Porto Velho (RO) domingo, 16 de junho de 2019
×
Gente de Opinião

Justiça

Acusados de estuprar Nayara são absolvidos pelos Jurados


Acusados de estuprar Nayara são absolvidos pelos Jurados - Gente de Opinião
Depois de dois dias de julgamento foi encerrado, nessa quinta-feira, 16, o segundo júri do caso Nayara Karine, estudante de jornalismo morta e estuprada em janeiro de 2013. Os réus, já condenados pelo crime de assassinato da acadêmica foram absolvidos pelo Conselho de Sentença pelo crime de estupro. 
No julgamento anterior, realizado em 31 de março de 2016, eles já haviam sido considerados inocentes por esse crime, mas considerados culpados pela morte. A condenação por assassinato foi confirmada pelo STJ e STF. Richardson teve a pena mantida em 14 anos e Francisco Plácido teve a pena reduzida, no STJ, de 9 anos para 7 anos e seis meses. 
A sentença, com a decisão do júri, foi lida pelo juiz Enio Salvador Vaz, às 19h40.
 
Debates
O segundo dia de julgamento do caso Nayara foi marcado por debates acirrados. De um lado o Ministério Público, representado pelo promotor Elias Chaquian Filho e assistidos por dois advogados, Gustavo Dandoline e Giuliano Viecili. Eles defenderam a tese de que os acusados participaram do crime de estupro coletivo contra a vítima Nayara Karine da Costa. 
A defesa lamentou o crime bárbaro, que merece punição severa, porém não para os acusados Richardson Bruno Mamede das Chagas e Francisco da Silva Plácido, que, segundo os advogados, seriam inocentes. Plácido estaria longe da cena do crime, a 12km de distância, conforme alegaram nos debates. Já no caso de Richardson, indiciado por causa de uma moto, a defesa alegou que era de outro acusado, Marco Antônio, o verdadeiro autor dos crimes. Sustentaram, ainda, que “quem deveria ser denunciado não foi, uma vez que se trata de gente poderosa”.
Os argumentos acabaram convencendo o Conselho de Sentença, que absolveu os acusados do crime de estupro contra a estudante.

Mais Sobre Justiça

Ministério Público move ação por improbidade contra Prefeito de Campo Novo, afastado no início do mês

Ministério Público move ação por improbidade contra Prefeito de Campo Novo, afastado no início do mês

O Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Buritis, propôs ação civil pública por ato de improbidade administrativa co

TJRO aplica Lei Maria da Penha nos distritos distantes de Porto Velho

TJRO aplica Lei Maria da Penha nos distritos distantes de Porto Velho

A Justiça de Rondônia realizou a segunda etapa do projeto “Maria nos Distritos” nos distritos de Extrema e Nova Califórnia, na primeira semana de junh

Ministério Público consegue condenação de agentes socioeducadores por ato de improbidade administrativa

Ministério Público consegue condenação de agentes socioeducadores por ato de improbidade administrativa

O Ministério Público do Estado de Rondônia, por meio da 21ª Promotoria De Justiça De Porto Velho, teve julgado procedente, pelo Juizado da Infânci

Ameron lança Concurso de Redação nas escolas públicas de Rondônia

Ameron lança Concurso de Redação nas escolas públicas de Rondônia

Intitulado “Justiça e Cidadania também se aprendem na escola: meu conhecimento faz justiça”, a Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia (Amero