Porto Velho (RO) segunda-feira, 17 de janeiro de 2022
×
Gente de Opinião

Turismo

Como ocorrerá a retomada de viagens corporativas?


Como ocorrerá a retomada de viagens corporativas? - Gente de Opinião

Com a reabertura total de alguns lugares, a expectativa para a retomada das viagens corporativas é grande.

Com praticamente toda a população adulta imunizada com pelo menos 1 dose da vacina contra a covid-19, o setor está motivado.

 

A crise do Covid-19: impactos na economia e no comportamento das pessoas.

 

As viagens corporativas são fundamentais para a economia global.

As idas e vindas dos executivos faz o dinheiro circular.

Está curioso para saber como será a retomada dessas viagens? Preparamos esse artigo para contar tudo sobre o assunto.

As viagens corporativas já retomaram?

A resposta é simples.

Sim!

As viagens corporativas já retomaram as atividades.

No último dia 17 de agosto, houve a liberação de eventos como convenções, congressos, feiras corporativas, jantares e eventos sociais.

 

Contudo, essas viagens estão ocorrendo de uma forma diferente. Antigamente grupos eram selecionados para participar dos eventos.

Em tempos atuais apenas um funcionário está responsável em participar dessas viagens corporativas.

 

Essa individualidade acontece ainda com premiações. Em tempos sem pandemia os 50 melhores funcionários, por exemplo, eram premiados com convenções em resorts.

Agora com a pandemia em ascensão, apenas um colaborador ganha a viagem para garantir lazer com a família.

A ideia é garantir uma ida e volta segura, evitando contaminações.

 

Como está a oferta e a demanda de viagens corporativas?

O setor de viagens ao redor do mundo encolheu, mais de 50 mil empresas de turismo fecharam as portas, aeronaves saíram de circulação e frotas aéreas  foram reduzidas.

Esse cenário fez com que a oferta de serviço fosse maior.

 

A situação afeta o cliente corporativo, afinal, quando a demanda é maior que a oferta, os valores de serviço ficam mais altos.

Isso faz com que ocorra uma busca por preços mais baixos.

 

Em suma, a demanda e oferta já são uma questão para o mundo corporativo.

Os preços estão subindo, e será necessário conseguir uma disponibilidade.

A dúvida não é mais sobre o valor de um assento, por exemplo, mas sim se será possível consegui-lo.

Como escolher os destinos e fornecedores para viagens corporativas?

Os investimentos em viagens corporativas precisam ser levados a sério, para que um leque de opções seja aberto.

Por esse motivo ter uma gestão de fornecedores é fundamental para garantir que nada saia do controle.

 

Decidir o destino das cidades pode não ser uma tarefa fácil, portanto, identifique e analise o perfil dos seus colaboradores.

Utilizar pesquisas e questionários podem auxiliar a encontrar a viagem que mais se enquadre com o perfil dos participantes.

 

Há quem prefira a calmaria para relaxar, outros são a favor de aventuras, e existe ainda quem prefira a vida noturna e badalada.

Independente do destino, é essencial conhecer os perfis e assim evitar proporcionar uma experiência ruim.

Retomada gradativa de viagens corporativas até 2023

O impacto sofrido no turismo por conta da pandemia de coronavírus, estimou uma perda de US$2,4 trilhões em 2020, para 2021 a previsão de perdas é a mesma.

 

A Associação Latino Americana de Gestão de Eventos e Viagens Corporativas -ALAGEV, prevê uma volta gradativa das viagens até 2023, porém, a movimentação não terá atingido os mesmos patamares de 2019.

 

Levando em consideração que o turismo foi o primeiro setor a ser atingido, e provavelmente será o último a retomar totalmente, pesquisas mostram que será necessário esperar até 2023 para a volta no mercado ser completa.

Perspectivas dos usuários para o setor de turismo

A retomada do turismo vem acontecendo de forma lenta.

Os primeiros retornos foram os de consumo e viagens essenciais, para negócios, saúde ou visita para familiares. As viagens passaram a ser de carro e de curta duração.

 

Foi elaborada uma cartilha pela Organização Mundial do Turismo (OMT), com medidas e protocolos de segurança a serem tomados durante as viagens.

O caminho escolhido pelos usuários são os chamados turismo doméstico

 

Turismo doméstico é a principal tendência dos brasileiros

O turismo doméstico com o turismo regional vem sendo a tendência durante a retomada do setor turístico.

Essa modalidade é facilmente escolhida por quem quer viajar, mas, quer manter os cuidados de proteção ao coronavírus.

As viagens domésticas geralmente são em família e ocorrem dentro do próprio estado, como o caso do thermas dos laranjais, sem a necessidade de muito deslocamento.

 

Os roteiros mais escolhidos são casas beira-mar ou resorts que tenham total conforto e opções de lazer em um único lugar.

Uma coisa é certa, o turismo está voltando, e a expectativa para a retomada completa desse setor é grande.

E você, já preparou a sua próxima viagem?

Mais Sobre Turismo

CAT recebe viajantes em Porto Velho em busca de informações turísticas

CAT recebe viajantes em Porto Velho em busca de informações turísticas

O Centro de Atendimento ao Turista (CAT), localizado no Aeroporto Internacional Governador Jorge Teixeira de Oliveira, continua prestando todo o sup

Integração turística da Amazônia será debatida na próxima terça-feira

Integração turística da Amazônia será debatida na próxima terça-feira

Na próxima terça-feira (16) será realizado o 1º Meeting Internacional de Turismo da Amazônia, uma iniciativa do Sebrae em Rondônia para mobilizar o

Com menos restrições, turismo volta a aquecer e deve gerar 81,7 mil vagas na alta temporada

Com menos restrições, turismo volta a aquecer e deve gerar 81,7 mil vagas na alta temporada

A flexibilização das medidas de isolamento social, resultante do avanço da vacinação contra a covid-19, tem reaquecido o ritmo de atividade dos serv