto, o acordo entre EUA e China que vai pôr fim à ameaça de guerra comercial entre os dois países já m

A conspiração contra Rocha - Daniel Pereira de asas quebradas - Arapongas na Capital

A conspiração contra Rocha - Daniel Pereira de asas quebradas - Arapongas na Capital

O ministro mais cobradoPara os povos amazônicos, a vinda à região do ministro da Justiça, Sergio Moro, é tão importante quanto à dos ministros da ár