Porto Velho (RO) domingo, 22 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Justiça

CARTA DE RONDÔNIA - CONTRA O PROJETO DE LEI QUE TRATA DE ABUSO DE AUTORIDADE


CARTA DE RONDÔNIA - CONTRA O PROJETO DE LEI QUE TRATA DE ABUSO DE AUTORIDADE - Gente de Opinião


Os membros da Magistratura e Ministério Público, Policiais Federais, Civis e Militares do Estado de Rondônia, reunidos na manhã dessa segunda-feira (19.08.19), resolvem externar desaprovação ao Projeto de Lei 7.596 – que trata sobre abuso de autoridade –, pois atenta contra a independência e autonomia da Magistratura e Ministério Público, bem como se contrapõe ao incessante combate à criminalidade realizado pelas Polícias de um modo geral.

Esse projeto, com o pretexto de punir agentes públicos que atuam com abuso de autoridade, em verdade, para além de disseminar o medo e a insegurança, constitui indiscutível obstáculo ao combate às organizações criminosas.

Não se pode perder de vista que a iniciativa, em regime de urgência e sem a devida discussão com a sociedade e com a comunidade jurídica, foi aprovada, sem que se tenha considerado que se põe na contramão dos anseios da sociedade que clama pela continuidade do firme combate à corrupção e crimes em geral, com penalização indistinta, alcançando, inclusive, detentores de poder econômico e político.

O PL 7596 trata o abuso de autoridade de forma subjetiva, com tipos penais vagos e imprecisos, o que, para além da insegurança daqueles que tenham por missão constitucional fiscalizar, investigar e promover a persecução penal, enfraquece o combate à criminalidade e, o que é mais grave, ofusca a independência e autonomia de Poderes e Instituições, criminalizando atividades constitucionais.

Ademais, mister se tenha em conta que há lei específica sobre atuar com abuso de autoridade e, no que respeita à magistrados e membros do Ministério Público, o controle é feito pelos respectivos Conselhos Nacionais.

Nesse contexto, conclama-se a sociedade civil, bem como os que estejam comprometidos com a probidade, a ética pública, notadamente com a integridade das Instituições Judiciárias, para que se oponham a essa iniciativa antidemocrática, manifestando-se favoravelmente ao veto presidencial, possibilitando, como indispensável, o amplo e sereno debate sobre tema tão delicado.

 

 

Porto Velho, 19 de agosto de 2019

 

 

Renato Martins Mimessi

Presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia

 

Inês Moreira Costa

Presidente em exercício da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia

 

Aluildo de Oliveira Leite

Procurador-Geral de Justiça do Ministério Público do Estado de Rondônia

 

Alexandre Jésus de Queiroz Santiago

Presidente da Associação do Ministério Público do Estado de Rondônia

 

Coronel PM Mauro Ronaldo Flores Correa

Comandante-geral da Polícia Militar de Rondônia

 

Alessandra Paraguassu Gomes

Delegada Geral Adjunta da Polícia Civil do Estado de Rondônia

 

Caio Rodrigo Pellim

Superintendente Regional da Polícia Federal em Rondônia

Mais Sobre Justiça

Universidade Federal Fluminense abre programa de mestrado em parceria com TRE-RO

Universidade Federal Fluminense abre programa de mestrado em parceria com TRE-RO

A Universidade Federal Fluminense (UFF), em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral de Rondônia (TRE-RO) e com o Instituto de Pesquisas Socio

MPF recomenda que agências do INSS em Rondônia modifiquem atendimento ao público

MPF recomenda que agências do INSS em Rondônia modifiquem atendimento ao público

O Ministério Público Federal em Rondônia recomendou às agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que adotem medidas urgentes para identif

Lei de prevenção à violência contra a mulher, de autoria de Cristiane Lopes, é sancionada

Lei de prevenção à violência contra a mulher, de autoria de Cristiane Lopes, é sancionada

Foi sancionada no município de Porto Velho, a Lei nº 2649/2019, que cria a Campanha Permanente de Conscientização e Enfrentamento ao Assédio e Vio

Tribunal de Justiça de Rondônia perda de cargo a ex-coordenador de segurança, por ato de improbidade

Tribunal de Justiça de Rondônia perda de cargo a ex-coordenador de segurança, por ato de improbidade

Por unanimidade de votos (decisão colegiada), a 1ª Câmara Especial do Tribunal de Justiça do Estado de Rondônia, presidida pelo desembargador Gilberto