Porto Velho (RO) sábado, 19 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Porto Velho está entre estados com maior número de fumantes



Levantamento mostra que a maior frequência de adultos que fumam está em Porto Alegre e Rio Branco, 21,2%. Já o maior número de homens fumantes está em Porto Velho (25,0%), Porto Alegre (26,3%) e Macapá (29,4%). E as mulheres fumantes da capital de Rondônia somam 13,6%.  Os dados estão no relatório da Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), coletados através de todas as unidades de saúde do município, além dos cartórios, Instituto de Medicina Legal, e outros órgãos notificantes. Os dados são referentes ao período de janeiro a dezembro de 2007.

O Ministério da Saúde, através do INCA, o Instituto Nacional do Câncer, organizou para esta sexta feira (29), inúmeros eventos e manifestações em todo o país que vão desde pit- stops, palestras, exibição de vídeos até distribuição de folderes para chamar a atenção da população para o Dia Nacional de Combate ao Fumo.

Em Porto Velho a Semusa vai realizar uma série de eventos educativos com o objetivo de conscientizar os servidores e a população em geral, contra o tabagismo. Na sede da secretaria, logo cedo, os servidores vão receber panfletos e orientações sobre os malefícios do cigarro. Nas Unidades de Saúde como a Ernandes Índio, no bairro Escola de Polícia, Centro de Saúde do bairro Caladinho, Policlínica Ana Adelaide, no bairro Pedrinhas, Centro de Controle de Zoonoze, na avenida Mamoré e Unidade de Saúde da Família do bairro Embratel também serão desenvolvidas varias atividades de conscientização contra o fumo,  para as comunidades. O tabagimo é considerado hoje, uma dependência química que expõe os indivíduos a inúmeras substâncias químicas.

O fumante passivo

O tabagismo é a segunda maior causa de morte no mundo. Metade dos fumantes regulares, cerca de 650 milhões de pessoas, poderá morrer por causa de alguma doença relacionada ao tabaco. Igualmente alarmante é o fato de que centenas de milhares de não fumantes morrem a cada ano por respirarem a fumaça do cigarro. O Inca alerta que os perigos do cigarro também são graves para quem não fuma. Quem convive com fumantes pode sofrer com irritação nos olhos, tosse, dor de cabeça e aumento dos problemas alérgicos e cardíacos. O fumo passivo também causa problemas de médio e de longo prazo: pesquisas nacionais e internacionais indicam que os fumantes passivos têm um risco 23% maior de desenvolver doença cardiovascular e 30% mais chances de ter câncer de pulmão. Quem respira a fumaça do cigarro com freqüência têm mais propensão à asma, fica com a capacidade respiratória reduzida, e tem 24% a mais de chances de infarto do miocárdio.

Segundo as últimas pesquisas divulgadas pela Organização Mundial de Saúde, o cigarro tem matado cerca de cinco milhões de pessoas a cada ano, no mundo inteiro. No Brasil, o Ministério da Saúde registrou que o cigarro é o responsável por cerca de 200 mil mortes por ano. Entre os resultados da pesquisa está também um dos mais alarmantes: a cada dia, pelo menos sete brasileiros morrem por doenças provocadas pela exposição passiva à fumaça do tabaco. De acordo com recente estudo realizado por pesquisadores do Instituto Nacional de Câncer (INCA), pelo menos 2.655 não-fumantes morrem a cada ano no Brasil por doenças causadas pelo tabagismo passivo. A maioria das mortes ocorre entre mulheres (60,3%).

O prazer que mata aos poucos

O cigarro carrega mais de 4.700 substâncias tóxicas, como nicotina, monóxido de carbono e o alcatrão, que é constituído por aproximadamente 48 substâncias pré-cancerígenas, incluindo agrotóxicos e substâncias radioativas, dentre elas: amônia, cetonas, arsênico, níquel, benzopireno, cádmio, chumbo, responsáveis por irritações nos olhos, nariz, garganta e paralisia dos movimentos dos cílios dos brônquios, além de doenças como o enfisema, doença pulmonar obstrutiva crônica e diversos tipos de câncer. Considerada pela OMS a principal causa de morte evitável em todo o mundo, o tabagismo é diretamente responsável ainda  por 90% das mortes por câncer de pulmão, por 30% das mortes por câncer de boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rim, bexiga e colo de útero.

Os números do Tabagismo

► 200 mil mortes por ano no Brasil (23 pessoas por hora);
►30% da população adulta do Brasil fuma, segundo a Abifumo;
► Quem fuma mais de 20 cigarros por dia vive, em média, 22 anos a menos;
►700 milhões de crianças fumantes passivas;
►7 a 9 segundos é o tempo gasto pela nicotina para chegar ao cérebro do fumante.
► 1 bilhão e 300 milhões de pessoas fumantes no mundo.

Mais Sobre Saúde

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

A rede pública de Rondônia recebeu essa semana, seis respiradores pulmonares que passaram por manutenção do Serviço Nacional de Aprendizagem Industr