Porto Velho (RO) sábado, 15 de maio de 2021
×
Gente de Opinião

Justiça

Justiça determina que Plano de Saúde a rever reajuste abusivo para advogados de Rondônia

A redução conquistada foi de 10,3%


Justiça determina que Plano de Saúde a rever reajuste abusivo para advogados de Rondônia - Gente de Opinião

A 9ª Vara Cível de Porto Velho julgou procedente ação que obriga a Central Nacional Unimed e a IBBCA Administradora de Benefícios Gestão em Saúde a realinhar um ajuste de 28% ao patamar de 17,7%, referente ao período de junho de 2014 a junho de 2015. Para definir este parâmetro, o juiz Rinaldo Forti da Silva levou em consideração o levantamento do Instituto de Estudos de Saúde Complementar, que apurou os custos médico hospitalares do contrato (índice de sinistralidade) no período de um ano. 

A sentença foi proferida no último dia 4 e ocorreu após a Associação Cidade Verde de Defesa do Consumidor (ACV) entrar com uma Ação Civil Pública questionando o reajuste anual abusivo de mensalidade de plano de saúde contratado por advogados de Rondônia.

Forti destacou em sua argumentação que as empresas sequer trouxeram ao processo os documentos necessários à realização de perícia para apurar a taxa de sinistralidade do plano. “A aversão dos requeridos ao dever de transparência acerca das despesas com os segurados se refletiu inclusive na presente demanda”, registrou.

De acordo com o advogado Gabriel Tomasete, um dos subscritores da ação, o reajuste anual está previsto na proposta de adesão do plano que beneficia advogados e seus dependentes. “Ocorre que o aumento colocou os consumidores em desvantagem exagerada. O objetivo da ação era apurar o índice de sinistralidade e de forma alternativa apontamos um parâmetro razoável, que foi acatado pelo magistrado”, afirmou.

O plano é oferecido aos advogados pela Caixa de Assistência dos Advogados de Rondônia (CAARO). A decisão liminar limitou os efeitos à jurisdição de Porto Velho, mas os advogados conseguiram estender a tutela por meio de recurso ao Tribunal de Justiça de Rondônia, o que foi confirmado agora em sentença, ou seja, a decisão valerá aos beneficiários do plano de saúde residentes em todo o estado, conforme pedido da ação.

Veja a sentença

Mais Sobre Justiça

GAECO deflagra a segunda fase da Operação Propagare contra organização criminosa liderada pelo Secretário-chefe da Casa Civil do Estado de Rondônia

GAECO deflagra a segunda fase da Operação Propagare contra organização criminosa liderada pelo Secretário-chefe da Casa Civil do Estado de Rondônia

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por intermédio de seu Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), com apoio da Pol

Após acordo com MPF, grupo Cassol pagará R$ 135 mil em equipamentos à PRF de Rondônia

Após acordo com MPF, grupo Cassol pagará R$ 135 mil em equipamentos à PRF de Rondônia

O Ministério Público Federal (MPF) firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com a empresa Centrais Elétricas César Filho, pertencente ao grupo C