Porto Velho (RO) terça-feira, 16 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Vinício Carrilho

Mundo arranhado


Mundo arranhado - Gente de Opinião

Hoje fui arranhado pela gatinha 

Queria seu espaço 

Não minha provocação 


Hoje fui arranhado duas vezes 

Uma criança perdeu sua bala

Estava com fome 

A criança perdeu sua infância 


O policial perdeu sua bala 

Nessa criança 


Hoje queria arranhar uma esperança 

Queria esquecer que a dor me arranhou

Queria arranhar um Arranha-céu pra levar a bala da criança 


Queria ser criança 

Porque a gente esquece os arranhões 

Porque polícia é um soldadinho de chumbo 

Um avatar que nem sabemos quem seja 


Queria ser uma criança que adora brincar 

Ganhar doces 

Minha bala de infância é a "7 belo"


Magnífica 

Da minha cidade 

Dos doces sonhos 


De uma família que vendia balas de tacho pra adocicar a vida dos seus filhos. 


Bala Mágica 

Infância doce

Sem arranhões que não se curem


Mas, não hoje 

Hoje estou arranhado 

Como está a Humanidade 


Mais crianças sem infância, sem balas 7 Belo, encontraram balas de chumbo 


A vida não é um arranha-céus 

É uma gangorra

De dor, doces 


Mas hoje não tem docilidade 


Quero minha infância 

E os seus 7 Belos sonhos 


Mundo arranhado

Arranha-céu sem gente 

O povo anda na rua 


Dor na mente 

Doces de dentes 

- que mordem

- machucam

- matam 


7 Belos sonhos 

Ahh

* O conteúdo opinativo acima é de inteira responsabilidade do colaborador e titular desta coluna. O Portal Gente de Opinião não tem responsabilidade legal pela "OPINIÃO", que é exclusiva do autor.

Mais Sobre Vinício Carrilho

Ah...a Democracia que sempre tive

Ah...a Democracia que sempre tive

A Democracia é um campo de Girassóis, floresce com nosso olhar, reflete nosso cuidado ou contemplação. As flores são assim, o amor é assim. Não basta

Viva a Democracia!!

Viva a Democracia!!

Em 2016-17, o lema era "Fascistas não passarão!!". Com certeza havia uma lembrança da Guerra Civil Espanhola. Todos nós sabemos que os fascistas pass

Meus Pais

Meus Pais

Não quero lhe falar meu grande amor Das coisas que aprendi nos discosQuero lhe contar como eu vivi E tudo o que aconteceu comigo Viver é melhor q

Defesa ÓBVIA dos Direitos Humanos - é ululante, pesaroso, descrever o óbvio, mas é urgente

Defesa ÓBVIA dos Direitos Humanos - é ululante, pesaroso, descrever o óbvio, mas é urgente

FACULDADES INTEGRADAS DE JAHU Mantenedora: Fundação Educacional Doutor Raul Bauab  SEMANA JURÍDICA – 11.08.2022   Defesa ÓBVIA dos Direitos Humano