Porto Velho (RO) sexta-feira, 19 de outubro de 2018
×
Gente de Opinião

Carlos Sperança

Canibalismo feroz e bases rachadas – Por Carlos Sperança


A janela para o futuro

A importância e o potencial da promoção recomendam atenções plenas ao Campus Party por parte da imprensa, do mundo científico e também das esferas política, econômica e administrativa.

Bastaria a realização do 1° Fórum Internacional da Amazônia Sustentável para encher a pauta de uma semana, já que dentre outros assuntos também importantes tratará do ativo que mais interessará ao mundo depois que o petróleo desaparecer: a água.

Se a juventude e os chamados geeks (loucos por tecnologia) se divertem nas maratonas hacker, os empreendedores de todas as idades têm mais ao que prestar atenção: com as transformações enormes que a economia sofreu, trazendo também impactos negativos, todos anseiam por soluções que tragam avanços, corrijam erros e vençam as crises.

A esses novos empreendedores interessou a variedade de oficinas do Campus Party, tratando desde a Blockchain (vital no mundo selvagem da Internet, onde a insegurança reina) até a robótica.

São questões capazes de virar o mundo ao avesso e recriá-lo de forma que hoje podem ser apenas intuídas e imaginadas. O Campus Party,  encerrado domingo, nesse caso, é uma janela aberta ao futuro.



Bases rachadas

Dois partidos importantes largam com as suas bases rachadas prejudicando as postulações de seus candidatos ao governo e ao Senado. Trata-se do MDB, que teve sua convenção em tapas (pontapés) e beijos e o PT que tentará priorizar a eleição ao Senado de Fátima Cleide, numa imposição do Diretório Nacional.


Canibalismo feroz e bases rachadas – Por Carlos Sperança - Gente de Opinião
Condições adversas

Por tudo que ocorreu nas convenções do MDB e do PT, seus candidatos ao governo, Maurão de Carvalho e do PT (seja em aliança com Jorge Chediak do PC do B ou Paulo Benito do próprio PT), largam em condições adversas. Seus candidatos ao Senado Raupp (MDB) e Fátima Cleide (PT) –caso esta confirme a candidatura - também devem sentir os reflexos da desunião que veio a público.


A polarização

Por tudo que tem acontecido, temos uma largada claramente polarizada ao governo do estado, entre Acir Gurgacz (PDT) e Expedito Junior (PSDB). Maurão de Carvalho (MDB) e demais concorrentes vão ter que quebrar esta tendência para melhorar suas chances e isto poderá acontecer apenas com um grande resultado na capital.


As convenções

Com as convenções de domingo todos os candidatos ao governo do estado foram definidos. 1-Acir Gurgacz (PDT) 2-Maurão de Carvalho (MDB) 3-Expedito Junior (PSDB) 4-Pimenta de Rondônia (PSOL) 5-Vinicius Miguel (Rede) 6-Pedro Nazareno (PSTU) 7-Marcos Rocha (PSL). Acir fechou com Neodi Carlos (PSDC) para vice, Expedito com Mauricio carvalho, Maurão com Jaime Gazola.


Canibalismo feroz

O pleito de 2018 será marcado pelo feroz canibalismo na disputa das cadeiras a Câmara dos deputados em Porto Velho. A fragmentação dos votos vai obrigar nomes de grande densidade na capital a buscar reforços no eleitorado do interior do estado. Casos de Leo Moraes (Podemos), Mariana Carvalho (PSDB), Mauro Nazif (PSB), Garçon (PRB) e Amir Lando (PSB), Cristiane Lopes (PP).


Via Direta

*** Com Silvia Cristina (PDT-Ji-Paraná) já crescendo na região central, se vê que a eleição a Câmara dos Deputados poderá surpreender nesta temporada *** Outra marca de 2018 é a expressiva presença feminina na disputa, com Jaqueline Cassol e Marinha Raupp (Rolim), Mariana Carvalho, Ada Dantas e Cristiane Lopes (Porto Velho) *** E ainda temos a ex-prefeita de Ouro Preto Rosaria Helena e Claudia Moura (Ariquemes) nas paradas.


* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Carlos Sperança

Baita chororô - Por Carlos Sperança

Baita chororô - Por Carlos Sperança

A vergonha nacional Em recente reunião da Suframa, o governador de Rondônia Daniel Pereira levantou um dos mais vergonhosos problemas brasileiros: a i

Dia 28 será o dia da peia - Por Carlos Sperança

Dia 28 será o dia da peia - Por Carlos Sperança

Amazônia milagreiraA natureza dotou a Amazônia de pequenos e grandes milagres. Dos grandes, muita água para compensar a falta do líquido já notável em

O efeito manada - Por Carlos Sperança

O efeito manada - Por Carlos Sperança

A lição das árvoresSó o Rio Negro possui mais volume do que toda a água doce da Europa, afirma a ciência geográfica. Nada como a exuberância da nature

A onda Bolsonaro, se assemelha a onda Lula - Por Carlos Sperança

A onda Bolsonaro, se assemelha a onda Lula - Por Carlos Sperança

Os narizes tapadosO ódio é desumano, mas é difícil exigir do sofrido povo brasileiro que não sinta raiva de ter um país tão rico devendo quase o taman