Porto Velho (RO) sábado, 14 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Onde há fumaça - As cicatrizes do MDB - Mais empregos em Porto Velho - Chá de sumiço


Onde há fumaça - As cicatrizes do MDB - Mais empregos em Porto Velho - Chá de sumiço - Gente de Opinião

Onde há fumaça...

O fogo é o grande terror das florestas. Há pouco, o arqueólogo francês Stéphane Rostain declarou seu espanto ao sobrevoar a Amazônia à noite e ver que a enorme quantidade de fogueiras vistas por todos os lados produzia claridade similar à do dia.

Nem sempre os desastres são avaliados com a rapidez de um simples olhar em tempo real. Estudo da Universidade de Lancaster (R. Unido) mostrou que incêndios na floresta amazônica entre 2015 e 2016, causados pelo fenômeno El Niño, emitiram quatro vezes mais dióxido de carbono (CO²) do que o previsto inicialmente. Pode ser trágico deixar acontecer e só depois ver se o desastre foi maior ou menor do que se esperava.

O que mais se diz a respeito dos incêndios  é a imensidão das emissões de gases de efeito estufa e a destruição de biodiversidade, mas tão imenso quanto incalculável em seus efeitos danosos é a liberação impune e ampla na atmosfera de poluentes que afetam de a saúde humana.

Em defesa do fogo sobre o qual o Brasil não tem controle vem à notícia de que boa parte do fósforo consumido pelas árvores amazônicas provém de incêndios florestais e não só da poeira do deserto do Saara, como se supunha. Em todo o caso, fogo é perigoso demais para não ter controle. Sob controle um auxiliar. Sem isso, puro terror.

.................................................

As cicatrizes

Ainda vai longe para o MDB superar as cicatrizes da convenção estadual do ano passado que redundaram em pisões e quebradeira - e nas eleições nas derrotas do candidato ao governo do partido Maurão de Carvalho e do senador Valdir Raupp, cacique nacional. O ressentimento ainda é grande entre as partes. Nos municípios começam os primeiros entendimentos para a harmonização.

Os bombeiros

 Elogiável o trabalho dos bombeiros, voluntários e vizinhos no sinistro que destruiu o depósito das Lojas Colombo em Porto Velho.   A corporação, mesmo com o deposito da Colombo destruído, salvou da tragédia a Escola Murilo Braga, a galeria São Francisco e casas adjacentes alvo das labaredas. Grandes incêndios têm se tornado uma trágica rotina na região central da capital

A regularização

O governador Marcos Rocha (PSL) e prefeitos de vários municípios tem se reunido para trabalhar de forma conjunta em prol da regularização fundiária. Como se sabe, existe enorme demanda reprimida a respeito em todo o estado, algo em torno de quase 100 mi propriedades gerando insegurança no campo motivando disputas sangrentas pela terra desde os idos da chacina de Corumbiara. 

Mais empregos

 A contratação de novas obras em Porto Velho através das esferas governamentais tem gerado empregos na área da construção civil, a mais penalizada depois do ciclo das usinas do Madeira. Com isto, a roda da economia gira e o comercio lojista exibe os primeiros resultados positivos do ano com as compras ocorridas no recente dia dos pais. A previsão é que as coisas melhorem também no Dia das Crianças e Natal.

Chá de sumiço

Derrotados nas eleições passadas ao governo do estado, o ex-presidente da Assembléia Legislativa Maurão de Carvalho (MDB) e o empresário de vários ramos, o ex-senador Expedito Junior (PSDB) sumiram do mapa. Mas sabe-se que Maurão cuida dos seus bois, além de processos antigos, e Expedito tem corujado o filho deputado em Brasília e colaborado com a gestão do sócio Hildon Chaves na capital.

Via Direta

*** Bem articulado, o Distrito de Nazaré realiza a II Festa da Melancia neste final de semana *** Uma grande ocasião para a confraternização entre as comunidades ribeirinhas de Porto Velho *** No Complexo da Ferrovia Madeira Mamoré nem sinal do retorno das obras de enrocamento nas margens do Rio Madeira cujas águas estão descendo rapidamente neste verão *** Seguem os estudos técnicos de engenharia sobre o fenômeno das terras caídas (desbarrancamentos) naquela região tão afetadas pelos banzeiros.

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

A obra da ponte não mobiliza a classe política de Rondônia + O apocalipse climático + Sem dificuldades pra Rocha

A obra da ponte não mobiliza a classe política de Rondônia + O apocalipse climático + Sem dificuldades pra Rocha

O apocalipse climático Prevista inicialmente para se realizar no Brasil, a 25ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP25) foi

Irrealismo fantástico + Videntes e bruxos + Fora da peleja + A volta de Testoni + É coisa de louco!

Irrealismo fantástico + Videntes e bruxos + Fora da peleja + A volta de Testoni + É coisa de louco!

Irrealismo fantástico Mentira tem perna curta, mas causa estragos extensos. Na polarização, grupos radicais trocam acusações sem precisar de provas

Negacionistas e apocalípticos + Olho no predador + Estragou o negócio + Os refugiados

Negacionistas e apocalípticos + Olho no predador + Estragou o negócio + Os refugiados

Negacionistas e apocalípticos Como santo de casa não faz milagre e os brilhos das estrelas e listras da bandeira americana são uma inspiração para

Cenário de disputas + As movimentações em Porto Velho + No bico do corvo + Nas paradas

Cenário de disputas + As movimentações em Porto Velho + No bico do corvo + Nas paradas

Cenário de disputas Stan Lee criou super-heróis para a Amazônia, adaptados das lendas. Aliados, combatem Lamal, o monstro antiecológico. Mas foi Hu