Porto Velho (RO) segunda-feira, 14 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Justiça

Caso Naiara Acusados vão a Júri novamente após recurso do Ministério Público


Caso Naiara Acusados vão a Júri novamente após recurso do Ministério Público - Gente de Opinião

Dois réus acusados de envolvimento no estupro e homicídio da estudante Naiara Karine irão novamente a Júri Popular, nesta quarta-feira (15/5), Na ocasião, a estudante Naiara sofreu estupro coletivo e foi morta a golpes de faca no início de 2013, na zona rural de Porto Velho. Ambos serão julgados pelo crime de estupro, iniciando o júri às 8h 30 no Plenário da 1ª Vara do Tribunal do Júri.


No primeiro julgamento, os réus Richardson Bruno Mamede das Chagas e Francisco da Silva Plácido foram condenados apenas pelo homicídio, mas absolvidos do crime de estupro. Inconformado, o Ministério Público do Estado de Rondônia, por intermédio do Promotor de Justiça Elias Chaquian Filho, recorreu para anular parcialmente o Júri, tendo em vista que a decisão com relação ao estupro foi contrária às provas dos autos, pleiteando que os acusados fossem novamente submetidos ao julgamento popular, somente por esse crime conexo. Concomitantemente, os réus apelaram visando anular o júri e reduzir a pena.


O Tribunal de Justiça de Rondônia rechaçou os recursos de apelação dos condenados e acatou o recurso do Ministério Público, anulando parcialmente a decisão do Conselho de Sentença que os absolveu do crime sexual, determinando novo julgamento, sob argumento de a tese acolhida pelos jurados para absolver os apelados/apelantes Francisco da Silva Plácido e Richardson Bruno Mamede das Chagas do crime de estupro é manifestamente contrária à prova dos autos.


A defesa do acusado Richardson impetrou recursos, os quais foram rejeitados pelo Tribunal de Justiça e mantida a decisão de rejeição pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O réu foi condenado a 14 anos de reclusão por homicídio qualificado em regime fechado, tendo sua pena mantida.


E quanto ao réu Francisco Plácido, este teve seu recurso acatado somente em parte, diminuindo sua pena, mas mantendo a condenação na sua participação no homicídio.

Mais Sobre Justiça

Policiais Civis e Militares são capacitados para atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica

Policiais Civis e Militares são capacitados para atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica

Policiais militares e civis participaram na segunda-feira (7), de capacitação para o atendimento à mulher vítima de violência, no auditório do Fórum S

1º Tribunal do Júri de Porto Velho condena homem que matou por ciúme

1º Tribunal do Júri de Porto Velho condena homem que matou por ciúme

O réu Jete Ceide foi condenado a 12 anos de reclusão pelo 1º Tribunal do Júri da comarca de Porto Velho, sob acusação de ter matado, com várias facada

Servidores do Judiciário aprovam o fim do Nepotismo no XI Consinjur

Servidores do Judiciário aprovam o fim do Nepotismo no XI Consinjur

O XI Consinjur, foi realizado no município de Cacoal, nos dias 6, 7 e 8 de outubro desse ano de 2019.E por ampla maioria dos congressistas presentes,

Escola Superior do Ministério Público de Rondônia é instalada e contribuirá para o desenvolvimento científico do Estado

Escola Superior do Ministério Público de Rondônia é instalada e contribuirá para o desenvolvimento científico do Estado

A criação da Escola Superior do Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da Lei Complementar nº 1.030, de 16 de julho de 2019, agora efetiva