Porto Velho (RO) segunda-feira, 19 de agosto de 2019
×
Gente de Opinião

Turismo

Acadêmicos destacam ecoturismo em terras indígenas


Os acadêmicos Éderson Lauri Leandro e Paulo Afonso dos Santos Júnior, do 8º Período do Curso de Turismo da Faculdade São Lucas (Porto Velho/RO), participam, de 8 a 12 deste mês, em Itatiaia (Rio de Janeiro), do 1º Congresso Nacional de Ecoturismo. Na oportunidade serão apresentados resultados de pesquisas realizadas em parceria com a Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé, como parte do diagnóstico etnoambiental participativo de terras indígenas – metodologia que busca melhorias na qualidade de vida das comunidades indígenas.
Um dos trabalhos destaca o manejo e a conservação dos recursos naturais através do turismo sustentável (ecoturismo indígena). O estudo aborda a identificação e a análise do potencial dos recursos e atrativos naturais da Terra Indígena Ipixuna (Aldeia Canavial), habitada pelo povo da etnia Parintintin, numa área de 248.000 hectares, localizada no sudoeste do Estado do Amazonas.
O estudo faz parte do Inventário do Potencial Turístico que, juntamente com os inventários do Meio Físico, Meio Biológico, Socioeconômico e Etnocultural, compõe o Diagnóstico Etnoambiental Participativo da Terra Indígena Ipixuna, realizado pela Associação Kanindé, no período de maio de 2006 a setembro de 2007, através do Consórcio Amazoniar.
Os dados foram coletados em julho de 2006, época de vazante do Rio Ipixuna, com a participação do Povo Parintintin. A metodologia utilizada foi aplicação de questionários, observação in loco, com caracterização, descrição e observações adicionais dos técnicos e indígenas. O ecoturismo indígena é uma viagem responsável para terras indígenas, planejada e organizada, participativa, valorizando a cultura indígena, conservando o meio ambiente e promovendo melhoria na qualidade de vida dos povos indígenas locais.
Foram Identificados 34 recursos e atrativos naturais de relevância para a atividade ecoturística, divididos em fauna, flora e recursos hídricos, entre eles o Lago do Peixe-Boi, com ocorrência do Peixe-Boi; Igarapé do Miriti, local para a pesca da Jatuarana; Enseada do Inglês, local para observação de aves; e o Arvoredo, local com árvores de grande porte. Os pontos levantados não possuem infra-estrutura básica e turística (sanitários, lixeiras, sinalização específica e serviços de alimentação, dentre outros serviços e equipamentos).
Nos estudos foram identificados 12 tipos de atividades a praticar, com destaque para a observação de pássaros – Birdwatch, Trilhas, Pesca Esportiva e Artesanal (arco e flecha). A pesca esportiva está sendo realizada de forma não planejada no Rio Ipixuna, fato que mostra a necessidade da elaboração de um Plano de Uso Ecoturístico que defina as atividades a serem desenvolvidas na área, estabelecendo as normas e diretrizes para a sua execução e direcionando o uso responsável dos recursos naturais.
O trabalho a ser apresentado no Congresso mostra que o turismo indígena é considerado uma atividade de fundamental importância à valorização cultural e conservação do meio ambiente para as gerações atuais e futuras, sendo entendido como a modalidade mais aconselhável para a realização de turismo em terras indígenas. Os levantamentos realizados contêm informações necessárias para a elaboração do Plano de Uso Ecoturístico da Terra Indígena Ipixuna.
Fonte: Chagas Pereira

Mais Sobre Turismo

Monte Gordo, um paraíso para veraneio,  a 322 quilômetros de Lisboa

Monte Gordo, um paraíso para veraneio, a 322 quilômetros de Lisboa

A cidade de Monte Gordo, a 322 quilômetros de Lisboa, é um dos principais destinos turísticos do Algarve. Tornou-se conhecida pelas praias com tempera

Municípios do novo Mapa do Turismo Brasileiro serão validados até 30 de julho

Municípios do novo Mapa do Turismo Brasileiro serão validados até 30 de julho

Os governos estaduais têm até o próximo dia 30 de julho para validar a atualização do Mapa do Turismo Brasileiro 2019-2021, que vem sendo cadastrada n

MTur reabre inscrições para curso gratuito de atendimento ao turista para todo o Brasil

MTur reabre inscrições para curso gratuito de atendimento ao turista para todo o Brasil

Trabalhadores que já atuam ou pretendem ingressar no setor turístico terão uma nova chance de aprimorar conhecimentos, melhorar o currículo e contribu

Rondônia mostrará ao Brasil suas potencialidades turísticas, até mesmo aquelas desconhecidas da sua própria população

Rondônia mostrará ao Brasil suas potencialidades turísticas, até mesmo aquelas desconhecidas da sua própria população

Rondônia fará o mesmo que os peruanos: mostrará ao Brasil suas potencialidades turísticas, até mesmo aquelas desconhecidas da sua própria população. O