Porto Velho (RO) quinta-feira, 14 de novembro de 2019
×
Gente de Opinião

Eleições 2018

Lula rebate Bolsonaro: ameaçar matar não é brincadeira


Lula rebate Bolsonaro: ameaçar matar não é brincadeira  - Gente de Opinião

 247 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva postou nesta segunda-feira, 3, um vídeo contundente de seu discurso no velório do ativista ambiental Chico Mendes.

Na prática, Lula rebateu a fala do candidato fascista Jair Bolsonaro (PSL), que, do alto de um palanque, incitou assassinatos e ameaçou fuzilar cidadãos brasileiros simpatizantes do PT. “Tem gente que acha que ameaçar matar petistas no Acre é brincadeira”, disse Lula, em sua página no Facebook.

Líder seringueiro e ambientalista, Chico Mendes foi assassinado em em 22 de dezembro de 1988, a tiros de escopeta por Darci Alves, a mando do pai Darli, num crime que chocou o mundo.

O PT ingressou no Supremo Tribunal Federal com ação criminal contra Bolsonaro por injúria injúria eleitoral, ameaça e incitação ao crime. Na representação, o PT argumenta que “por mera divergência política, entende o candidato ser necessário o fuzilamento de toda uma parcela da população, o que representa, a um só tempo, os cometimentos dos crimes de ameaça e incitação ao crime”. O partido pede que o STF ordene a Procuradoria-Geral da República (PGR) a abrir procedimento investigatório sobre o caso.

Após a repercussão, Bolsonaro, por meio de sua assessoria, disse que a incitação à violência é "foi uma brincadeira, como sempre".

Inscreva-se na TV 247 e assista ao vídeo:

Duração: 10 minutos e 38 segundos | Visualizações: 20.471

Veja Mais

Mais Sobre Eleições 2018

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Sindafisco elege nova diretoria nesta quinta-feira, 8/11

Nesta quinta-feira, 8 de novembro, acontecerá a votação para eleger a nova diretoria do Sindicato dos Auditores Fiscais de Tributos Estaduais de Ron

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Bolsonaro detona Folha no Jornal Nacional

Presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) atacou a Folha de S. Paulo nesta segunda-feira, 29, em entrevista ao Jornal Nacional; em discurso acalorado, Bo